segunda-feira, 30 de maio de 2011

* Municípios recebem 20% a mais de recursos do FPM, nesta segunda-feira.

         Foram depositados, nesta segunda-feira (30), os recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), referentes ao terceiro decêndio do mês de maio. O valor total, já descontados os recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), é de R$ 1,2 bi. Esse terceiro repasse apresenta queda de 15% em relação ao terceiro repasse de abril.
          Já comparando com o terceiro decêndio de maio de 2010, acumulou-se um crescimento de 35%. A previsão da Receita Federal para este último repasse do mês foi 15,5% menor que o valor efetivamente realizado.
          Segundo o presidente da União Brasileira de Municípios (UBAM), Leonardo Santana, os 5.564 Municípios fecham o mês de maio com um total recebido de seis bilhões de reais, registrando um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado.
          Nestes primeiros cinco meses do ano, todas as prefeituras receberam um total acumulado de 29 bilhões de reais, o que se configurou, segundo ele, num crescimento do FPM em torno de 30% se for comparado ao mesmo período de 2010.
           Para o mês de junho, a UBAM prevê uma diminuição, em torno de 12%, em relação ao mês de maio, tomando por base os dados colhidos da Secretaria da Receita Federal. Mesmo assim, se essas previsões se confirmarem, o FPM do ano de 2011 terá registrado um crescimento de 28% se comparado com 2010.

* Preços do etanol e da gasolina comum caem na quarta semana de maio.

        Boletim divulgado hoje (30) pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) revela que os preços do etanol e da gasolina comum mantiveram tendência de queda na quarta semana de maio. O preço médio da gasolina C, que contém 25% de álcool anidro, ficou 1,68% menor em comparação à terceira semana do mês. Essa foi a maior queda de maio para o produto.
         Já o etanol hidratado teve retração no preço médio de revenda de 4,58%. Nesse caso, porém, a queda foi um pouco menor do que a registrada na semana anterior, que havia sido de 6,65%. O levantamento da ANP foi feito entre os dias 22 e 28 deste mês, em mais de 8 mil postos de combustíveis de todo o país.
         Os estados que apresentaram as maiores reduções de preço médio do etanol hidratado para o consumidor foram o Paraná (-9,62%), Rio Grande do Sul (-5,99%) e Santa Catarina (-5,02%). Considerando apenas as capitais, a queda de preço do etanol foi maior em Brasília (-6,69%), seguida do Rio de Janeiro (-4,70%) e de São Paulo (-4%).

* Mulher vai fazer endoscopia e sai de hospital de SP sem braço direito.

        Em 2009, uma vendedora do interior do estado de São Paulo entrou num hospital filantrópico da capital paulista para fazer um exame gastrointestinal, mas saiu de lá sem parte do braço depois de tomar uma injeção no pulso direito. A mulher se queixou de dores na região durante todo o dia 27 de abril daquele ano. Na manhã seguinte, seu membro não tinha mais circulação sanguínea. Foi constatada trombose no local e, após vários tratamentos sem solução, não restou outra alternativa aos médicos: eles amputaram o antebraço da paciente em 7 de maio.
         Até sexta-feira (26) o Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, na Zona Leste, não sabia explicar a Rosely Viviani, de 48 anos, como foi possível ela ter se internado para uma endoscopia (exame que introduz cânula com câmera pela boca do paciente para se verificar doenças gastrointestinais) e dez dias depois ter um membro aparentemente saudável retirado.
          Rosely só havia ido ao Santa Marcelina porque semanas antes teve diagnosticado câncer no útero e ovário e precisava fazer a endoscopia pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para saber se tinha mais tumores em outros órgãos - o que não se comprovou. “Entrei no hospital com o meu braço e saí de lá sem ele. E até hoje ninguém me disse o que ocorreu”, disse a mulher, em entrevista ao G1 concedida em sua casa em Cerquilho, no interior de São Paulo. Ela é separada e mora com o filho André Luiz, de 11 anos. “Me disseram que tiveram de amputar do cotovelo para baixo senão eu ia morrer. Era meu braço ou minha vida.”

* Mineiro, ‘Rejeição de mais de 44% de Rosalba é resultado do seu modelo administrativo.

        Na opinião do deputado Fernando Mineiro, o resultado da pesquisa feito Instituto Consult revelando que a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), um uma rejeição de 44,15% dos potiguares reflete bem que boa parte dos que votaram na governadora estão desaprovando sua forma de administrar o Rio Grande do Norte.
         Ele disse que, o isolamento de Rosalba, e a forma como ela vem tratando os servidores públicos tem sido a principal causa dessa rejeição ao seu modelo administrativo. "A governadora vem administrando de forma autocrata e centralizadora. Isso vem gerando insatisfação não apenas na população, mas dentro do próprio governo, já que ela vem atuando de forma centralizadora.
         Além das criticas a governadora, o deputado também questionou a possibilidade de volta da reeleição para Mesa Diretora da AL. Ele disse que Ricardo Motta tinha afirmado que está disposto a se manter no cargo apenas pelos dois anos que foi eleito e no, entanto, agora quer descumprir o que foi dito. "Ele nos disse que não tinha pretensão de apresentar o projeto de volta da reeleição e agora surge essa possibilidade de ser apresentado um projeto. Eu disse e repito que sou totalmente contra. Passamos oito anos reelegendo o mesmo presidente, Agora precisamos exercitar o modelo sem reeleição para saber como ele funciona. Temos que dá oportunidade a outros pensamentos outras ideias", afirmou.

* Sindicalistas diz que estado já pode legalmente pagar planos.

          O governo do estado anunciou no último sábado que reduziu seu percentual de gastos com a folha de pagamento de 49,92% para 49,42% das receitas. A nova quantia ainda estaria acima do limite legal (49%) da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Essa situação garantiria à administração o respaldo para não pagar os percentuais restantes dos planos de cargos e salários de 14 categorias do funcionalismo.
          No entanto, o presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Indireta (Sinai-RN), Santino Arruda, considera “maldosa” a informação repassada pelo governo e garante que o estado já baixou do limite.
          “Existe no Diário Oficial (de sábado, no qual foram expostos os números) duas situações, uma levando em conta as regras do TCE (Tribunal de Contas do Estado), onde o estado está acima do limite, mas outra considerando as regras do Tesouro Nacional, que é a que vale legalmente e que aponta um percentual de 48,61%”, revela.
           Santino Arruda diz que a administração não possui mais argumentos para não negociar o pagamento dos planos aos servidores. “Esperamos esta semana já fazer os acordos para se começar o pagamento”, ressaltou. Para o sindicalista, o governo tem agido em desfavor do funcionalismo e só isso explica a divulgação dos números relativos às regras do TCE, uma vez que as do Tesouro Nacional são utilizadas, inclusive, no repasse de recursos.
        

* Atitudes de candidato...

         Durante a III Vaquejada do Saia Rodada Park Show, podemos observar a postura do vereador Juninho Alves (PR), apesar de não assumir publicamente sua candidatura a prefeito de Caraúbas em 2012, o Edil demonstra claramente que as suas atitudes falam por se, e assim munido de um carisma grande com a população caraubense, Juninho abraçou a todos e ficou no meio do povo sendo em alguns momentos chamado por populares de futuro prefeito, em resposta em alguns momentos se ouvia a frase por parte do parlamentar "Você vota em mim"!
         O por que de Juninho não ter assumido publicamente que é candidato, é difícil de responder, se ele vai ser candidato? É outra questão complicada. Agora que as suas atitudes são atitudes de candidato; isso não se tem nenhuma dúvida.

* Pagamento dos servidores estaduais já está nas contas.

        Em conversa com alguns servidores públicos estaduais do Rio Grande do Norte, nesse momento, fomos informados que os proventos dos mesmos já estão depositados nas referidas contas. Assim sendo o problema gerado, segundo o governo, pelo Banco do Brasil foi solucionado.

* Governo recebe representantes do Sinpol e avança nas negociações.

         Em reunião realizada na tarde da última sexta-feira (27), na Governadoria, os Policiais Civis decidiram manter a greve, iniciada dia 17 de maio, pelo menos até a próxima quarta-feira (01/06), quando os representantes do Sinpol se reunirão novamente com o secretário-chefe do Gabinete Civil, Paulo de Tarso Fernandes.
         Durante a conversa, que durou quatro horas, Paulo de Tarso reiterou a posição do Governo do Estado e as pressões que a gestão tem enfrentado. O secretário-chefe do GAC se referiu à impossibilidade de conceder o aumento salarial neste momento e da importância de se manter o diálogo aberto, chegando a um consenso. 
         "Não adianta aprovar um aumento agora para, daqui a três meses, a gente ter que sentar para negociar de novo. Lei é para ser cumprida, mas ela não fabrica dinheiro", disse, se referindo ao não cumprimento, por parte do Estado, da lei que garantiu o aumento salarial à categoria. Ele pediu que os servidores entendam que está sendo feito um esforço para se chegar a um acordo. "Nós temos o dever de dizer a realidade e fazer o servidor entender que o possível está sendo feito", observou Paulo de Tarso.

* Audiência pública sobre Uern é remarcada para 8 de junho.

          A Assembleia Legislativa confirmou para o dia 8 de junho, às 10h, na Câmara de Mossoró, audiência pública sobre o fortalecimento da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern), proposta pelo mandato da deputada estadual Larissa Rosado (PSB).
          Previsto para este mês, o debate foi adiado duas vezes devido a incompatibilidades de agenda dos participantes, agora conciliadas. A deputada Larissa informa que a audiência reunirá os segmentos da Uern na discussão de soluções para a universidade.
          Entre as alternativas, a proposta de autonomia financeira, o que evitaria cortes no orçamento da Uern, feitos pelo Governo do Estado este ano e que combaliu as finanças da instituição em 2011, segundo a Associação dos Docentes (Aduern).

* Banco do Brasil diz que transferências serão feitas hoje.

         A secretaria de estado do Planejamento e das Finanças comunica que em decorrência de um erro cometido pelo Banco do Brasil, não foram processadas neste sábado, 28 as transferências bancárias para as contas do servidores públicos do executivo que recebem seus salários no primeiro dia do recebimento.
         De acordo com o Banco do Brasil o problema deverá ser solucionado até o meio-dia desta segunda-feira, 30, quando serão realizadas as transferências. Os servidores que recebem no segundo dia de pagamento receberão normalmente nesta terça-feira, 31.
Fonte: Assecom RN.