segunda-feira, 5 de março de 2012

* Aí mata: Pesquisa invisível em Caraúbas...

Em ano eleitoral as pesquisas são levantamento estatísticos usado para inúmeros fatores. As pesquisas traçam um quadro momentâneo da realidade política.

Assim ao longo do tempo surgiram inúmeras formas de tentar usar "As pesquisas" como forma de ludibriar os leitores.

Em 2012 parece que esse método já começou, pois existe rumores de uma pesquisa que ninguém ouviu falar nela.

Em Caraúbas existe até pesquisas invisíveis.

* Brasil Sem Miséria investirá R$ 650 milhões este ano no Rio Grande do Norte.

O governo federal investirá R$ 650 milhões, este não, em ações do Plano Brasil Sem Miséria no Rio Grande do Norte, anunciou nesta segunda-feira a ministra de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, ao participar do lançamento do programa RN Mais Justo, com a governadora potiguar, Rosalba Ciarlini. A meta da parceria entre a União e o estado é alcançar as 405 mil pessoas mais vulneráveis. “A superação da extrema pobreza exige uma atuação conjunta do governo federal, dos estados e municípios.”

Tereza Campello destacou ainda a importância da participação dos prefeitos para alcançar a meta da busca ativa no estado. Ela permitirá identificar e incluir no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal as 405 mil pessoas (12,8% da população potiguar) que vivem em situação de extrema pobreza no Rio Grande do Norte, de acordo com dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O RN Mais Justo é a contribuição do governo estadual para ajudar a superar a extrema pobreza nos municípios potiguares, disse Rosalba Ciarlini. Segundo ela, a parceria com o Brasil Sem Miséria deverá fazer com que o estado seja o primeiro do país a universalizar o acesso à água. “Daremos adeus aos carros-pipa.”

* Neguinho de Grosso se reuniu com Ferreira Júnior...

De acordo com informações, ontem (04), na sede da AFICEL em Mossoró, o vereador Neguinho de Grosso (PMDB), acompanhado do filho Raniery, se reuniu com o articulador-comandante Ferreira Júnior. 

Além de fazer algumas reividicações coletivas da sua região, a politica também foi o ponto chave da longa conversa.

Neguinho vai tentar o seu sexto mandato no legislativo local.

* Prefeito Ademar Ferreira vai pressionar mais uma vez o governo do estado....

O município de Caraúbas vem sendo castigado nas últimas semanas, no tocante a segurança pública, vários comerciantes foram assaltados, pensando nisso o prefeito Ademar Ferreira (PMDB), vai mais uma vez cobrar da governadora Rosalba CIarlini (DEM), um maior contingente de policiais militares para o nosso município.

Atualmente o município de Caraúbas conta com apenas três policiais militares de plantão, essa realidade é inadmissível para um município que vai receber mais de 1000 alunos e conta com uma população de mais de 20 mil habitantes.

A cobrança do prefeito municipal será por um imediato aumento do efetivo policial.
Ademar Ferreira vai cobrar melhoria imediatas para a segurança pública local.

* Parabéns Caraúbas

Bandeira do município de Caraúbas.
O município de Caraúbas está celebrando seus 144 anos de existência. Cidade de pessoas honestas, hospitaleiras, amigas, bondosas, em sua grande maioria, entre outras inúmeras qualidades.

O município de Caraúbas que tantos rótulos já recebeu, entretanto ao longo dos últimos anos o município deu um verdadeiro salto no que diz respeito ao seu desenvolvimento e consequentemente o progresso.

Muito ainda tem que ser feito, porém nesse momento quero externar toda gratidão que tenho por esse município e desejar que os bons ventos continuem sobrando e que Caraúbas continue melhorando em todos os aspectos.

Parabéns Caraúbas pelos seus 144 anos...

* Sindicalista assume discurso de oposição...

O evento petista do último sábado foi marcado por inúmeros discursos, entre eles o do sindicalista José Maria Júnior (Junior do Sindicato), o mesmo assumiu de público a sua postura de oposição ao sistema situacionista local.

Após algumas críticas a administração local, Junior convocou o PCdoB local para apoiar o projeto encabeçado pelo vereador e pré-candidato a prefeito Ivanildo Fernandes (PT). Em uma das suas frases Junior disse que "...Rico não gosta de pobre...".

Junior é um dos cotados para ser o vice-prefeito da chapa da oposição.

A postura do sindicalista vai gerar uma disputa interna entre os comunistas, visto que o o suplente de vereador Dr. Varela (PCdoB), é o atual secretário de governo da atual administração.

Assim sendo, fica a pergunta, qual dos dois tem mais força dentro do partido?
Júnior do sindicato (de azul) declara apoio a  Ivanildo Fernandes (de vermelho).

* PT caraubense realizou o pré-lançamento da candidatura de Ivanildo Fernandes.

No último sábado (03), o Partido dos Trabalhadores da cidade de Caraúbas realizou uma movimentação no clube verdes mares, a mesma foi marcada pelo lançamento da candidatura do Edil Ivanildo Fernandes ao Palácio Jonas Gurgel.

A movimentação contou com a presença das principais lideranças do partido, em nível estadual, lideranças regionais e locais. 

Os petistas locais avaliaram de uma forma muito positiva o evento, apesar do número reduzido de participantes, contudo o próximo passo do partido é o fechamento da chapa.

* "PT estará unido em Mossoró após dia 18 de março", garante Mineiro.

O deputado estadual Fernando Mineiro (PT), pré-candidato à Prefeitura do Natal, é defensor da candidatura própria do PT para o comando do Executivo em Mossoró. Mesmo admitindo a divisão atual nas opiniões da legenda sobre o lançamento da candidatura do reitor da Ufersa, Josivan Barbosa, à sucessão de Fafá Rosado (DEM), ou a aliança em torno da candidatura de Larissa Rosado (PSB), o deputado garante que o PT estará unido após o dia 18 de março, quando será definido o futuro da legenda na cidade.

Principal nome do PT do Rio Grande do Norte, a deputada federal Fátima Bezerra já admitiu que é favorável ao apoio do partido à candidatura de Larissa Rosado. Por outro lado, Mineiro defende que o partido lance Josivan Barbosa. Segundo disse à rádio 98 FM, Mineiro garante que a divergência no pensamento sobre a candidatura própria em Mossoró não vai prosseguir após a decisão dos filiados.

* TRE divulga lista dos 92 políticos com contas desaprovadas em 2010,

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte divulgou a lista dos políticos que tiveram as contas o pleito 2010 desaprovadas. Com a resolução do TSE de que político com conta desaprovada não pode ser candidato ao pleito seguinte, os integrantes da lista do TRE poderão ter dificuldade para entrarem na disputa do pleito.

Resolução do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte impede que políticos com contas desaprovadas no pleito anterior disputem as eleições seguintes.

No entanto, quem figura nessa lista e recorreu da decisão está com efeito suspensivo das sanções que as contas desaprovadas trazem.

Confira a lista fornecida pelo TRE potiguar:
205. ABRAÃO LINCOLN FERREIRA DA CRUZ 32.719/2010 Desaprovação 27/10/2011
206. ACÁCIO LEITE DE OLIVEIRA 393/2011 Desaprovação 03/11/2011
207. ALEXANDRE GUEDES FERNANDES 32.656/2010 Desaprovação 19/07/2011
208. ALEXANDRE TAWFIC HASBUN 32.720/2010 Desaprovação 02/06/2011
209. ALTEMAR SOARES MOREIRA 37.461/2010 Desaprovação 15/09/2011
210. ANA SOARES VITAL 32.722/2010 Desaprovação 02/06/2011
211. ANTONIO FONSECA SILVA 32.581/2010 Desaprovação 21/06/2011
212. AYNARA ADRYELE DANTAS EVANGELISTA 32.688/2010 Desaprovação 09/06/2011
213. CAMILA LIMA GUERREIRO 37.008/2010 Desaprovação 17/05/2011
214. CARLOS ALBERTO DE ALMEIDA CAVALCANTE 35.618/2010 Desaprovação 23/11/2011
215. CICERA SIMONI PEIXOTO VERAS 32.718/2010 Desaprovação 12/07/2011
216. CLENILDO DE SOUZA 32.528/2010 Desaprovação 18/08/2011
217. CLOVIS RODRIGUES NUNES 32.613/2010 Desaprovação 19/07/2011
218. DAILTON SILVA LEMOS 32.486/2010 Desaprovação 22/09/2011
NOME DA PARTE PROT. n.º DECISÃO DATA
219. DAMIÃO CONFESSOR DOS SANTOS 30.851/2010 Desaprovação 25/10/2011
220. DÁRIO BARBOSA DE MELO 32.657/2010 Desaprovação 04/08/2011
221. ELIANE AGOSTINHO DA SILVA 32.647/2010 Desaprovação 14/06/2011
222. ELIAS BEZERRA DA SILVA 32.626/2010 Desaprovação 19/07/2011
223. ELIZABETH CRISTINA DOS SANTOS FERREIRA 32.446/2010 Desaprovação 01/09/2011
224. FLAVIANO MOREIRA MONTEIRO 32.584/2010 Desaprovação 27/09/2011
225. FRANCISCA KATIANE DO NASCIMENTO COSTA 32.687/2010 Desaprovação 25/08/2011
226. FRANCISCA LINHARES DE MELO 35918/2010 Desaprovação 30/08/2011
227. FRANCISCA VALDA DA SILVA 32.699/2010 Desaprovação 16/08/2011
228. FRANCISCO CANINDÉ DE FRANÇA 32.458/2010 Desaprovação 19/01/2012
229. FRANCISCO DANTAS DA ROCHA 32.359/2010 Desaprovação 09/06/2011
230. FRANCISCO HERONIDES FERREIRA DE FARIAS 32.592/2010 Desaprovação 04/08/2011
231. FRANCISCO JOSÉ LIMA SILVEIRA 32.308/2010 Desaprovação 05/05/2011
232. GABRIEL BENTO DE ANDRADE 33.348/2010 Desaprovação 19/01/2012
233. GENIVAN DE FREITAS VALE 32.675/2010 Desaprovação 07/02/2012
234. GEORGE MONTENEGRO SOARES 32.705/2010 Desaprovação 07/12/2010
235. GILBERTO MEDEIROS DE MELO 34.269/2010 Desaprovação 18/08/2011
236. GILVAN FERNANDES CARLOS 32.640/2010 Desaprovação 03/11/2011
237. GUILIO JOSE ALVES DE OLIVEIRA 32.636/2010 Desaprovação 12/07/2011
238. GUTEMBERG HENRIQUE DIAS 32.527/2010 Desaprovação 14/02/2012
239. HELCIO DE CASTRO GUIMARAES 32.637/2010 Desaprovação 14/02/2012
240. IRINEU MARTINS DE LIMA 32.452/2010 Desaprovação 28/06/2011
241. ISRAEL WALLACE PEREIRA DE FIGUEIREDO 34.784/2010 Desaprovação 12/12/2011
242. IZABEL CRISTINE DANTAS 33.282/2010 Desaprovação 30/06/2011
243. JOCSÃ CERQUEIRA CUNHA 32.698/2010 Desaprovação 21/07/2011
244. JOSE ALBERTO NUNES FERNANDES 32.631/2010 Desaprovação 21/07/2011
245. JOSE BEZERRA DE OLIVEIRA 32.429/2010 Desaprovação 21/07/2011
246. JOSE CARLOS DO NASCIMENTO 32.425/2010 Desaprovação 12/07/2011
247. JOSÉ DIVANILTON PEREIRA DA SILVA 32.669/2010 Desaprovação 09/08/2011
NOME DA PARTE PROT. n.º DECISÃO DATA
248. JOSÉ MASCENA DE LIMA 32.680/2010 Desaprovação 27/09/2011
249. JOSE NIVALDO MANGUEIRA DE ASSIS 32.120/2010 Desaprovação 08/09/2011
250. JOSÉ REGINALDO DE OLIVEIRA SALES 34.448/2010 Desaprovação 27/11/2011
251. JOSELMA MATA DE OLIVEIRA DO MONTE 32.586/2010 Desaprovação 16/08/2011
252. JUARY LUIS CHAGAS 32.655/2010 Desaprovação 09/06/2011
253. KATHIA LEÃO SOBRAL 37.631/2010 Desaprovação 03/11/2011
254. LENILSON FERNANDES TRIGUEIRO 32.710/2010 Desaprovação 19/07/2011
255. LOUISE FERNANDA DANTAS DE MEDEIROS 33.547/2010 Desaprovação 19/07/2011
256. LOURIVAL RIBEIRO DA SILVA 34.595/2010 Desaprovação
257. LUCELIA RIBEIRO DANTAS 33.943/2010 Desaprovação 27/09/2011
258. LUCIANA LIMA DA SILVA 32.654/2010 Desaprovação 20/09/2011
259. LUIZ CARLOS DE MENDONÇA MARTINS 32.721/2010 Desaprovação 14/02/2012
260. LUZIA MATIAS DA SILVA 37.633/2010 Desaprovação 14/07/2011
261. MANOEL MARQUES DANTAS 32.650/2010 Desaprovação 16/06/2011
262. MARCONE BATISTA DE MEDEIROS 31.718/2010 Desaprovação 21/07/2011
263. MARCOS FELIX DA COSTA 32.645/2010 Desaprovação 03/11/2011
264. MARCOS MARTINS DE SOUZA 32.582/2010 Desaprovação 17/11/2011
265. MARCUS CESAR CAVALCANTI DE MORAIS 32.552/2010 Desaprovação 10/03/2011
266. MARIA ANTÔNIA FERNANDO DE SOUZA 37.634/2010 Desaprovação 23/08/2011
267. MARIA CELI MEDEIROS DE ANDRADE 33.937/2010 Desaprovação 21/06/2011
268. MARIA CLAUDIA CIRIACO CALIXTO DE OLIVEIRA 32.668/2010 Desaprovação 21/06/2011
269. MARIA DO SOCORRO DE QUEIROZ SILVA 33.946/2010 Desaprovação 21/06/2011
270. MARIA NEIDE INÁCIO DA ROCHA 32.689/2010 Desaprovação 09/06/2011
271. MARIA SHIRLIANE DE LIMA 32.417/2010 Desaprovação 05/04/2011
272. MARIA SUELI CLAUDINO 31.151/2010 Desaprovação 17/05/2011
273. MARIA TEREZA DE OLIVEIRA 32.440/2010 Desaprovação 25/11/2011
274. MARY REGINA DOS SANTOS COSTA 32.729/2010 Desaprovação 01/09/2011
NOME DA PARTE PROT. n.º DECISÃO DATA
275. MIGUEL HENRIQUE OLIVEIRA WEBER 32.605/2010 Desaprovação 13/02/2012
276. MIGUEL JOAQUIM DA SILVA 31.907/2010 Desaprovação 11/10/2011
277. MOACIR NUNES DA SILVA 32.532/2010 Desaprovação 12/05/2011
278. NEY SILVEIRA DIAS 34.926/2010 Desaprovação 17/05/2011
279. OTILIA MARIA ATAIDE DA CRUZ 32.461/2010 Desaprovação 23/08/2011
280. PAMMELA DE OLIVEIRA EVARISTO DOURADO 32.600/2010 Desaprovação 19/07/2011
281. PAULO DA SILVA ALMEIDA 32.630/2010 Desaprovação 04/10/2011
282. PIO X FERNANDES 32.661/2010 Desaprovação 03/05/2011
283. RENATO PEREIRA BEZERRA 32.543/2010 Desaprovação 25/10/2011
284. ROSÁLIA MARIA FERNANDES 32.659/2010 Desaprovação 01/12/2011
285. ROSANO TAVEIRA DA CUNHA 32.436/2010 Desaprovação 24/11/2011
286. SÁVIO XIMENES HACKRADT 33.339/2010 Desaprovação 27/10/2011
287. SEVERINA CORDEIRO DA SILVA 32.685/2010 Desaprovação 19/07/2011
288. SEVERINO MIGUEL MONTEIRO FILHO 32.035/2010 Desaprovação 19/07/2011
289. SONIA MARIA GODEIRO 32.431/2010 Desaprovação 13/09/2011
290. TENISIA CRISTIANE CAVALCANTE DA SILVA ATAIDE 32.587/2010 Desaprovação 31/08/2011
291. TIRSO RENATO DANTAS 33.120/2010 Desaprovação 07/07/2011
292. UBIRAJARA QUEIROZ DE OLIVEIRA 32.652/2010 Desaprovação 20/09/2011
293. VERONICA SIMONE DUTRA VERAS 32.651/2010 Desaprovação 20/09/2011
294. VICENTE FRANCO SOBRINHO 32.548/2010 Desaprovação 09/06/2011
295. WELLINGTON DIONISIO DA SILVA 32.724/2010 Desaprovação 17/05/2011

* Pelo Twitter, deputado Fábio Faria pede “desculpa por ter apoiado” a governadora Rosalba Ciarlini.

O deputado federal Fábio Faria (PSD) usou o Twitter para pedir desculpa aos potiguares por ter apoiado a governadora Rosalba Ciarlini. Ele voltou a destacar que no Governo quem manda é o marido da chefe do Executivo, o ex-deputado estadual Carlos Augusto Rosado.

“Elegemos uma governadora e quem governa de Fato e direito é o marido! Por que não foi ele que se candidatou?? A verdade dói mas precisa ser dita!”, escreveu Fábio Faria.

O deputado do PSD ressaltou o índice de 62% de desaprovação do Governo na capital, mostrado pela pesquisa Sinduscon/Consult: “Um Governo conseguir atingir 62% de desaprovação em 14 meses precisa ser muito mas muito incompetente!! E esse eh! E com arrecadação enorme!”, completou, afirmando que falta planejamento a gestão estadual.

* Governo Dilma veta quase R$ 200 milhões para o RN.

Passado o anúncio dos cortes de até R$ 55 bilhões no Orçamento da União, os Estados somam o prejuízo da degola. O Rio Grande do Norte foi atingido em R$ 200 milhões, que deixarão de ser aplicados, principalmente, em importantes obras para a capital.

“No caso do Rio Grande do Norte, Natal em especial, foram cortadas todas as emendas coletivas que foram colocadas no orçamento, quase R$ 200 milhões”, comentou o deputado federal Rogério Marinho (PSDB).
“Esses cortes são na verdade um samba anunciado, que acontece todos os anos, é um corte de faz de conta. 

Da forma como governo faz, ele segura os recursos e vai liberando na medida em que votações importantes são realizadas no Congresso ao longo do ano. Isso transforma o Legislativo e o Orçamento da União em um triste balcão de negócios”, disse.

Rogério explicou que “o contingenciamento de recursos vai ser utilizado como moeda de troca e de negociação na hora em que o governo tiver interesse em aprovar um projeto de lei no Congresso Nacional”.

O deputado também criticou a incoerência governista, ao cortar R$ 2 bilhões da Educação e R$ 5 bilhões da Saúde, áreas apontadas prioritárias pela atual gestão. Ou seja, “há uma distância grande entre discurso e prática”, concluiu.

* Gilmar compara Lei da Ficha Limpa a ”roleta russa”.

O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes afirma que, depois das eleições, o Congressso terá de mudar o texto da Lei da Ficha Limpa. Mendes classificou a lei como “uma roleta russa com todas as balas no revólver, feita pelos partidos”. O ministro sugere, ainda, que não será possível, depois da decisão do STF sobre a Lei da Anistia, discutir a punição de militares responsáveis por crimes durante a ditadura militar

O retoque feito na Lei da Ficha Limpa pelo Tribunal Superior Eleitoral, barrando novas candidaturas de quem teve as contas da campanha de 2010 reprovadas, ainda não elimina o farto enriquecimento criminoso de candidatos com o desvio de contribuições. Mas já impõe às eleições deste ano um grau de limpeza que as anteriores jamais tiveram. A opinião é da coluna de Janio de Freitas, na Folha de S.Paulo. Numa ruptura com a própria jurisprudência, o Tribunal Superior Eleitoral decidiu impedir candidatos com contas rejeitadas. Essas decisões muitas vezes antecedem as sentenças de improbidade administrativa, corrupção e desvio de recursos públicos.