terça-feira, 16 de outubro de 2012

* Bom fim de noite...


Babi Rossi playboy sexta selvagem

* Mesmo com reivindicações não atendidas, Policiais Federais do Rio Grande do Norte encerram greve após 69 dias.

Os agentes, escrivães e papiloscopistas da Polícia Federal do Rio Grande do Norte encerram a greve que durava 69 dias na tarde desta segunda-feira (15). A decisão pelo fim do movimento foi tomada em assembleia dos policiais realizada à tarde. A confirmação do fim da greve foi dada pelo Sindicato dos Servidores do Departamento de Polícia Federal no RN (Sinpef-RN).

Segundo a secretária geral do sindicato, Katrin Paiva, nenhuma reivindicação da categoria foi atendida até o momento. “Nós entregamos um protocolo ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, no qual ratificamos a nossa pauta de reivindicações. Caso ele não nos atenda, iremos retomar a paralisação por tempo indeterminado”, disse.

* Preocupado com segurança, deputado pede afastamento no RN.

O deputado estadual Nélter Queiroz (PMDB) entregou nesta terça-feira (16), à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, requerimento com pedido de licença de 120 dias de seu mandato. O parlamentar alegou motivos pessoais. Contudo, ao G1, ele explicou que se trata de sua própria segurança. Nélter só deve retornar à Casa em fevereiro de 2013. O advogado Kelps Lima, primeiro suplente da coligação e filiado ao PR, ocupará a cadeira durante este período.

“O serviço de segurança recomendou o afastamento. Há muito tempo que fui orientado a evitar ambientes públicos. Eu estava andado com escolta policial e isso me incomodava muito. Prefiro dar um tempo, esperar o que vai acontecer nos próximos 120 dias. Vou esperar a poeira baixar”, declarou.

Ao ser questionado sobre “esperar a poeira baixar”, o deputado respondeu que existe muita investigação em andamento e que, em razão disso, prefere se resguardar. “A Justiça e o Ministério Público estão agindo. Meu nome foi envolvido nessas acusações. Desde que falei na Assembleia que no Vale do Açu se mata gente como se elimina barata, não tive mais sossego. Consta nos autos dos processos uma ligação em que um detento, de nome Sebastião, ligou para sua esposa de dentro do presídio de Mossoró afirmando que a minha morte tinha sido encomendada no valor de R$ 50 mil. Isso é sabido por todos, por meio da Operação Mal Assombro”, afirmou Queiroz.

Quanto sua saída do estado, para sua própria proteção e de sua família, o deputado não deixou claro a decisão. “Minha mãe está preocupada. Minha família toda está. Então prefiro pensar no melhor a se fazer e manter sigilo sobre os meus próximos passos”, concluiu.

Durante sessão na Assembleia, Nélter afirmou que “este é um momento difícil na minha vida. Irei me ausentar do Rio Grande do Norte por questões pessoais. Conversei com minha família, amigos e com a assessoria jurídica e decidimos que chegou a hora. Cumpri com meu dever político e deixo o plenário certo que volto a partir de fevereiro de 2013 para ficar mais a vontade. Não me sinto a vontade sabendo que, enquanto a população sofre com falta de segurança, eu ando escoltado pela Polícia Militar”, justificou o deputado.
Deputado pede afastamento do cargo, em seu lugar assume Kelps Lima (Foto: Divulgação/ ALRN) 
Deputado Nélter Queiroz pede afastamento por 120 dias.

* Nome de Ferreira Júnior é cotado para o legislativo estadual em 2014.

Ele nega, não quer falar no assunto, porém a possível candidatura de Ferreira Júnior (PMDB), a deputado estadual em 2014, já está sendo ventilada na imprensa do Rio Grande do Norte, sobretudo oestana.

Após ter conseguido eleger seus dois tios em cidades oestanas, em conjunto com seus amigos e apoiadores, Ferreira passa a ter uma credencial para passar a pensar em voos mais altos. Nesse sentido, além das cidades de Felipe Guerra e Caraúbas, o futuro postulante conta com outros nomes na região oeste e na região metropolitana de Natal, como possíveis apoiadores.

Apesar de não assumir publicamente a postulação, Ferreira Júnior não pode negar que a sua atuação em inúmeros municípios em 2012, não é só pelo fato de ser um "rapazinho legal", tem outros interesses por traz dessa história.

Além do nome de Ferreira Júnior para o legislativo estadual, o nome do seu pai pode ser cotado como suplente de senador em 2014.

É aguardar...
 Ferreira Júnior cotado para o legislativo estadual...

* Vereador Neguinho de Grosso seguirá orientação de Ferreira Júnior.

O apoio de Ferreira Júnior (PMDB), a pré candidatura de Novinho Praxedes (PMDB) a presidência da Câmara de Vereadores de Caraúbas, já começou a surtir efeito. O parlamentar Edmilson Leite (Neguinho de Grosso) (PMDB), também declarou apoio ao nome de Novinho Praxedes, "Seguirei a orientação de Ferreira, se o candidato dele é Novinho, é o meu também", frisou Neguinho.

Apesar de faltar um bom tempo até a eleição da Câmara, o nome de Novinho já nasce como favorito.

É aguardar...
Vereador Neguinho de Grosso seguirá orientação de Ferreira Júnior.

* Caraúbas: Sábado tem festa bacurau...

No próximo sábado (20), a nação bacurau caraubense estará comemorando mais uma vitória de Ademar Ferreira (PMDB). A festa terá início na praça Elizabeth Elita, no bairro Leandro Bezerra.

Em passeata o timão da vitória irá percorrer as principais ruas e avenidas da cidade.

Já na antiga praça de eventos/centro, o tsunami verde será animado pelo som das bandas Amaré e Municipal Santos.

Venha comemorar mais uma grande vitória 15!
Vitória seu sinônimo é Ademar Ferreira.

* MP potiguar entra com mandado de segurança contra o Governo do Estado para assegurar repasse.

O Ministério Público Estadual do Rio Grande do Norte entrou com um mandado de segurança no Tribunal de Justiça contra o Governo do Estado. A medida é uma tentativa de garantir a integralidade do pagamento do duodécimo (do repasse mensal que o Executivo deveria fazer ao Ministério Público).

A reclamação do MP recai sobre o fato de que o Governo não está pagando integralmente o repasse do Ministério Público, conforme previsto no orçamento da instituição.

* Reajuste de piso de professores deve ser menor que o previsto.

O piso nacional dos professores deverá sofrer um reajuste menor que o previsto em razão  da queda da arrecadação de tributos pelo governo. A expectativa no início do ano era de que os docentes teriam um aumento de 21% em 2013, mas o índice corre o risco de ficar abaixo dos 7,86% concedidos em 2010. O Ministério da Educação (MEC) diz que a taxa só será definida no fim do ano.

Este ano a categoria recebeu 22,22 % de aumento, o que comprometeu o orçamento de Estados e municípios e reabriu a discussão sobre o cálculo do reajuste. Um acordo entre prefeitos e docentes pode equilibrar a situação. Pela proposta, a atualização dos salários seria feita pela reposição da inflação do ano anterior mais 50% da variação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) nos últimos dois anos. A previsão do reajuste do Custo Aluno para o ano de 2013 é da ordem de 23,14%.

Para o coordenador-geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, a mudança deve acabar com as dificuldades para cumprir a Lei do Piso. “É preciso melhorar os vencimentos iniciais dos professores para tornar a carreira mais atrativa”, diz. A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) apoia a proposta, elaborada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). “O modelo atual torna o salário do professor impagável com o passar do tempo”, afirma o prefeito de Vitória (ES), João Coser, presidente da FNP.

Atualmente os professores da educação básica (ensino infantil ao médio) na rede pública recebem R$ 1.451 mensais. A remuneração vale para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais. Entidades ligadas ao magistério, porém, afirmam que nem todos os Estados e municípios cumprem a norma.

A lei existe desde 2008 e já foi contestada por alguns governadores na Justiça. No mês passado seis deles questionaram no Supremo Tribunal Federal (STF) a regra em vigor, alegando que perderam a autonomia para determinar os vencimentos de seus servidores. O ministro Joaquim Barbosa será o relator do processo, que ainda não tem data para ir a julgamento.

O piso é atualizado de acordo com a variação no valor mínimo de investimento por aluno previsto no (Fundeb). Com menos tributos alimentando o fundo por conta da desaceleração da atividade econômica, caíram também as projeções de reajuste salarial para os docentes.

Em nota, o MEC diz que a reestimativa de recursos do Fundeb só é definida pelo Tesouro Nacional no fim do ano. “Portanto, qualquer avaliação sobre o volume de reajuste, ou de eventual mudança na fórmula, é precipitada”, afirma a pasta.

* Aí mata: Mulher chega a ter 500 orgasmos por dia por causa de doença.

Zara diz sentir orgasmo até quando sobe escada ou encosta em alguém. (Arquivo Pessoal) 
Zara diz sentir orgasmo até quando sobe escada ou encosta em alguém.
 Para a maioria das mulheres, fazer compras no mercado ou aspirar a casa são tarefas rotineiras e entediantes, mas para a britânica Zara Richardson são formas peculiares e incômodas de sentir prazer. Aos 30 anos, ela sofre de uma doença chamada Síndrome de Excitação Sexual Persistente, que faz com que ela atinja até 500 orgasmos diariamente.

“As pessoas acham que eu deveria ficar em êxtase, mas ter orgasmos constantes está arruinando a minha vida. Eu não tenho controle sobre o modo como meu corpo se sente e isso afeta todos os aspectos da minha vida”, disse.

De acordo com Zara, os episódios normalmente acontecem após situações comuns, como subir escadas, quando alguém senta ao seu lado no sofá ou até mesmo quando o celular vibra em seu bolso. "Às vezes eu estou em pé na fila no supermercado e sinto a síndrome começar, mas não há nada que eu possa fazer para impedi-la. Viagens de trem são um pesadelo, porque podem desencadear um ataque”.

Ela foi diagnosticada com a doença em 2010, quando deixou de se sentir satisfeita após relações sexuais e começou a notar mudanças em seu comportamento. Depois de dois meses com o problema, ela resolveu procurar um médico. "Eu sabia que tinha de dizer ao meu médico, mas a ideia de confessar que eu não poderia deixar de ter orgasmos era aterrorizante. Eu pensei que um médico iria rir de mim ou que eu era uma ninfomaníaca enlouquecida”, explicou.

Desde então, Zara pediu o divórcio e começou a fazer tratamentos com antidepressivos, analgésicos, anti-inflamatórios e compressas quentes e frias para parar os orgasmos. "Eu quero meu corpo de volta para ter uma vida sexual normal. Isso destruiu minha vida. É um pesadelo".