sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

* Presidência gasta R$ 639 mil na compra de 14 carros novos.

A Presidência gastou R$ 639 mil na compra de 14 Ford Focus Sedan completos, informa o “Painel”, editado interinamente por Fábio Zambeli e publicado na Folha desta quinta-feira.

Eles substituirão carros com mais de 10 anos de uso.

* Mercadante admite que “é possível” sua nomeação para o Ministério da Educação.

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, começa a admitir publicamente a possibilidade de trocar de endereço na Esplanada dos Ministérios e se tornar o novo ministro da Educação, em lugar de Fernando Haddad que deve sair do governo – provavelmente, na segunda quinzena de janeiro (após a conclusão dos primeiros resultados do Sistema de Seleção Unificado – Sisu) – para ser candidato a prefeito de São Paulo.

Ao ser perguntado sobre a eventual ida para o MEC e seus planos para a área, o ministro não afastou a possibilidade. “Eu tenho visto todas essas informações na imprensa, mas vamos aguardar a reforma ministerial. Eu prometo a você que, se isso acontecer, e é possível que aconteça, eu estarei aqui à disposição e nós poderemos discutir a pasta da Educação”.

* PSB reage e ministro afirma que Dilma conhece repasses.

A reação do governo federal ao direcionamento para Pernambuco de 90% das verbas do Ministério da Integração Nacional destinadas ao combate e prevenção de desastres naturais gerou uma crise política com o PSB. O presidente do partido e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, não aceitou a decisão tomada pelo Palácio do Planalto de intervir nas ações da pasta, comandada pelo ministro Fernando Bezerra Coelho, seu afilhado político e cobrou apoio a seu aliado.

Para a cúpula do PSB, o movimento do governo fragilizou Bezerra justamente num momento em que a presidenta Dilma Rousseff prepara uma reforma ministerial e o coloca na berlinda depois do Palácio do Planalto ter demitido seis ministros por problemas de gestão ou de denúncias em suas pastas.

As queixas e cobranças do comando do partido fizeram com que o Planalto lançasse mão de pelo menos um gesto público para tentar resolver o mal-estar. A Casa Civil divulgou uma nota oficial afirmando que não havia uma intervenção nas ações da Integração Nacional. Na terça-feira, a ministra Gleisi Hoffmann interrompeu as férias para, a pedido da presidenta, monitorar o repasse de verbas.

* Polícia Federal do RN é a melhor avaliada do Brasil.

A Polícia Federal do Rio Grande do Norte é a que oferece os melhores serviços à população brasileira. É o que diz a pesquisa de opinião referente ao ano de 2011, onde a PF que atua no estado foi avaliada positivamente por 93% da população. A pesquisa é realizada pela instituição desde 2010 e analisa desde a rapidez no atendimento até a cortesia por parte dos funcionários.

No Rio Grande do Norte, 79% das pessoas que preencheram o questionário ficaram "muito satisfeitas" com os serviços prestados, enquanto 14% ficaram satisfeitas e apenas 7% informaram insatisfação quanto ao atendimento. No estado do Amapá, apenas 6% ficaram insatisfeitos com os clientes, mas 31% ficaram satisfeitos e "apenas" 63% informaram que o serviço foi muito satisfatório, o que deixou o índice regional em 7,88, contra 8,68 do Rio Grande do Norte.