quinta-feira, 19 de julho de 2012

* Coligação Vitória do Povo deu início a campanha de Ademar Ferreira.

Na noite de ontem (18), a coligação Vitória do Povo, que tem como candidatos majoritários Ademar Ferreira (PMDB) e Ivanildo Fernandes (PT), deu o ponta pé inicial da campanha eleitoral.

Na oportunidade foram apresentados aos vereadores da coligação a coordenação geral da campanha.

Foram apresentadas aos presentes as orientações jurídicas e contábeis entre outras.

A equipe de Marketing também fez uso da palavra e disseram que na próxima semana já deve está a disposição da coligação, o material de divulgação.

A coligação "Vitória do Povo" começa as visitas na próxima semana.
 Candidatos ao legislativo...
 Foram repassadas muitas orientações...
 Os candidatos tem uma responsabilidade ainda maior nesse pleito...
Coordenação da campanha de Ademar/Ivanildo.

* Blogueiro Maycon Oliveira de idade nova...

Durante todo o dia de ontem (18), o blogueiro/professor Maycon Oliveira recebeu felicitações do amigos, o mesmo estava de idade nova.

Aproveitamos para enviar votos ao companheiro de trabalho e co-irmão blogueiro.
Maycon Oliveira recebeu amigos em sua residência.

* Assessora da CPI é demitida, mas recebe convite da Playboy.

 
 Ex assessora irá meta a mão no dindin.
A assessora parlamentar Denise Rocha, que causou comoção na CPI do Cachoeira em função de seus atributos físicos, será demitida do gabinete do senador Ciro Nogueira.

O motivo foi a enorme exposição conquistada pela advogada após o vazamento de um vídeo caseiro com cenas de sexo. Há três semanas, nenhum tema é tão comentado na CPI quanto as imagens que passaram de celular em celular, de pendrive em pendrive, de tablet em tablet.

- É uma situação complicada, não vejo condições de ela desempenhar o trabalho dela depois disso. Porque ela trabalha nas comissões, não é dentro do gabinete – explicou o senador Ciro Nogueira (PP-PI).

Denise, no entanto, não deve ficar de mãos abanando. Pouco após o início da CPI, um emissário da revista Playboy a havia procurado. Naquele momento, a assessora rejeitou de pronto a proposta. Com o surgimento do vídeo, na última sexta-feira a revista fez nova investida.

* Pizza picante: Vídeo de sexo de assessora parlamentar agita CPI do Cachoeira.

Nas últimas semanas, um vídeo tem agitado a rotina da CPI do Cachoeira. E não se trata do registro de revelações de negociações suspeitas envolvendo verbas públicas gravadas pelo empresário preso, e sim de um vídeo com cenas de sexo protagonizado por uma assessora parlamentar do Senado que trabalha na CPI.

Denise Leitão Rocha assessora o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e seu trabalho atualmente é ajudá-lo na CPI em questões jurídicas. Ela acompanha o congressista em todas as sessões, e é conhecida entre parlamentares e jornalistas por suas roupas justas e físico lapidado em academia.

Nogueira diz viver um dilema desde que o vídeo vazou em circunstâncias não especificadas, inicialmente em pen-drives e, depois, na internet. "Só se fala nisso. Não me cabe julgar a vida pessoal dela, mas também não posso ter uma celebridade como assessora, alguém que aparece mais do que o trabalho. Estou avaliando se ela continua ou não na minha equipe."

O senador disse que ficou contrariado quando viu fotos dela de biquíni divulgadas pelo jornal "Extra", retiradas da página da assessora no Facebook. "Ela não seguiu orientação para não se expor. É uma situação constrangedora. Não queremos um tipo de assessora que apareça mais do que o trabalho que faz."

Denise foi contratada em fevereiro de 2011. "Fizemos uma seleção e ela foi escolhida. É uma boa assessora", diz o senador. Seu parceiro no vídeo é, segundo quem viu as imagens, um funcionário do Senado.

Nogueira afirmou que não teve curiosidade de assistir ao vídeo, mas que soube de detalhes porque "só se fala nisso no Congresso". "Minha preocupação inicial é que se falava que o vídeo havia sido gravado nas dependências do Senado, mas pelo que me disseram não foi aqui."

* Inscrição em lista de espera do Sisu termina hoje (19)

Candidatos que não foram aprovados nem na primeira nem na segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) ainda têm uma chance de conseguir uma vaga em universidades e institutos federais. Os interessados têm até hoje (19) para se inscrever na lista de espera do sistema que será utilizada pelas instituições de ensino superior participantes para preencher as vagas remanescentes. A inscrição deve ser feita no site do Sisu.

O processo seletivo para o segundo semestre deste ano ofereceu 30 mil vagas em 56 universidades públicas e institutos federais de educação profissional. O prazo de matrícula dos aprovados em segunda chamada termina hoje. As instituições começarão a convocar os alunos da lista de espera a partir de 25 de julho e até 30 de setembro.

O Sisu foi criado em substituição ao exame vestibular, para unificar a oferta de vagas em universidades públicas e institutos federais de educação profissional. As vagas são preenchidas de acordo com o desempenho do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

* Renovação das concessões do setor elétrico deve reduzir tarifas.

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse ontem (18) que o governo está aperfeiçoando o texto que será enviado ao Congresso Nacional com as regras que definirão o destino das concessões do setor elétrico que vencem a partir de 2015. Segundo ele, o modelo já está praticamente definido, e prevê redução de tarifas para o consumidor, possivelmente maior que 10%.

* Homicídios de jovens crescem 837,5% no RN.

A Tribuna do Norte informa que Natal é a capital de Estado que registrou o maior crescimento percentual de homicídios praticados contra crianças e adolescentes no intervalo entre os anos de 2000 e 2010. A variação nesse período é de 837,5% e supera todas as outras capitais dos estados brasileiros

“O Brasil está conseguindo atingir as Metas do Milênio pela rápida redução nas últimas décadas de suas taxas de mortalidade infantil (crianças menores de um ano) e na infância (crianças menores de cinco anos) pelas diversas ações no campo da saúde, da sanidade pública e de acesso a outros benefícios sociais. Mas o mesmo não acontece na área dos homicídios, que marcadamente avança na contramão dessas tendências”.

A análise pertence ao estudo “Mapa da Violência 2012 – Crianças e Adolescentes do Brasil” divulgado ontem. Natal é o exemplo mais concreto do avanço citado: é a capital do país que registrou o maior aumento da taxa de homicídios entre 2000 e 2010.

Crianças fora da escola e com famílias desestruturadas ajudam a formar o cenário de violência crescente visto no Rio Grande do Norte. Essa é a visão do promotor de Justiça e Coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância e Juventude (Caop), Leonardo Nagashima.