quinta-feira, 2 de maio de 2013

* Tragédia: Ex Jogador caraubense é morto em João Câmara.

O ex-jogador de futebol Wendel Martins Pinto, de 36 anos, foi morto a pauladas na última sexta-feira, em João Câmara, no interior do estado. O corpo dele foi reconhecido no Instituto Técnico e Científico na tarde de hoje, por familiares. Wendel atuou por vários clubes do estado, como ABC, América e Potiguar-M. Seu último clube foi o Alecrim, há cerca de quatro anos. O sepultamento será nesta sexta-feira, em Mossoró.

A mãe de Wendel, Rita Martins Silva Pinto, acredita que o filho tenha sido vítima de um latrocínio. "Moramos num assentamento próximo a João Câmara. Ele saiu para comprar pão num local a cerca de 1km da nossa casa e não voltou mais. O carro em que ele estava, uma Montana de placas MYN 4545 até hoje não foi visto. Ele não tinha inimigos, não brigava com ninguém. Foi muita crueldade. Mataram meu filho a cacetadas, o deixando desfigurado", disse ela ao DEFATO.COM.

O corpo de Wendel foi reconhecido pelo pai dele. O velório será em São Gonçalo do Amarante e o enterro nesta sexta, às 15h, em Mossoró. "Uma vez, ele conversando comigo, pediu para que, se morresse antes de mim, que eu o enterrasse em Mossoró. Por isso, iremos atender o pedido dele", explicou Rita. Wendel era solteiro e tinha uma filha. Atualmente, não estava atuando nos gramados e morava com os pais, no assentamento.

Ainda segundo Dona Rita, o último clube de Wendel foi o Alecrim. "Ele jogou lá há cerca de quatro anos. Atuava como meia. Seu melhor momento na carreira, se não me falhe a memória, foi em 2002, quando jogava no Potiguar-M e foi considerado um dos melhores jogadores do estadual", lembrou. Wendel estava sem trabalhar em virtude de um acidente de moto. 
De fato.

* Município de Caraúbas contará com projeto de agente de cultura.


Foi realizado nesta quarta-feira (01), na cidade de Natal/RN, o lançamento oficial do projeto Agentes de Leitura, cujo objetivo é ampliar o acesso à leitura e a socialização de comunidades excluídas da sociedade, com baixo índice de desenvolvimento humano e educação.

O município de Caraúbas, contemplado com o projeto, foi representado pelo prefeito Ademar Ferreira, secretário de Cultura, Vivênio Jácome, agente da Fundação José Augusto, Gilvan Viana e também pelos dez jovens que irão desenvolver o projeto na cidade. Em Caraúbas, os agentes irão estimular a leitura de porta em porta, nos bairros, nas praças, escolas e em todas as comunidades.

Na solenidade de ontem, que contou com a participação de membros de 41 municípios do Estado, foram entregues 50 mil livros, bicicletas, camisetas, mochilas e bonés aos jovens selecionados, que, após capacitação já realizada, estão prontos para iniciarem o importante trabalho de “bibliotecas móveis”.

Para o prefeito Ademar Ferreira, “esse é um importante projeto que a cidade de Caraúbas está sendo contemplada, e a nossa expectativa é que os jovens alcancem o máximo possível de famílias, levando a leitura principalmente às pessoas que mais necessitam aprender”.
Autoridades no evento.

* Senador José Agripino reage ao pronunciamento da presidente Dilma: “ela só falou do passado”.

Presidente nacional do Democratas, o senador José Agripino Maia reagiu ao pronunciamento da presidente Dilma Rousseff, feito durante o Dia do Trabalho. Para o parlamentar, a presidente falou apenas do “passado”.

“Ou alguém está enganando a presidente ou ela está se enganando. Ela não falou do presente, falou do passado. O Brasil real é o Brasil que assiste à volta da inflação, incompetitivo e de economia desalentada pela insegurança no futuro. Para não falar do crescimento do PIB que nos envergonha na comparação com o dos nossos parceiros emergentes e vizinhos no continente”, destacou o senador José Agripino Maia.

* IR abre sistema para retardatários

Quem perdeu o prazo oficial de entrega da declaração do Imposto de Renda, encerrado na última terça-feira, poderá realizar o procedimento a partir de hoje, mas vai pagar multa. “No momento da entrega, o contribuinte irá receber a notificação com a multa, que é 1% ao mês sobre o imposto devido e, se não tiver imposto a pagar, a multa mínima será R$ 165,74”, diz o supervisor nacional do Imposto de Renda, Joaquim Adir. Ontem, Dia Internacional do Trabalhador, não foi possível enviar a declaração com atraso.

* Comunicado de licitação da Prefeitura de Caraúbas.


PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAÚBAS
AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº. 019/2013 PROCESSO ADMINISTRATIVO  000324/2013

O Pregoeiro da Prefeitura Municipal de Caraúbas – RN, no uso de suas atribuições legais torna público o pregão presencial nº. 019/2013, destinado ao registro de preços para prestação de serviços na confecção de materiais gráficos, consoante especificados por item, para atender necessidades das diversas Secretarias do Município de Caraúbas no decorrer do exercício de 2013. O pregão será realizado no dia 15 de maio de 2013, às 08:30 horas, na sede da Prefeitura Municipal. O edital contendo maiores informações encontra-se a disposição dos interessados, na sede da Prefeitura Municipal, sito na praça Reinaldo Pimenta, 104, centro, cep: 59780-000, Caraúbas – RN, em 30 de abril de 2013.

UGO DELLION DA LUZ
Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Caraúbas – RN.

* Nominuto: Quem vai concorrer ao governo? Henrique ou Garibaldi?

O PMDB vai realizar um encontro estadual no próximo dia 10 de maio. Segundo as informações que circulam no meio político, a cúpula quer reunir as bases - prefeitos, vereadores e  lideranças de todos os tamanhos - para debater rumos nas eleições de 2014.

Até o momento, os sinais são de candidatura própria do PMDB. Pelo menos é isto que tem sido dito por Henrique Eduardo Alves e Michel Temer a aliados em Brasília, em especial, ao comando do PT.

A dúvida que está na cabeça dos pemedebistas potiguares é uma só: quem vai encabeçar a chapa que vai disputar o Governo do Estado?

Henrique Alves diz a todo mundo que o nome é Garibaldi Filho. Já o ministro da Previdência diz que não é ele, que a vez é de Henrique.

Henrique ou Garibaldi? Eis a questão.

Nessa brincadeira de empurra-empurra, Garibaldi Filho tem sido mais taxativo ao negar a eventual candidatura.

Como já relatei aqui no blog, Garibaldi travou conversa com dois interlocutores recentemente e disse:
- Eu não tenho mais saúde, não quero e não me peçam isso!

Quem fala assim não é gago. O ministro demonstra que não está afim de concorrer. Dos dois, resta Henrique Alves.

Um líder partidário aliado do presidente da Câmara dos Deputados me disse que "Henrique namora com a candidatura, mas quer ter a certeza que o cavalo está passando selado". Ou seja, Henrique não quer correr riscos. Ninguém quer.

Por conta disso, eu já escrevi sobre esse ponto, Henrique Eduardo Alves quer ganhar tempo.

Na reunião do próximo dia 10, Henrique vai ouvir a ladainha dos insatisfeitos com o governo Rosalba Ciarlini.

Henrique é da opinião que não é hora de largar Rosalba, divergindo de Garibaldi que está com um pé fora do governo.

Henrique apoia Rosalba, mas não é bobo. Ele já dá sinais de insatisfação também. Ontem, pelo Twitter, ele falava em "constrangimento no PMDB com a demissão sumária da servidora Lígia Torres [filha de Manoel Torres, peemedebista histórico], diretora do Hospital de São Paulo do Potengi".

Henrique Alves exaltava a competência e a ética de Lígia Torres e apontava erro do governo.

A exoneração de pessoa tão ligada ao PMDB pode servir de estopim para tocar fogo na relação cada vez mais desgastada entre o partido de Henrique e Garibaldi e a governadora Rosalba Ciarlini.

E dependendo da postura que adote de verdade, Henrique Alves pode se juntar ao bloco dos insatisfeitos com o governo dos Rosados.

Por último, a pergunta que não quer calar: o que vai dizer Henrique Alves aos prefeitos, vereadores e correligionários do PMDB, no próximo dia 10?

Henrique vai dizer que o candidato ao governo é Garibaldi? Que pode ser ele, Henrique Eduardo? Ou o PMDB pode apresentar outro nome?

Eita dúvida danada!

* Eduardo Campos responde a anúncios do PT: ‘Quem viver verá’.

20130426055725_cv_EduardoCamposLMar200_gde 
O presidente nacional do PSB, governador Eduardo Campos, possível adversário da Presidente Dilma Rousseff em 2014, aproveitou as comemorações do 1º de Maio para apresentar um novo mote, “Quem viver verá”, para se combinar ao slogan “é possível fazer mais”, que vem usando em pronunciamentos e entrevistas.

Nos últimos dias, o PT usou inserções para responder à tecla em que o socialista vem batendo. Ele, porém, não considerou o fato uma apropriação o mesmo mote usado pelo PT.

* Será: Rosalba: “Eu sou candidata a trabalhar mais pelo nosso estado”.

Questionada sobre o processo para sua reeleição, passando pelo apoio do PMDB, a governadora Rosalba Ciarlini disse estar mais preocupada “no momento em superar os problemas, fazer mais pelo estado. Eu sou candidata a trabalhar mais pelo nosso estado”.

Sobre as articulações, a democrata prefere dizer que só vai cuidar disso em 2014, mas só na época das convenções. “A gente tem que gastar nossa energia em busca dessa união política”.

Rosalba reforçou, mais uma vez, o grande momento vivido pelo estado através da representação do PMDB no cenário nacional com o presidente da Câmara, Henrique Alves, e o ministro Garibaldi Filho. “A gente tem uma força maior para conseguir tanta coisa que o governo federal no passado não realizou. Vamos nos unir, trabalhar e trazer soluções”.

* Dilma defende que royalties e recursos do pré-sal sejam aplicados exclusivamente na educação.

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (1º) que enviou ao Congresso Nacional uma nova proposta determinando que todos os royalties, participações especiais do petróleo e recursos do pré-sal sejam aplicados exclusivamente na área de educação. O anúncio foi feito em pronunciamento oficial, em rede nacional de rádio e TV, em comemoração ao Dia do Trabalho.

Segundo Dilma, trata-se da “mais decisiva” entre todas as medidas que estão sendo executadas ou em discussão sobre o tema no governo. “O Brasil vai continuar usando instrumentos eficazes para ampliar o emprego, o salário e o poder de compra do trabalhador, mas a partir de agora vai privilegiar como nunca um instrumento que mais amplia o emprego e o salário: a educação”, disse.

* Convite federal...

convite ministros