quarta-feira, 2 de maio de 2012

* RN se prepara para vacinar mais de 400 mil pessoas contra a gripe.

Começa neste sábado, 5 de maio, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Com o tema “Proteger é cuidar” a campanha segue até o dia 25 de maio. No Rio Grande do Norte mais de 1.700 postos estarão disponíveis para a vacinação contra o vírus da influenza.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) espera imunizar cerca de 80% dos grupos elegíveis para a vacinação, o que representa 484.283 pessoas em todo o estado. Podem se vacinar as pessoas com 60 anos e mais de idade, os trabalhadores de saúde das Unidades que fazem atendimento para a influenza, as crianças da faixa etária de 6 meses a menores de 2 anos, as gestantes, os povos indígenas e a população prisional.

No dia 5 de maio, acontecerá o “Dia D” de mobilização nacional, com postos funcionando das 8h às 17h. A campanha será realizada numa parceria do Ministério da Saúde e secretarias estaduais e municipais de todo o país.

A vacina protege contra os três principais vírus que circulam no hemisfério Sul, entre eles o da influenza A (H1N1), como recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Como a vacina deste ano tem a mesma composição da distribuída no ano passado, pais e responsáveis devem estar atentos para a vacinação de crianças de seis meses e dois anos de idade. As que tomaram a vacina no ano passado devem tomar apenas uma dose neste ano. Já as que se vacinarão pela primeira vez precisam receber duas doses, com intervalo de 30 dias entre elas.

* Ex-prefeito do interior é processado por dispensa indevida de licitação.

Irregularidades praticadas com verba federal destinada à merenda escolar do município de Olho D'água dos Borges (RN) motivaram duas ações contra o ex-prefeito Antônio Wilson Gonzaga Dias, ajuizadas pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN). Entre as acusações, está a dispensa indevida de licitação, que além de ser ato de improbidade administrativa é crime, com pena prevista de até cinco anos de detenção e multa. O MPF constatou que tal conduta causou um prejuízo de mais de R$ 28 mil aos cofres públicos. A informação foi divulgada pela Procuradoria da República no RN na tarde desta quarta-feira (02).

Segundo a Procuradoria, tanto a ação de improbidade quanto a ação penal narram que o Ministério da Educação transferiu R$ 28.812,50 ao município, para compra de gêneros alimentícios destinados à merenda escolar do Programa de Educação Fundamental de Jovens e Adultos (Peja). Em vez de realizar o devido procedimento licitatório, entre os meses de janeiro de 2005 e junho de 2006, o então prefeito optou por proceder a dispensa da licitação, por intermédio do fracionamento da mesma em 11 procedimentos distintos de dispensa para aquisição do mesmo produto: alimentos da merenda.

* Câmara aprova criminalização da exigência de cheque caução em hospital.

Condicionar atendimento médico-hospitalar emergencial a qualquer garantia, como o cheque caução, está mais perto de se tornar crime.

A Câmara aprovou nesta quarta-feira projeto de lei que estabelece detenção de três meses a um ano, além de multa, para o estabelecimento médico-hospitalar que exigir cheque caução, nota promissória ou qualquer outra garantia para realizar o atendimento de emergência.

Também fica proibido determinar preenchimento de formulários administrativos antes do socorro. As medidas valem para hospitais públicos e privados. A proposta, que muda o Código Penal, segue para análise do Senado.

Pela proposta, a pena será aumentada até o dobro se a recusa ao atendimento resultar lesão corporal de natureza grave, e até o triplo, se provocar a morte. Os hospitais também terão que exibir cartazes informando que é crimes exigir garantias para prestar serviços de emergência.

Atualmente, a cobrança do cheque caução já pode ser questionada com base no crime de omissão de socorro, mas a nova redação dará mais segurança aos pacientes, além de prever punições mais duras aos hospitais que insistirem na cobrança de garantias.

O projeto foi encaminhado ao Congresso pelo Executivo após a morte de Duvanier Ferreira, secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, que sofreu um infarto. Ele procurou dois hospitais particulares de Brasília, mas não portava talão de cheque nem a carteira do plano de saúde e, diz a família, teve atendimento negado.

Diante do falecimento do assessor, a presidente Dilma Rousseff determinou que o governo tratasse de evitar novas vítimas por omissão. Se for aprovado, o projeto deve ser chamado de "Lei Duvanier".

* Concurso da PF tem mais de 119 mil inscritos.

O concurso da Polícia Federal recebeu o total de 119.078 inscritos. Para as 100 vagas de papiloscopista se inscreveram 11.279 candidatos (112,79 por vaga). Para as 500 oportunidades de agente foram 107.799 inscritos (215,80 por vaga). A prova objetiva e a prova discursiva terão a duração de 5 horas e serão aplicadas neste domingo (06), às 14h, em todas as capitais e no Distrito Federal. Os dois cargos exigem nível superior em qualquer área. O salário dos cargos é de R$ 7.514,33 para jornada de trabalho de 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

Os candidatos deverão acessar os endereços eletrônicos http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_papiloscopista e http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_12_agente para verificar os locais de provas, por meio de consulta individual, devendo, para tanto, informar os dados solicitados. O candidato somente poderá realizar as provas no local designado na consulta individual disponível nos endereços eletrônicos citados.

Os concursos públicos abrangem preferencialmente os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia e Roraima e em unidades de fronteira. Além das provas objetivas serão aplicados exame de aptidão física, exame médico e avaliação psicológica. A prova de aptidão física será realizada no período provável de 23 e 24 de junho. O exame médico será realizado na data provável de 30 de junho. Já a avaliação psicológica será realizada na data provável de 1º de julho.

Serão convocados para o exames de aptidão física, médico, para a avaliação psicológica e para o preenchimento da Ficha de Informações Confidenciais – FIC (para a investigação social) os candidatos aprovados na prova discursiva. Serão corrigidas as provas discursivas dos candidatos aprovados nas provas objetivas e classificados até a 1.500ª colocação.

* Brasil atinge marca de R$ 500 bilhões de tributos pagos em 2012.

O Brasil atingiu nesta quarta-feira (2), a marca de R$ 500 bilhões de tributos federais, estaduais e municipais pagos desde o primeiro dia deste ano, revelam dados do Impostômetro da ACSP (Associação Comercial de São Paulo).

Neste ano, a marca foi atingida dois dias antes do que no ano passado, quando o montante foi alcançado em 4 de maio, o que comprova o crescimento da arrecadação tributária.

Segundo a ACSP, com o dinheiro arrecadado seria possível construir mais de cinco milhões de postos de saúde equipados ou contratar mais de 35 milhões de professores para o ensino fundamental, por exemplo.

* Maior parte do Brasil começa a vacinar contra a febre aftosa.

Quatorze estados brasileiros e o Distrito Federal, que juntos representam cerca de 90% do rebanho brasileiro, começaram a primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa nesta terça-feira, 1º de maio. A maioria dos estados vão imunizar todos os bovinos e bubalinos, com exceção de Espírito Santo, Mato Grosso, Paraná e São Paulo. Nessas regiões, apenas os animais com idade abaixo de 24 meses receberão a vacina.

Outros seis estados que também estavam previstos para iniciar a campanha na mesma data, Alagoas, Ceará, Maranhão, parte centro-norte do Pará, Pernambuco e Piauí – tiveram a atividade transferida para o dia 1º de junho. A decisão foi tomada em razão do inquérito soroepidemiológico que será realizado para avaliar se há ou não circulação do vírus da febre aftosa na área.

O objetivo final do processo é ampliar a zona livre de febre aftosa no Brasil até o final do ano. Amazonas, Roraima, Rondônia, Bahia e Mato Grosso do Sul (na região de fronteira internacional) já haviam ingressado na vacinação contra a doença anteriormente.

Somando todos os estados, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) espera que 158,8 milhões de cabeças sejam vacinadas nesta primeira fase. Segundo o diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA), Guilherme Marques, mais importante do que superar o índice de cobertura vacinal alcançado na mesma etapa em 2011 (97,4%) é o comprometimento dos produtores na aplicação das doses e na declaração da vacinação.

“Não basta que cada produtor vacine corretamente o seu rebanho. Ele precisa estar atento a sua parte, mas também fiscalizar e colaborar com o vizinho. O descaso de um pode comprometer toda uma região”, alerta Marques.

* Ferreira Junior articula chapa da situação ao legislativo.

Chegando a hora das definições, o articulador-comandante Ferreira Junior (PMDB), busca fortalecer ainda mais seu bloco político visando o pleito legislativo. 

E é pensando nisso que o próprio já tratou de abrir diálogo com alguns postulantes, o pensamento é diminuir o número de candidato,s e formar uma chapa forte para conquistar o maior número de vagas possíveis no legislativo caraubense.

Além de nomes já conhecidos da política local, o bloco também irá apostar em nomes novos.

Ferreira acreditar que o seu grupo irá eleger 70 % das vagas existentes na câmara municipal.

* Rosalba Ciarlini reconhece deficiências do governo.

Ao comentar a onda de manifestações contra seu governo, na manhã de hoje, por meio das redes sociais, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) reconheceu as deficiências de sua administração. Mas, atribuiu os protestos aos seus adversários em Mossoró.

"Foi um movimento orquestrado e originário da cidade de Mossoró. Aceito as críticas sem discussão. Não estamos ainda fazendo o governo que desejamos. Entendo a impaciência de muitos e até o oportunismo dos outros", declarou ela, pelo Twitter.

A governadora prometeu ainda dar uma reviravolta em sua gestão, como, segundo ela, ocorreu quando governou Mossoró pela primeira vez.

* Oposição atacando em todas as frentes...

A oposição caraubense está atacando em todas as frentes, sabedoura da dificuldade que irá encontrar no pleito de outubro, o bloco da oposição está procurando manter a sua militância viva para a disputa. Nesse sentido, ontem (1º), o pré Paulo Brasil (PR), se reuniu com alguns moradores da comunidade de Mirandas.

Paulo Brasil vem buscando viabilizar o projeto de disputar a municipalidade local, através de reuniões e debates envolvendo problemas enfrentados pelo município, o comitiva republicana já visitou Santo Antônio, Pedrês, Mirandas além de reuniões com algumas categorias de trabalhadores.

A saída encontrada pelo republicano, é espelhada na calçada cidadã do então candidato Eugênio Alves em 2004, na quela ocasião o candidato venceu o pleito, é nesse pensamento que a oposição liderada por Brasil caminha.

Enquanto isso o PT  visitou a região da Várzea, um dos melhores redutos situacionista.

* Liécio Nogueira lança pré candidatura ao legislativo caraubense.

Durante todo o dia de ontem (1º), no balneário da comunidade de Apanha Peixe II, ficou bastante movimentado, o motivo o pré lançamento da candidatura do servidor público Liécio Nogueira (PT), na oportunidade dezenas de pessoas marcaram presença ao evento.

Mostrando de um ótimo relacionamento no município de Caraúbas, Liécio levou ao evento partidários da oposição e da situação caraubense.

A cúpula petista avaliou positivamente o evento e já fala nos próximos, que terão continuidade ainda este mês.
Liécio ao lado dos seus parentes e apoiadores.
Imagem: Hotnews.

* Agentes fazem paralisação em todo RN.

Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte realizam paralisação hoje, quarta-feira. O Sindicato dos Agentes Penitenciários aguarda posicionamento do Governo do Estado sobre a pauta de reivindicações da categoria e sem respostas optou pela paralisação nas unidades prisionais.

Desta vez, os agentes irão cruzar os braços, como forma de protesto, deixando de fazer escolta de presos, além de revistas em alimentos e familiares durante as visitas aos detentos. Serviços essenciais e manutenção das atividades nas carceragens serão mantidos. A medida foi decidida em assembleia realizada ainda na semana passada.

A presidente do Sindasp-RN, Vilma Batista, explica que antes mesmo da paralisação realizada no fim de semana passado, os agentes cogitavam cruzar os braços hoje, caso o Governo continuasse sem sinalizar com negociação.

"Fizemos a paralisação no sábado e domingo e, como continuamos sem um posicionamento, vamos parar novamente. Na quinta-feira (03), teremos uma assembleia em Mossoró e, na sexta-feira (4), vamos nos reunir em Natal. A partir daí, vamos decidir se chegou a hora de se deflagrar uma greve por tempo indeterminado", afirma.

* Produção de caju e mel terá queda de 80%.

A escassez de chuvas já compromete pelo menos 70% das produções da cultura do caju no Rio Grande do Norte. Na região de Serra do Mel, maior produtor do Estado, a estiagem afetará uma média de 30 mil hectares de cajueiros, praticamente neutralizando a indústria da amêndoa de castanha. Além disso, a falta de safra atingirá milhares de trabalhadores braçais que dependem desse serviço nos períodos de agosto a dezembro, quando acontece a safra do caju.
 
De acordo com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Norte (FETARN), como não houve inverno regular, não existirá floração dos cajueiros. Sem chuva é possível que muitas árvores venham a morrer, ampliando ainda mais o prejuízo dos fazendeiros. Segundo o coordenador da entidade, Manoel Cândido, esse problema afeta ainda o projeto de revitalização da cajucultura no Estado, que vem sendo feita aos poucos pelos próprios produtores.
 
A diminuição da oferta de castanha acabará fechando as minifábricas de beneficiamento do produto que não possuírem estoque e obrigará os grandes produtores a importarem castanha de outros países.

Estima-se que as empresas tenham que importar, até setembro, em torno de 100 mil toneladas da África
 
Ontem, chegou ao Ceará, pelo porto de Pecém, o primeiro navio de castanhas "in natura" importadas da África. Aproximadamente quatro mil toneladas foram enviadas da Costa do Marfim. O carregamento vem para ajudar a suprir a demanda, já que, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de safra para este e o próximo ano será de apenas 302 mil toneladas que não atendem a capacidade instalada das indústrias nacionais.

Mel
 
Pior que a castanha está a situação do mel. De acordo com a Cooperativa de Apicultura do Rio Grande do Norte (COOPAPI), a perda deste ano já chega a 80% e pode piorar se não chover entre os meses de maio e junho, para segurar uma floração secundária. Por todo o sertão, as abelhas estão debandando, comprometendo qualquer colheita futura.
 
A Cooperativa esperava uma safra de 200 toneladas de mel para este ano, mas até agora só entregaram 35 toneladas do produto. Segundo o tesoureiro Ismael da Costa, 215 famílias ficarão sem a renda do mel. "Nossa alternativa agora é trabalhar com os produtos da agricultura irrigada para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) que atende a poucas famílias", finaliza.