sábado, 21 de julho de 2012

* Juízes de 32 zonas eleitorais pedem tropas federais para o pleito de 7 de outubro, entre elas CARAÚBAS.

Para o pleito eleitoral municipal de 7 de outubro, 32 juízes eleitorais já solicitaram reforço de tropas federais. Ou seja, 46% das zonas potiguares estão com pedido de atuação militar para as eleições.

O número ainda não está fechado porque o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte aguardará até o final do mês a resposta ao ofício que foi encaminhado pela presidência da Corte, consultando os magistrados sobre a necessidade de reforço na segurança.

As solicitações de tropas federais feitas pelos juízes não implica que o pedido será acatado automaticamente. 

Após finalizado o prazo para manifestação dos magistrados, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Francisco Saraiva Sobrinho, encaminhará consulta ao Comando Geral da Polícia Militar. Após a manifestação da PM, os pedidos das zonas eleitorais serão analisados pelo plenário do TRE.

VEJA AS ZONAS ELEITORAIS QUE JÁ ESTÃO COM PEDIDO DE TROPAS FEDERAIS:

5ªZE – Macaíba
6ªZE – Macaíba
7ªZE – São José do Mipibu
8ªZE – São Paulo do Potengi
11ªZE – Canguaretama
13ªZE – Santo Antonio
15ªZE – São José do Campestre
17ªZE – Lajes
18ªZE – Angicos
19ªZE – São Tomé
20ªZE – Currais Novos
27ªZE – Jucurutu
30ªZE – Macau
32ªZE – Areia Branca
33ªZE – Mossoró
34ªZE – Mossoró
36ªZE – Caraúbas
38ªZE – Martins
39ªZE – Umarizal
40ªZE – Pau dos Ferros
41ªZE – Alexandria
42ªZE – Luís Gomes
45ªZE – Caicó
47ªZE – Pendências
48ªZE – Pedro Avelino
53ªZE – Tangará
54ªZE – Afonso Bezerra
57ªZE – Governador Dix-Sept Rosado
58ªZE – Janduís
59ªZE – Jardim de Piranhas
62ªZE – Poço Branco
68ªZE – Santa Cruz

* Salários dos servidores públicos do Governo do Estado serão publicizados a partir de hoje.

O secretário estadual de Administração José Anselmo Carvalho confirmou que hoje já estarão sendo publicadas as primeiras informações sobre os salários dos servidores públicos estaduais, conforme definido em decreto assinado pela governadora Rosalba Ciarlini. O Executivo publicará, através de um link que estará sendo gerido pela Secretaria de Administração, as informações sobre os salários bruto, o total de descontos e o salário líquido do funcionário.

“Iremos divulgar o salário de junho e na primeira semana de agosto terá a publicação do salário de julho”, disse Anselmo Carvalho. Ele explicou que a opção por totalizar os descontos ocorre para zelar pela privacidade do funcionário, que não terá publicado o detalhamento de descontos, como, por exemplo, os débitos referentes a crédito consignado e pensão alimentícia. “Esse tipo de informação interessa apenas ao servidor, o que vamos publicar é o total do desconto em folha, o salário bruto e o salário líquido”, afirmou o secretário. Além disso, também serão disponibilizadas informações sobre o cargo, emprego ou função pública e a situação funcional, se é ativo, inativo ou pensionista.

A publicação será feita a partir de um banner que estará no Portal da Transparência e também terá uma chamada no site do Governo do Estado. “Depois nós teremos uma aba permanente no Portal da Transparência”, ressaltou o secretário chefe do Gabinete Civil.

* Demóstenes volta a trabalhar no Ministério Público de Goiás.

O ex-senador goiano Demóstenes Torres (sem partido), que teve seu mandato cassado na semana passada devido ao envolvimento com o bicheiro Carlinhos Cachoeira, voltou a trabalhar nesta sexta-feira no Ministério Público de Goiás (MP-GO).

Demóstenes perdeu seu mandato e, um dia depois, reassumiu o cargo de Procurador de Justiça no MP-GO, do qual estava licenciado há 13 anos. Na ocasião, ele solicitou um abono funcional de cinco dias, um direito dele, para fazer a mudança para Goiânia e, com isso, recomeçar no emprego. O prazo venceu e Demóstenes já voltou a trabalhar como procurador.