sábado, 25 de agosto de 2012

* Arrastão de Ademar logo mais...

A coligação "Vitória do Povo", dos candidatos Ademar Ferreira e Ivanildo Fernandes, juntamente com todos os candidatos a vereadores, realizará mais um arrastão na cidade de Caraúbas na noite de hoje, dia 25.

O arrastão, que terá início às 19 horas, na Praça Elizabeth Elita de Lima, percorrerá asprincipais ruas da cidade, e seguirá até o Alto São Severino, onde todos os bacuraus levarãoa sua mensagem a todos os presentes.

Para o evento desta noite, os candidatos estão aguardando a presença de todos os bacuraus da cidade e da zona rural.

 Assessoria.
Obs: Coligação "Pelo bem de Caraúbas" não enviou sua agenda.

* Caraúbas: Campanha oposicionista local sofre primeiro nocaute...

Após a grande mobilização da candidatura situacionista na noite da última quinta-feira (23), esperava-se um contra ataque por parte da oposição, porém o que deveria ter acontecido não se confirmou. 

Na noite de ontem (24), o bloco liderado pelo candidato Paulo Brasil (PR), até que buscou o revide, entretanto o que deveria ser uma grande movimentação, se transformou em um evento de pequeno porte, tendo por base a passeata azul e o arrastão verde.

Alguns seguidores da oposição, após o evento migraram para a situação, como são os casos de Flávio do Belém, sua mãe Dona Cassinha e parte da sua família, além desses, um militante, Nem do Conjunto,histórico do azul, também fechou com o governo e Diogo do paredão seguiu com os seus parentes rumo ao bloco ferrerista.

Para muitos essas adesões serão o início de uma ampla derrocada da oposição local.

É aguardar...
Oposição local sofre um golpe.

* Eleições Apodi: TRE-RN devolve a candidatura do ex-prefeito José Pinheiro em Apodi.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RN) devolveu a candidatura do ex-prefeito de Apodi, médico José Pinheiro Bezerra (PR). Ele havia sido barrado pela Justiça local, com base na Lei da Ficha Limpa. Pinheiro tem condenação de contas no Tribunal de Contas do Estado (TRE-RN).

A Corte reformulou a decisão pelo placar de 7 x 0.

Pinheiro volta ao páreo enfrentando a prefeito e candidata à reeleição Goreti Pinto (PMDB) e o candidato comunista Flaviano Monteiro (PC do B).

* Roubo: Esquema de Cachoeira rendia R$ 1 milhão por mês.

O esquema de jogo ilegal em Brasília, supostamente comandado da prisão pelo bicheiro Carlinhos Cachoeira, rendia cerca de R$ 1 milhão por mês, segundo estimativa do delegado da Divisão de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil do Distrito Federal, Henry Lopes. Nesta sexta-feira (24), uma operação da polícia prendeu três pessoas ligadas ao bicheiro que operavam um esquema de jogo ilegal na capital do país, segundo o G1.

O advogado de Cachoeira negou a ligação do contraventor com o esquema desmantelado nesta sexta pela polícia em Brasília. Segundo Lopes, cada uma das sete casas com máquinas caça-níqueis fechadas pela polícia rendia entre R$ 8 mil e R$ 10 mil por dia, ou cerca de R$ 1 milhão mensalmente. O delegado disse que o esquema chegou a operar quatro casas simultaneamente.

“Se as sete casas tivessem funcionado ao mesmo tempo, o grupo teria lucrado aproximadamente R$ 1,6 milhão por mês”, disse Lopes, considerando o faturamento diário de R$ 8 mil. As casas de jogos ilegais funcionavam em Sobradinho, Ceilândia, Asa Norte, Asa Sul, Jardim Botânico, Lago Sul e Lago Norte. O grupo mantinha uma espécie de “serviço vip” aos maiores clientes, que eram buscados em casa. De acordo com o delegado, há registro de frequentadores que tinham dívidas de R$ 37 mil com os operadores do esquema.

* Fim de semana decisivo para acordo entre servidores e o governo.

O fim de semana é decisivo para os servidores públicos federais e o governo negociarem o fim das greves. Estão previstas 20 reuniões neste fim de semana. O governo colocou o dia de amanhã como a data limite para negociação. O percentual de 15,8% de aumento salarial é o mesmo oferecido a diversas categorias. Segundo o Planejamento, as negociações ocorrem com cerca de 30 sindicatos.

Faltando menos de uma semana para 31 de agosto, prazo limite para o envio do Orçamento ao Congresso Nacional, que deve conter a previsão de gastos com a folha de pagamento para 2013, o governo fechou acordo com apenas duas categorias. As mais de 180 rodadas de negociações entre servidores federais públicos e governo, que ocorrem desde março para negociar reajustes salariais, seguem sem definição.