terça-feira, 4 de dezembro de 2012

* Censo 2010: Número de jovens que não estuda nem trabalha aumentou para 17,2% em dez anos.

Entre os anos 2000 e 2010, o número de jovens que não estuda, não trabalha e não procura emprego aumentou em 708 mil pessoas. A proporção passou de 16,9% para 17,2% das pessoas entre 15 e 29 anos.

Em nota técnica divulgada hoje pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), as pesquisadoras Ana Amélia Camarano e Solange Kanso alertam para as implicações sociais dessa constatação do Censo 2010.  "Isso [os dados] coloca a necessidade de políticas públicas que contribuam para uma inserção adequada desses jovens, seja na escola ou no mercado de trabalho", dizem as pesquisadoras.

Entre os homens nessa faixa etária, 11,2% estavam nessa situação em 2010, enquanto entre as mulheres o percentual foi 23,2%, sendo que dois terços das mulheres que não estudavam e não trabalhavam eram casadas e 61,2% tinham filhos.

A grande maioria dos homens vivia com os pais, mesmo com a queda de 71,8% em 2000 para 62,6% em 2010. A proporção de chefes de domicílio subiu de 10,8% para 11,2%. Enquanto a renda familiar média das residências com jovens que não estudam nem trabalham era R$ 1.621,86 , nas famílias com jovens que estudam e trabalham o valor sobe para R$ 3.024,34.

Quanto à escolaridade, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) 2011 mostra que os homens nessa condição tinham em média sete anos de estudo, enquanto as mulheres tinham oito anos. A escolaridade do chefe do domicílio na faixa estudada era mais baixa, o que aponta, segundo as pesquisadoras, que a escolaridade da pessoa de referência na família influencia na frequência escolar do jovem e na renda familiar. 
Fonte: Agência Brasil

* Assembleia fará amanhã escolha do novo conselheiro do TCE.

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte promoverá amanhã a eleição para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Na disputa, os deputados estaduais Fábio Dantas (PHS) e Poti Júnior (PMDB). A sessão será extraordinária, mas o presidente da Casa, deputado estadual Ricardo Motta (PMN), ainda não definiu se ocorrerá antes ou depois da sessão ordinária.

Normalmente, quando há convocação de sessão extraordinária ele opta por fazer antes da ordinária.

A sessão será secreta e a votação também. Ou seja, no momento da eleição para conselheiro da Corte de Contas a TV Assembleia, a FM Assembleia não transmitirão a sessão. Para garantir o sigilo da reunião, as galerias são esvaziadas e os deputados falam sem o microfone ligado.

A escolha do novo conselheiro é feita por voto direto e maioria simples. A vaga de conselheiro do TCE reservada a Assembleia Legislativa foi aberta com a aposentadoria do conselheiro Valério Mesquita.

* Aí mata: Muitas Prefeituras deverão ficar sem pagar o 13º salário.

Entrou dezembro e os Municípios ainda não receberam a “recompensa” do Tesouro Nacional para quitar compromissos do 13.º salário. Houve a promessa da presidente Dilma Rousseff, mas sem a certeza até aqui. E, pela choradeira de prefeitos, inclusive dos reeleitos, muitas Prefeituras vão deixar de cumprir a folha de dezembro ou o décimo.

No Rio Grande do Norte, quase a metade das Prefeituras estão com os cofres vazios e sem perspectivas de melhora.

* Governo do RN abre mais uma vez diálogo com médicos do estado.

A governadora Rosalba Ciarlini recebeu para audiência na tarde desta segunda-feira (03) o presidente do Sindicato dos Médicos do RN, Geraldo Ferreira Filho. Juntamente com o secretário de Estado de Saúde Pública, Isaú Vilela a governadora voltou a lembrar ao representante da categoria médica que o canal do diálogo está permanentemente aberto e que a população é a principal penalizada com a postura da categoria.

“Chegou-se a um ponto no qual esse conflito não está trazendo benefícios para ninguém, apelamos para a calma e o bom-senso para solucionar algo que, apesar de não ser simples e rápido, estamos sempre apresentando o que é possível para a melhor resolução para todos”, disse a governadora Rosalba Ciarlini.

Durante a reunião, a governadora apresentou entre as propostas que serão levadas para a assembleia da categoria que acontece nesta terça-feira (04) a criação de uma comissão paritária que atuaria com reuniões semanais para debater as propostas com a perspectiva de um entendimento até março de 2013