terça-feira, 28 de maio de 2013

* Prefeitura de Caraúbas já conta com o seu Portal da Transparência.

A prefeitura de Caraúbas, já conta com o seu Portal da Transparência. Essa orientação foi feita para todos os municípios brasileiros.

Os municípios tinham até o último dia 27/05, para se adequar a nova lei da transparência.

Neste sentidos, todos os municípis caraubenses, terão acesso as receitas e despesas da municipalidade local, através do endereço: Portal da Transparência de Caraúbas.

* Sinal de alerta nas finanças...

O Rio Grande do Norte está entre os oito Estados brasileiros que, mantido o atual ritmo de crescimento das despesas com pessoal,  vai ultrapassar, em 2014, o limite de gastos com salários, definido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A constatação está em um estudo  do Ministério da Previdência, divulgado na edição desta semana da revista Veja. O levantamento mostra que o governo do RN vai começar o próximo ano com 49,16% do orçamento destinado à folha de pagamento dos servidores. 

Pela Lei de Responsabilidade Fiscal, o limite máximo para despesas de pessoal é de 49% da receita corrente líquida. Ao ultrapassar esse patamar, um Estado fica sujeito a restrições, entre elas “a proibição de receber verbas federais voluntárias, firmar convênios, ou fazer financiamento para projetos e obras”, destaca a reportagem da Veja. 

* Presidente da Caixa diz que houve imprecisão de informação sobre pagamento antecipado do Bolsa Família.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, negou hoje (27) que erros no sistema da instituição tenham provocado a liberação antecipada do pagamento do Bolsa Família. Segundo ele, o banco não informou antes a antecipação da data de saques devido a uma imprecisão de informações.

No último dia 18, um boato sobre o fim do Bolsa Família provocou uma correria de beneficiários às agências da Caixa para sacar o dinheiro. Na segunda-feira (20), o banco informou que antecipou a liberação do pagamento para evitar tumultos devido aos boatos. No entanto, no último dia 25, a Caixa, em comunicado, disse ter liberado os saques antecipados do programa na véspera do início dos boatos, no dia 17, em função de melhorias no cadastro de informações sociais.

Hoje, Hereda argumentou que a informação equivocada ocorreu em uma situação de crise. “A Caixa não mentiu. Tivemos uma informação equivocada com relação à data em que se abriu o sistema [de pagamento]. Foi uma informação imprecisa da Caixa, mas essa imprecisão só se justifica pelo momento que estávamos vivendo”, declarou Hereda.