domingo, 7 de abril de 2013

* Candidato do PMDB é eleito prefeito de Serra do Mel.

O candidato Fábio Bezerra de Oliveira (Fabinho), da coligação “Serra do Mel de Todos”, integrada por PMDB/PP/PR, foi eleito prefeito de Serra do Mel. Ele conquistou 4.077 votos (53,08%), contra 3.604 votos (46,92%) dados à sua adversária, Francisca Rodrigues Costa (Dona Francisca), da coligação “A mudança é pra valer, essa mudança inclui você”, composta de PT/PTB/PCdoB.

Foram computados 7.631 votos válidos, 63 brancos, 181 nulos e uma abstenção de 1.108 votos (12,27%).

* Brasil é terceiro em ranking das Américas sobre impunidade de crimes contra jornalistas.

A impunidade em casos de violência contra comunicadores é um dos principais responsáveis pelo aumento no número de assassinatos e ameaças a jornalistas e outros profissionais de mídia, segundo Carlos Lauría, coordenador do Comitê de Proteção aos Jornalistas (CPJ) para as Américas. Ele estima que aproximadamente 85% dos assassinatos de jornalistas ficam impunes em todo o mundo.

Lauría disse que o relatório do Comitê de Proteção aos Jornalistas indica que em 2012 o Brasil ocupava o terceiro lugar nas Américas, atrás da Colômbia e do México, e o 11º no mundo, no ranking de impunidade de crimes praticados contra jornalistas, motivados diretamente por suas reportagens.

A publicação Ataques à Imprensa – Jornalismo na Linha de Frente, sobre a situação dos países americanos no que diz respeito às ameaças à liberdade de imprensa, foi entregue por Lauría a autoridades brasileiras há cerca de um mês.

* Crédito emergencial terá reforço de R$ 350 milhões.

O Governo Federal anunciou que vai acrescentar R$ 350 milhões às linhas de crédito emergencial do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE). O objetivo é reduzir o impacto da escassez de chuvas sobre o homem do campo, de acordo com o Ministério da Integração Nacional.

Com esse aporte de recursos, outros 45 mil agricultores poderão adquirir crédito com juros baixos para diminuir as perdas nas lavouras e no rebanho. A medida, anunciada na terça-feira (02/04), faz parte do conjunto de ações do Governo para reforçar o apoio ao produtor rural e incentivar o desenvolvimento da região.

O total de recursos do FNE destinados ao crédito especial para estiagem alcançará, com esse aporte do Tesouro Nacional, R$ 2,75 bilhões. De acordo com o ministro Fernando Bezerra, essa linha emergencial é importante tanto para a agricultura familiar quanto para segmentos da agroindústria. “Esse é um instrumento muito positivo para alavancar as atividades produtivas nas áreas rurais e urbanas afetadas pela estiagem”, destacou.