sábado, 11 de fevereiro de 2012

* PT e PMDB decidem suspender votação da PEC dos policiais.

Os deputados Jilmar Tatto (SP), líder do PT, e Henrique Eduardo Alves, líder do PMDB, decidiram não votar mais a PEC 300, proposta de emenda à Constituição que fixa o piso salarial nacional para bombeiros e policiais. A informação está publicada hoje (11) na coluna Panaroma Político, do jornal O Globo.

Segundo Ilimar Franco, que assina a coluna, a radicalização na greve da Bahia pesou na decisão dos líderes dos maiores partidos da Câmara dos Deputados. PMs do Rio de Janeiro também paralisaram. "Além disso, os 27 governadores são contra", informa Ilimar.

A PEC 300 foi aprovada pela Câmara em março do ano passado, em primeiro turno, mas ainda precisa ser votada em segundo turno na Câmara antes de seguir para o Senado. 

O piso salarial seria de R$ 3.500 para os militares de menor graduação, no caso dos soldados, e de R$ 7.000 para os de maior posto.

* Resolução do PT caraubense.

* PT prioriza Natal e Mossoró...

O Partido dos Trabalhadores deverá ter candidatura própria nos municípios com mais de 150 mil eleitores. A decisão, tomada ontem em Brasília, no embalo das comemorações dos 32 anos do PT, tem como objetivo  aprofundar sua participação nas médias e grandes cidades brasileiras e também capitais, mesmo que para alcançar o objetivo o partido tenha que fazer acordos políticos com o PSD, de Gilberto Kassab. "A orientação é fazermos a cabeça de chapa nessas cidades", afirmou o secretário de Relações Institucionais do partido, Geraldo Magela. Em princípio, o PT buscará o maior leque de alianças para cumprir esse objetivo.

E Caraúbas?

* Caraubenses tomam posse no ICOP.

Na manhã de hoje (11), o escritor Ítalo Gurgel e a poetiza Rizolete Fernandes, ambos caraubenses, passaram a ocupar vagas no Instituto Cultural do Oeste Potiguar (ICOP). O ICOP tem sede em Mossoró mas vem expandindo sua atuação em toda região oeste.

Ítalo Gurgel é licenciado em Letras pela Universidade Federal do Ceará (UFCE), com experiência no jornalismo e como professor universitário. Rizolete Fernandes é bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e publica poesias e crônicas em jornais e revistas no Estado e em blogs e sites locais e nacionais.

Na oportunidade marcaram presença no evento, o vice-reitor e presidente do ICOP Aécio Candido, o vice presidente Sr. Benedito, Clauber Arcanjo, Alexsandro Gurgel, Iracilda Gurgel, Suay Gurgel, a secretária de educação Terezinha Gurgel, Marcos Roberto, Cassiano Fernandes, Marliene, Paula Fernandes entre outras autoridades.

O Icop é a instituição cultural mais antiga da Região Oeste. Foi criada em 30 de setembro de 1957 por João Batista Cascudo, Vingt-un Rosado, Dorian Jorge Freire e Dalva Stella Nogueira, entre outros intelectuais e artista
 Aécio Candido, Paula Fernandes (representou Rizolete Fernandes) e Cassiano Fernandes...
 Ítalo Gurgel recebe do vice presidente do ICOP o certificado de membro do Instituto.
 Banda de Música de Caraúbas...
Parte das autoridades...

* Câmara de Vereadores com caras novas em 2013...

Com a desfiliação de Juninho Alves, as candidaturas de Ivanildo e Novinho (Ivanildo prefeito da oposição e Novinho vice da situação) e o acréscimo de duas vagas, a câmara municipal de vereadores de Caraúbas teve receber cinco caras novas, tendo por base a atual legislatura.

A campanha de 2012 promete muita disputa no âmbito legislativo, assim com a realidade acima citada os pré-candidatos enchem os olhos de esperanças.

É aguardar...

* Eni Praxedes em campanha...

Se em outras campanhas o nome de Eni Praxedes (PMDB), foi lançado e não chegou as urnas, parece que em 2012 a conversa será outra. 

Eni já está em campanha, carismático e com um bom relacionamento entre os caraubenses, e já com apoios consideráveis, o mesmo já chega até a pedir votos.

Eni Praxedes vem muito forte em 2012.

É aguardar...
  Eni Praxedes em campanha...
Imagem: Caraúbas 24 horas.

* Nome do vereador Novinho Praxedes cresce ainda mais para ocupar a vaga de vice-prefeito na chapa situacionista.

Com à saída dos Alves da disputa eleitoral em 2012, o nome do vereador-empresário Novinho Praxedes (PMDB) cresceu ainda mais para ocupar a vaga de vice-prefeito na chapa situacionista.

Antes da sua desfiliação o nome do edil Juninho Alves (Sem partido), era o favorito para ocupar a vice, porém o cenário atual é totalmente voltado para uma composição puro sangue do PMDB e com isso a provável chapa séria Ademar ou JP e Novinho Praxedes.

É aguardar...
Vereador Novinho Praxedes se articula para ser o vice do governismo local.

* Marco Maia se rebela contra o Planalto.

Um dia depois de suspender a sessão da Câmara sem votar o projeto que cria o Fundo de Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais (Funpresp), o presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), afirmou ontem não ser obrigado a acatar a pauta de votações proposta pelo governo. Maia entrou em rota de colisão com o Palácio do Planalto depois de o governo recusar a nomear um apadrinhado para cargo na cúpula do Banco do Brasil.  Irritado, o presidente da Câmara encerrou a sessão com o argumento de que não havia acordo entre os partidos políticos para aprovar o Funpresp. Ele nega ter feito indicação para cargo no governo. Mas o comportamento de Maia foi criticado pelos seus colegas de Câmara. Sem querer se expor, deputados atacaram Maia e o acusaram de estar usando a Câmara em benefício próprio.

Ao mesmo tempo, parlamentares contrários à aprovação do Fundo comemoraram a decisão do presidente da Câmara. "Se ele tomou essa atitude em função de uma nomeação, que ele jamais reconhecerá, isso teve um resultado positivo na medida em que não se votou uma matéria tão polêmica. Ele (Maia) mostrou uma grandeza do Poder Legislativo, mesmo que as razões sejam menores", disse o líder do PSOL, deputado Chico Alencar (RJ).