sábado, 25 de fevereiro de 2012

* Convite Importante!

A equipe gestora da Escola Municipal Gregório Batista de Morais da comunidade de Apanha-Peixe convida os pais de alunos dessa instituição de ensino a participarem de uma reunião na próxima segunda-feira (27) às 7h, na sede da mesma.

Na oportunidade serão discutidos assuntos relacionados ao ano letivo 2012.

Sua presença será importantíssima.

Agradece à equipe gestora.

* Caixa suspenderá saques e cartão de débito para atualizar sistema.

Os correntistas da Caixa Econômica Federal (CEF) não poderão sacar dinheiro nem usar cartões de débito por duas horas e meia nesta madrugada.

Por causa da adaptação dos sistemas para o fim do horário de verão, o banco suspenderá os serviços das 23h59 deste sábado (25) - 22h59 no horário novo - até a 1h30 de domingo (26), também pelo horário novo.

Todos os horários se referem ao fuso de Brasília. Segundo a Caixa, os cartões de crédito não serão afetados pela interrupção no sistema. Os clientes podem fazer normalmente as operações de crédito nesse período.

* Vai um Bombom aí...


Adriana Bombom

* Hospital Tarcísio Maia tem pouca demanda de neurologistas.

O Hospital Regional Tarcisio Maia, em Mossoró, tem apenas dois neurologistas à disposição para uma cidade com mais de 200 mil habitantes. O diretor do Hospital, Ney Robson, disse que precisaria do dobro de médicos para atender a procura no setor.

Além disso, o diretor afirma que a escala de plantões desses profissionais não é preenchida completamente, o que acarreta em dificuldades para aquelas pessoas que necessitam desse tipo de especialista.

Um paciente, que procurou atendimento no Hospital Regional, na noite de sexta-feira (24), quase foi a óbito, pois o caso era de urgência e não havia médicos no local. Ele teve que ir a um hospital particular para que pudesse ser atendido e salvo.

Ney Robson desconhece essa situação e disse que sempre consegue uma solução nesses casos em que não há profissionais disponíveis.

* Mega-Sena pode pagar R$ 22 milhões.

A Caixa Econômica Federal realiza, neste sábado, o sorteio do concurso 1.366 da Mega Sena, em Capão da Canoa (RS). Se alguém acertar sozinho as seis dezenas, poderá levar um prêmio de R$ 22 milhões. Os números serão sorteados às 20h.

O prêmio acumulou pela terceira vez consecutiva, já que ninguém acertou os seis números na última quarta-feira.

A aposta mínima na Mega-Sena é de R$ 2 e pode ser feita em qualquer uma das mais de 11 mil lotéricas do país.

* TJ quer diminuir custas cartoriais.

As custas cartoriais para registro de imóveis, escritura ou contrato de pacto nupcial, emancipação, separação e divórcio sem bens, poderão sofrer redução de até 60% no seu valor atual. O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte apresentará à Câmara de desembargadores da Corte, um projeto de lei que tem como objetivo primordial alterar as custas jurisdicionais para baixo. Na gama de serviços que poderão sofrer reduções de valor cobrados pelos cartórios, incluem-se o setor de registro de  títulos e documentos, protestos e ações judiciais. 

A proposta, porém, precisa ser aprovada pelo Pleno do Tribunal de Justiça para depois ser remetida à Assembleia Legislativa. A expectativa da presidenta do TJ, desembargadora Judite Nunes, é que a lei entre em vigor ainda neste primeiro semestre. "O nosso interesse é o público, queremos uma lei mais equânime e justa para a população do RN", ressaltou Judite Nunes.

* Gastos do governo com festas crescem 314% em cinco anos.

Nem a queda de sete ministros por suspeitas de corrupção, muito menos os cortes orçamentários e a estagnação de programas carros-chefes do governo como o PAC e o Minha Casa, Minha Vida atrapalharam o governo federal de bancar festividades oficiais e homenagens ao longo de 2011, quando os gastos em comemorações atingiram R$ 54,2 milhões, 19,5% a mais do que no ano anterior (R$ 45,4 milhões). Se levarmos em conta os dispêndios para esse tipo de evento nos últimos cinco anos o crescimento é de 314%.

Segundo dados do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal (Siafi), divulgados pela ONG Contas Abertas, em 2007, primeiro ano do segundo mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tais despesas somaram pouco mais de R$ 17 milhões.

No ano seguinte, tiveram um acréscimo de 40% e saltaram para R$ 24 milhões. Já em 2009 o aumento foi de 30%, ultrapassando os R$ 31 milhões. Em 2010, ano das eleições presidenciais, o governo desembolsou R$ 45,5 milhões, o que representou um aumento de quase 45% em relação ao ano anterior.