domingo, 21 de abril de 2013

* Rosalba Ciarlini desabafa: “Ajudem o RN ao invés de torcerem contra. Discutam eleições em 2014”.

Pra quem teria sido o recado da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), ao final do seu discurso na manhã de ontem (20) em Nísia Floresta?

Rosalba pediu licença ao ministro da Pesca Marcelo Crivella e aos demais políticos e autoridades presentes para desabafar, segundo ela contra os que “desejam o pior do seu governo e torcem contra o Rio Grande do Norte”.

“É difícil quando você tem força de vontade, mas dificuldades de colocar em prática as ações. Foi assim o início de meu governo. Agora, tem muita gente que só torce contra e quer o pior do Rio Grande do Norte. A essas pessoas eu peço, ajude o nosso Estado ao invés de torcer contra, deixem pra discutir as eleições somente no próximo ano”, disse Rosalba

* Orgasmo previne contra o resfriado; veja 10 benefícios do sexo.

Motivos para ter um orgasmo não faltam. Além de prazeroso, ele pode prevenir contra gripes e resfriados, reduzir o risco de desenvolver câncer de mama, queimar calorias e ainda garantir uma noite de sono tranquilo. A Cosmopolitan listou os 10 melhores benefícios do sexo. Confira a seguir:

Felicidade
O corpo libera endorfina durante o orgasmo, o que causa euforia, prazer e, às vezes, gera um riso incontrolável.

Fim do resfriado
Esqueça as maçãs e antigripais. Segundo o pesquisador e conselheiro de saúde sexual Alison Richardson, o sexo regular está associado a níveis elevados do anticorpo imunoglobulina A, o que pode nos proteger de resfriados comuns e aumentar o sistema imunológico.

Otimismo
Orgasmo faz bem para o corpo e para a mente. Os hormônios sexuais podem baixar os níveis de depressão e ansiedade. É uma forma de aliviar a tensão diária e ver a vida de forma mais otimista.

Contra o câncer de mama
Ter orgasmo e estimular os mamilos durante as preliminares também contribui para bons níveis de oxitocina, um hormônio que reduz a ansiedade e previne contra o câncer de mama.

Queimar calorias
De acordo com a WebMD, 30 minutos de sexo pode queimar mais de 85 calorias. Se praticado com frequência, o sexo ajuda a afinar a silhueta e permite um lanchinho a mais no meio da tarde sem preocupação com o peso.

Sono tranquilo
Depois de ter um orgasmo, há uma queda acentuada da pressão arterial e um relaxamento instantâneo, que gera uma noite de sono tranquilo.

Fim das dores
A endorfina causa sensações semelhantes à morfina, que aumenta a tolerância a dor em 70%. Portanto, ter dor de cabeça ou cólica não é motivo para deixar de fazer sexo. Pelo contrário.

Pele bonita
Em vez de gastar com produtos para maquiagem, investir em uma noite com seu parceiro pode causar o mesmo efeito e deixar a pele mais bonita. O hormônio DHEA (dehidroepiandrosterona), liberado durante o sexo, repara os tecidos e mantém a pele mais jovem.

Memória
Sexo aumenta a circulação do sangue e transporta oxigênio para o hipotálamo – parte do cérebro responsável pela memória e aprendizagem. Ou seja,  além de gostoso, ter orgasmo vai ajudá-la a lembrar onde colocou suas chaves.

Incontinência
Sexo também ajuda a diminuir a incontinência urinária, comum em idosos.

* Jurados condenam 23 PMs por mortes no Carandiru em 1992.

Os sete jurados condenaram, na madrugada deste domingo (21), 23 policiais militares pela morte de 13 presos, em 1992, na Casa de Detenção do Carandiru, na Zona Norte de São Paulo. A pena é de 156 anos de prisão para cada, mas eles podem recorrer em liberdade. Três dos 26 réus foram absolvidos. A sentença foi lida pelo juiz José Augusto Nardy Marzagão à 1h15 no Fórum da Barra Funda.

A decisão dos jurados e a sentença ocorrem depois de um longo dia de debates entre defesa e acusação, com uso da réplica e da tréplica. A última fase, antes da votação dos jurados, começou durante a manhã e terminou às 21h25, com a fala da advogada de defesa, Ieda Ribeiro de Souza. Depois, os jurados responderam mais de 1,5 mil perguntas na sala secreta. Foram usadas 290 folhas de questionário para cada jurado.

O júri absolveu Maurício Marchese Rodrigues, Eduardo Espósito e Roberto Alberto da Silva, como havia pedido o Ministério Público. O promotor Fernando Pereira da Silva também pediu que os jurados desconsiderassem duas das 15 vítimas. Segundo ele, esses detentos foram mortos por golpes de arma branca, o que pode significar que foram assassinados pelos próprios presos. Por isso, os 23 PMs foram condenados por 13 mortes.

* Governo prevê conclusão do Arena das Dunas para outubro deste ano.

O secretário especial da Copa, Demétrio Torres, acredita que concluirá as obras do estádio Arena das Dunas dois meses antes do previsto. A expectativa é finalizar o estádio no mês de outubro deste ano.

Todas as cadeiras do estádio, com capacidade para 40 mil pessoas, já estão compradas. A cobertura deverá chegar no mês de junho e, com isso, a conclusão da obra, onde acontecerão três ou quatro jogos do Mundial de 2014, deverá ficar para outubro.

* Dengue: governo quer evitar crescimento da doença em 2014.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, informou ontem (20) que planeja uma reunião com os estados que registraram aumento dos casos de dengue este ano, como Minas Gerais, São Paulo e Goiás. O objetivo é conter o avanço da doença no país em 2014.

“Vamos fazer uma avaliação profunda do que ocorreu: se tem a ver com a transição dos governos municipais, se teve desmobilização das equipes para evitar um crescimento de dengue no próximo ano”, disse. Segundo Padilha, o encontro deve ocorrer após o mês de maio, período de maior transmissão da doença.

De acordo com levantamento do Ministério da Saúde divulgado no dia 10 deste mês, a média nacional de casos de dengue é 368,2 em cada grupo de 100 mil habitantes. No ano passado, essa média era 98,1. Até a 13ª semana de 2013, foram 714.226 notificações, número superior a 2012, quando 190.294 casos foram notificados.

* Nova penitenciária federal em Brasília terá ala para autoridades.

A nova penitenciária federal prevista para se construída em Brasília será diferente das quatro que já estão em funcionamento em outras regiões do País. Projetada a um custo de R$ 25 milhões, será dividida em quatro alas onde os presos ficarão separados pelo perfil: líderes de facções criminosas, réus colaboradores da Justiça (delatores), mulheres e autoridades (políticos e policiais) envolvidas com o crime.

“Será a porta de entrada no sistema penitenciário federal”, diz o diretor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Augusto Rossini, ao Último Segundo. Ele garante que, sem privilégios por distinção de classe, todos os detentos receberão o mesmo tratamento do governo federal.