sexta-feira, 3 de agosto de 2012

* Ministros demonstram intenção de dar celeridade ao processo do mensalão.

No primeiro dia de julgamento do mensalão, o que pode ser observado? A tática da defesa em usar os instrumentos que tem à sua disposição é dever de seus advogados. E o dever dos juízes é comandar o processo de forma célere e eficiente. O ministro Lewandowski foi derrotado na questão do desmembramento basicamente pela consciência dos demais ministros de que tempo é justiça.

A preocupação com a celeridade foi percebida no voto do ministro Joaquim Barbosa, quando ele disse que já era a quarta vez que se analisava essa questão. A ministra Rosa Weber disse que o processo deve andar para frente, e não para trás. O ministro Peluso lembrou que, se o processo fosse desmembrado, o juiz que o recebesse demoraria pelo menos seis meses só para ler o processo. E até o ministro Marco Aurélio, que acompanhou a divergência, queixou-se de que, desde 2000, havia um processo seu aguardando pauta.

* Vereador Novinho Praxedes leva centenas de pessoas ao Clube Verdes Mares no lançamento da sua candidatura.

Na noite de ontem (02), centenas de pessoas marcaram presença no clube Verdes Mares, para sinalizarem positivamente para o apoio ao vereador Novinho Praxedes (PMDB), liderança políticas, parentes, amigos e funcionários apoiadores estiveram presentes no lançamento.

Em um clima de muita alegria e confiança, o lançamento foi considerado um verdadeiro sucesso.

Além dos apoiadores, Novinho também recebeu o abraço dos candidatos Ademar Ferreira (PMDB) e Ivanildo Fernandes (PT), além de demais lideranças.

Novinho convidou a todos para participarem de uma carreata que acontecerá no próximo domingo (05), saindo da comunidade de Cachoeira destino Caraúbas, onde serão percorridas as principais ruas da cidade.

"Na minha opinião foi uma grande festa o lançamento da nossa campanha, é muito importante termos o nosso trabalho reconhecido. Com a Deus e o povo iremos conquistar mais uma grande vitória.", avaliou o encontro Novinho.
Clube Verdes Mares recebeu centenas de pessoas na noite de ontem.

* Eni Praxedes realizou uma grande carreata.

Na noite de ontem (02), o candidato a vereador Eni Praxedes (PMDB), realizou uma grande carreata pelas principais ruas da cidades de Caraúbas.

A concentração se deu no CTM do Marção, onde de lá, motos e carros percorreram os bairros da nossa cidade.

Eni Praxedes já conta com inúmeros apoios e na noite de ontem confirmou que está mais do que nunca na disputa direta por uma das vagas no legislativo local.

"Fiquei bastante feliz e entusiasmado com a nossa carreata, o povo demonstrou que estamos no caminho certo, vamos continuar trabalhando dia e noite para conseguimos juntos conquistar essa vitória. Passei 12 anos me preparando para esse pleito, e sei que não irei decepcionar o nosso povo", avaliou Eni praxedes.
Carreata de Eni Praxedes movimentou as ruas de Caraúbas.

* Justiça indefere todos os pedidos de registro e Guamaré está sem candidato a prefeito.

As eleições no município de Guamaré não tem candidato a prefeito. Isso mesmo. A Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de registro de candidatura dos dois pretensos candidatos. Eles não preencheram os requisitos legais.

Seriam candidatos Hélio Willamy Miranda da Fonseca (PMDB), pela coligação governista “União Democrática”; e Mozaniel de Melo Rodrigues (PMN), da coligação oposicionista “Esperança Renovada”.

Os pedidos de impugnação contra os dois candidatos partiram do Ministério Público Eleitoral, que entendeu que ambos não reuniriam as condições legais para disputar o pleito.

Willamy de Mundinho, como é conhecido o candidato governista, participou de uma engrenagem – supostamente ilegal – para viabilizar o seu nome, devidamente respaldado pelo grupo que controla o poder municipal.

Mozaniel, que foi cassado quando prefeito e é filho do prefeito cassado João Pedro, aparece em todas as “fichas sujas” dos Tribunais de Contas do Estado e da União. Também tem condenação na Justiça Eleitoral.

* INSS vai reajustar benefício de 491 mil e pagar atrasados a 2,3 milhões.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou ontem (02) que fez uma proposta, ao Ministério Público de São Paulo e ao Sindicato Nacional dos Aposentados, para a revisão do cálculo do benefício por incapacidade, pago e originado entre 1999 e 2009, de 2,797 milhões de benefícios. 

Segundo o governo, a revisão proposta garantirá aumento para 491 mil segurados que possuem benefícios ativos da Previdência Social, a partir de janeiro de 2013. Além disso, outros 2,3 milhões de segurados que já tiveram seus benefícios cessados também receberão os atrasados referentes aos últimos cinco anos.

A revisão é resultado de uma mudança no decreto 3.048 de 1999 que alterou o regulamento da Previdência Social, informou o governo federal. "A Procuradoria Federal Especializada junto ao INSS (PFE/INSS), que representa o Instituto judicialmente, e o Ministério Público de São Paulo assinam o acordo na próxima sexta-feira (10). A previsão é que ele seja protocolado na segunda-feira (13)", informou o INSS.

* TIM, Claro e Oi terão vendas retomadas a partir de hoje.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu liberar, a partir desta sexta-feira, a venda de linhas de celular e internet móvel da TIM, Claro e Oi, depois de quase duas semanas de suspensão em vários estados do País. Os planos de melhoria nos serviços apresentados pelas operadoras foram aprovados pelo órgão fiscalizador a tempo de garantir às empresas a venda de produtos antes do Dia dos Pais, importante data para o comércio.

As três operadoras planejam investir um total de R$ 20 bilhões até 2014. O dinheiro será usado para melhorar a qualidade dos serviços de transmissão de voz e dados. Segundo o superintendente de Serviços Privados da Anatel, Bruno Ramos, os planos apresentados ao longo dos últimos dias convenceram os técnicos do órgão que as empresas têm capacidade para receber novos usuários.

"A ação que tomamos foi preventiva, uma vez que os indicadores de qualidade mostravam que os clientes poderiam ter um prejuízo maior a médio prazo. Por isso pedimos planos de investimentos e melhorias de dois anos e não apenas para os próximos meses", explicou Ramos.