sábado, 3 de março de 2012

* Hugo Costa admite candidatura de Victor Hugo a prefeito.

Em recente entrevista a um programa de radio, o ex-prefeito de Felipe Guerra Hugo Costa falou sobre a sucessão municipal e a forma como o processo de negociação entre os partidos vem ocorrendo.

Hugo esclareceu os motivos de sua saída do PMDB para o PTB, na qual se deu por motivo do atual prefeito Braz Costa estar comandando a legenda na cidade. Ele disse ainda que devido o grau de parentesco não poderia ser candidato a prefeito nessas eleições, motivo qual segundo ele o acordo firmado ainda na campanha de 2008, lhe dava o direito de indicar um nome para disputar a prefeitura este ano.

"Fizemos um acordo e tenho certeza que será cumprido por ambas as partes, comentou Hugo Costa ao afirmar que indicará um nome de consenso que será prontamente aceito pelo grupo governista. Ao falar sobre sua convivência política com o prefeito Braz Costa Hugo disse, que a situação é tranqüila. "Estamos juntos e pensando no melhor para o grupo e o povo de Felipe Guerra. Não existe esse negócio de briga entre nós como se chegou a comentar. Estamos unidos, e vamos continuar assim" disse o ex-prefeito.

Hugo falou também do projeto político e da vontade de ter a possibilidade de indicar seu filho Victor Hugo como candidato a prefeito de Felipe Guerra para disputar as eleições de 7 de outubro."Victor esta terminando a faculdade de medicina, é um jovem que gosta muito de política,tá no sangue da família e quem sabe ele possa ser nosso candidato com o apóio de todo o grupo. Mas isso será definido em comum acordo",acrescentou Hugo Costa.

Ele disse ainda que estaria, disposto a concorrer a uma vaga de deputado estadual em 2014, caso seu agrupamento político vença as eleições de 7 de outubro. "Se nosso candidato vencer as eleições esse ano em Felipe Guerra, tenho pretensões de ser candidato a deputado estadual por Felipe Guerra e nossa região em 2014. Mas isso é um projeto a ser pensando depois das eleições desse ano", afirmou o ex-prefeito.

* Rio Grande do Norte distribui 9,5 mil Cartas SUS.

Mais de 9 mil usuários do Sistema Único de Saúde no Ceará começaram a receber a segunda remessa das Cartas SUS – uma ferramenta desenvolvida pelo governo federal para avaliar a satisfação dos brasileiros sobre os serviços públicos de saúde e unidades conveniadas ao SUS. As correspondências estão sendo distribuídas nos 26 estados e no Distrito Federal, permitindo aos pacientes conferir o valor do procedimento realizado e, ainda, fazer críticas ou elogios ao atendimento recebido.

Neste segundo lote, o estado do Rio Grande do Norte entrega um total de 9.554 Cartas SUS. No Nordeste, 169.262 correspondências chegarão à residência de usuários do SUS nesta região, sendo 12.269 em Alagoas, 40.549 na Bahia, 25.383 no Ceará, 13.878 no Maranhão, 36.728 em Pernambuco, 11.049 no Piauí e 6.254 em Sergipe. O Nordeste responde por 26,38% do total de Cartas entregues nesta segunda remessa.

Em caso de incapacidade do usuário, a Carta SUS pode ser respondida por um familiar ou pessoa próxima do paciente. As correspondências também são uma forma de controle social, uma vez que, por meio delas, os usuários podem informar ao Ministério da Saúde possíveis inadequações no atendimento ou cobranças (proibidas) pelos serviços prestados.

* Convite Importante!