segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

* Nota de esclarecimento...

Inicialmente quero deixar bem claro que não retiro uma só vírgula da matéria que fiz relacionado ao atraso mental, por parte de uma minoria que moram no Distrito de São Geraldo. Em nenhum momento citei o nome da renomada educadora Ozenilda Morais, entretanto se a carapuça lhe serviu, ponha-a.

Deixo aqui bem claro que não tenho nenhum lucro com a comercialização ou não do balneário, a minha renda não vai aumentar nem diminuir um só centavo com o comércio as margens do riacho do Cumbe, dito vamos lá.

A minha crítica não foi pessoal a ninguém, até porque conheço a realidade local daquela comunidade e sei que a ideia de acabar com "o banho" não foi só de uma pessoa, ela foi reforçada e colocada como uma queda de braço por uma pessoa, a Sra. Ozenilda, que desde o primeiro momento se mostrou contrária. Primeiro alegando que os visitante poderiam roubar as galinhas ou o gado dos proprietários. Hora bolas, digo eu, quem diabo vai para um banho para roubar galinha, faz me rir, com isso sei, tem mais gente na luta pelo fim do "famoso banho".

No tocante ao abandono volto a afirmar, a área é abandonada, no que diz respeito a limpeza e a utilização da área, a mesma serve para a criação de porcos, local para alguns utilizarem como banheiro ou para morada de ciganos, fato esse último que já ocorreu por diversas vezes e nunca houve nenhuma preocupação.

Durante anos o cacimbão do padre, o próprio, até ele era abandonado, com pessoas tomando banho em cima do mesmo ou dentro dele. Através de uma luta comunitária hoje ele tem toda uma infra estrutura e é cuidadosamente protegido por pessoas que só querem o bem da comunidade.

Com relação ao ecossistema, preservação ambiental é bem verdade que existe uma grande preocupação, é tanto que a primeira coisa que vemos ao chegarmos nos arredores dos afluentes, logo nos deparamos com chiqueiros para todos os gostos. A água é sim, um ser finito, sei que estamos localizado no semi-árido nordestino, que o diga a minha pós-graduação em Gestão Ambiental e Geografia do Semi-árido, pelo IFRN. Assim também sei que o motivo para tudo isso, não tem nada a ver com nada disso, se o banho não tivesse envolvido, LUCRO, de ninguém, nada disso teria acontecido, porém quando alguém começou a lucrar alguma coisa, a inveja falou mais alto. Neste contexto não podemos esquecer que existe também lá no fundo, um toque bem particular de política.

Não vou defender "A" ou "B", cada um é adulto e sabe falar e escrever, não tenho problema também com os proprietários que o diga Farias, que é um dos meus melhores amigos em São Geraldo, um cidadão de bem, ele e toda a sua família, incluído a própria Ozenilda. Volto a dizer a minha tristeza e decepção foi com o fato de mais uma vez as possibilidades de um crescimento local foi atropelado, e os motivos para tal fato são injustificáveis.

Tenho autoridade para opinar sobre o Distrito de São Geraldo, que o diga os mais de 30 anos que a minha mãe tem de serviço prestado não só por São Geraldo, como por todas, repito TODAS AS FAMÍLIAS desta região. Já lutei muito pelo São Geraldo, devido a inúmeras decepções e inveja por parte de alguns, hoje já não participo tão intensamente, de forma direta de algumas articulações, direta, pois indiretamente, sempre busco fazer o melhor e colaboro com a melhoria desta querida comunidade e de quem bate a minha porta.

Ao fim quero deixar claro que a minha fala foi relacionada a questão de parte da comunidade não está preparada para a municipalidade, contudo será muito difícil qualquer instituição ir ao Cacimbão do Padre, pois dentro de mais algumas semanas, estarei trazendo aqui as imagens de como irá está o que um dia foi denominada de ÁREA DE LAZER., VOLTO A DIZER "Esperamos que as pessoas possam adquirir o espírito progressista e do desenvolvimento, pois se não entendermos que o mundo mudou jamais seremos capazes de entendermos que também somos obrigados a mudarmos a nossa mentalidade em alguns aspectos, caso contrário seremos atropelados pela modernidade e é importante dizer que ser moderno não é só termos um email, orkut ou adeptos das outras redes sociais".

* Secretária de Educação se reuniu com gestores da 13ª DIRED.

Na manhã de hoje (27), a secretária de educação do estado do Rio Grande do Norte, Betânia Ramalho, se reuniu com gestores, supervisores, professores e toda equipe da 13ª DIRED, o encontro estava relacionado com a semana pedagógica da rede estadual de ensino.

Nas palavras da secretária ficou claro que a mesma tem total consciência da situação melancólica da educação estadual entretanto fez cobrança no tocante a um maior comprometimento dos educadores no que diz respeito a aprendizagem dos alunos. Segundo a gestora estadual o montante de recursos gastos pelos governos não condiz com os números apresentados.

No que diz respeito ao piso do magistério, Betânia Ramalho não deixou muito claro quanto a implantação imediata do mesmo entretanto disse que a governadora Rosalba Rosado garantiu a implantação do piso.
 Parte do público presente...
Secretária Betânia Ramalho.

* Piso nacional do magistério de 2012 é definido em R$ 1.451.

O Ministério da Educação (MEC) definiu em R$ 1.451 o valor do piso nacional do magistério para 2012, um aumento de 22,22% em relação a 2011. Conforme determina a lei que criou o piso, o reajuste foi calculado com base no crescimento do valor mínimo por aluno do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) no mesmo período.

A Lei do Piso determina que nenhum professor pode receber menos do que o valor determinado por uma jornada de 40 horas semanais. Questionada na Justiça por governadores, a legislação foi confirmada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no ano passado.

Entes federados argumentam que não têm recursos para pagar o valor estipulado pela lei. O dispositivo prevê que a União complemente o pagamento nesses casos, mas, desde 2008, nenhum estado ou município recebeu os recursos porque, segundo o MEC, não conseguiu comprovar a falta de verbas para esse fim.

Em 2011, o piso foi R$1.187 e em 2010, R$ 1.024. Em 2009, primeiro ano da vigência da lei, o piso era R$ 950. Alguns governos estaduais e municipais criticam o critério de reajuste e defendem que o valor deveria ser corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), como ocorre com outras carreiras.

* Lista de aprovados no concurso para professores do estado será publicada nesta terça-feira (28).

O Governo do RN divulgará na edição desta terça-feira (28) do Diário Oficial do Estado a lista com os aprovados no concurso para o cargo de professor e pedagogo da rede estadual de ensino.

Foram mais de 30 mil candidatos inscritos e 13 mil candidatos aprovados na primeira etapa, composta de provas objetivas (1ª Fase) e de redação (2ª Fase), ambas de caráter eliminatório e classificatório. Os candidatos participaram então da prova de Títulos, de caráter classificatório.

“Temos 2.900 vagas para professores e 600 para suporte pedagógico, nossa prioridade é de efetivar professores no lugar de estagiários e depois substituir os professores temporários que foram contratados em caráter emergencial”, disse a secretária de Estado da Educação Betânia Ramalho.

 Segundo a secretária, com a homologação do resultado no Diário Oficial do Estado ficam faltando agora apenas alguns procedimentos para que os aprovados tomem posse. “Nossa determinação é que os alunos não acumulem mais prejuízos por falta de professor em sala de aula”, declarou Betânia.