domingo, 9 de junho de 2013

* Governo quer abrir 1.678 vagas no sistema penitenciário do RN.

O Governo do Rio Grande do Norte quer abrir 1.678 vagas no sistema penitenciário até o fim de 2014. O plano foi anunciado nesta sexta-feira (7) no auditório da Governadoria pelo titular da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), Júlio César de Queiroz. As novas vagas estão divididas em seis obras, que custarão R$ 38,1 milhões em investimentos, de acordo com informações divulgadas pela assessoria de comunicação da Sejuc.

As duas maiores obras são a construção de uma cadeia pública em Ceará-Mirim e a ampliação do Complexo Penal Estadual Agrícola Doutor Mário Negócio, em Mossoró, na região Oeste potiguar. Cada unidade terá capacidade para 603 presos e custará R$ 16,4 milhões. A Sejuc informa que o projeto já foi aprovado pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

A conclusão das obras é prometida para o fim de 2014. Os dois projetos seguem modelos adotados no Pará. "Estamos trabalhando para que as novas unidades estejam funcionando até o final de 2014. Este é apenas um plano macro. Além disso, as unidades já existentes estão passando por melhorias estruturais", afirmou o secretário de Justiça e Cidadania.
 
Projetos
 
Construção da Cadeia Pública em Ceará-Mirim
Valor da obra: R$ 16,4 milhões
Capacidade: 603 vagas
Execução: Até o fim de 2014
Construção de uma unidade anexa no Complexo Penal Estadual Agrícola Doutor Mário Negócio, em  

Mossoró

Valor da obra: R$ 16,4 milhões
Capacidade: 603 vagas
Execução: Até o fim de 2014

* Inscrição para o Sisu começa amanhã.

As inscrições para o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) começam amanhã. As vagas oferecidas em instituições públicas são para cursos com início no segundo semestre deste ano e somente para cursos presenciais.

Para participar do Sisu, o estudante precisa ter participado do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2012, realizado nos dias 3 e 4 de novembro, e ter obtido nota acima de zero na prova de redação. O prazo termina às 23h59 do dia 14 de junho e devem ser realizadas exclusivamente pelo site do Sisu e sem a cobrança de taxas.

A inscrição no Sisu deverá ser realizada com o número de inscrição e a senha cadastrados no Enem 2012. Se o candidato não lembrar do número de inscrição ou da senha, deverá recuperá-la no site do Enem. Ao finalizar o processo, o estudante poderá imprimir o comprovante de inscrição.

* Paz: Coreias iniciam primeiro encontro oficial em 2 anos.

Coreia do Norte e Coreia do Sul começaram neste domingo (09) no lado sul da fronteira em Panmunjom seu primeiro encontro oficial em dois anos, que tem como objetivo preparar uma reunião em nível ministerial dos países para a próxima quarta-feira (12).

Participam do encontro, que começou às 10h15 (horário local, 22h15 de sábado em Brasília), três representantes de cada país, que acertarão os assuntos da agenda da próxima reunião, informou à Agência Efe o Ministério da Unificação sul-coreano.

A última reunião bilateral entre autoridades dos dois países foi em fevereiro de 2011 e nessa ocasião foi um encontro entre militares.

"Existe a necessidade de construir confiança", disse o chefe de políticas do Ministério da Unificação sul-coreano, acreditando que a partir de agora as duas Coreias possam entrar em uma dinâmica construtiva, após vários meses de tensão elevada e três anos de más relações.
Chefe da delegação norte-coreana, Kim Song-hye (à direita) conversa com o seu homólogo sul-coreano Chun Hae-Sung (à esquerda) durante as negociações em nível de trabalho sobre as Coreias (Foto: Ministério da Unificação sul-coreano/ HO/ AFP) 
Chefe da delegação norte-coreana, Kim Song-hye (à direita), conversa com o seu homólogo sul-coreano, Chun Hae-Sung (à esquerda), durante as negociações sobre as Coreias.

* Henrique Eduardo assume presidência da República e se torna o segundo potiguar a ocupar o cargo.

O deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), presidente da Câmara dos Deputados, tornou-se o segundo potiguar a assumir o cargo de Presidente da República, o primeiro foi Café Filho. Na tarde desse sábado ele assumiu a principal função no país.

Com a viagem oficial da presidente Dilma Rousseff a Portugal e a ida do vice-presidente Michel Temer a Hungria, o deputado federal Henrique Eduardo ficará no cargo de presidente da República em exercício.

* Garibaldi descarta candidatura e afirma que decisão de rompimento só em 2014.

O ministro da Previdência, Garibaldi Filho (PMDB), disse na manhã deste sábado que não tratou sobre uma possível candidatura dele ao governo do Estado com a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), nem com a direção nacional do PT, conforme cogitado por setores da imprensa. Ele admite, entretanto, que a cúpula do PT e o Palácio do Planalto conhecem “essas cogitações” de que, não apoiando a reeleição da governadora Rosalba Ciarlini (DEM), o PMDB poderá lançar candidato próprio à sucessão estadual.

“Isso não procede, não. Da maneira, sobretudo, com foi dito, que ela (Dilma) teria diretamente me abordado sobre a possibilidade de eu ser candidato. Não procede de jeito nenhum”, disse o ministro a este Jornal de Hoje, explicando que o que existe não passa de conversas não oficiais. “O que existe (lá em Brasília) é o que existe aqui (no Estado), que termina chegando lá. São essas cogitações de que o PMDB, não apoiando mais a reeleição de Rosalba, teria a oportunidade de ter um candidato próprio. Tem essas conversas, mas não são conversas oficiais. Não trazem à baila alguma gestão de lideranças credenciadas, como o próprio presidente do PT, Rui Falcão, que também jamais me falou isso. Fica no campo dos boatos e nas conversas informações. – Olhe você é um dos nomes que poderiam ter chance de ganhar a eleição, caso a aliança seja desfeita no próximo ano – Apenas isto”, disse Garibaldi.

Ainda segundo o ministro, além de a aliança do PMDB com Rosalba continuar, agora surgiu um novo apelo, do presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Alves, no sentido de que a decisão do partido sobre 2014 aconteça apenas em janeiro do próximo ano. “Primeiro a aliança (do PMDB com Rosalba) não foi desfeita. Segundo, li ontem no Jornal de Hoje, novo apelo de Henrique para que essa decisão (sobre a posição do PMDB para as eleições do ano que vem) seja protelada até janeiro. O que há é isso. Não tem nada oficial e Dilma não está se ocupando disso (candidatura a governador) nem aqui nem alhures”.

* Rosalba: Adversários estão desocupados, não têm o que fazer.

A governadora Rosalba Ciarlini adota a cautela ao responder sobre o pleito 2014. Não assume a candidatura à reeleição, nega que planeje deixar o Democratas, mas é enfática nas críticas aos que estão “articulando para 2014”. Sem citar nomes, Rosalba Ciarlini afirma que há políticos pensando em projetos pessoais.

“Os adversários estão muito mais preocupados do que nós aqui na base. Acho que é porque eles estão desocupados, não têm o que fazer, não têm ação para mostrar”, comenta. Questionada sobre a quem dirige as declarações, ela evitou falar em nomes, mas foi firme no comentário: “Não estão preocupados, falta espírito público de ajudar, realmente, ao Estado. Tem gente que não possui espírito público, não está pensando grande no Rio Grande do Norte e só pensa nas suas questões pessoais”.

Já quando o assunto é PMDB, Rosalba Ciarlini elogia o partido, demonstra preocupação em estampar afinidade com os peemedebistas e destaca a atuação do ministro da Previdência, Garibaldi Filho, e do presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves.

A governadora afirmou que apenas após a Copa do Mundo de 2014 irá tratar de assuntos que envolvam candidatura a reeleição. No entanto, a preocupação demonstrada nesta entrevista de enaltecer as ações do Governo e as dificuldades enfrentadas no início da administração, sinalizam que Rosalba Ciarlini tende a entrar na disputa para continuar no Executivo (CLIQUE AQUI  e confira a entrevista completa na Tribuna do Norte).

* Rio Grande do Norte poderá contar cinco novos municípios.

Com a aprovação do Projeto de Lei Complementar 416/08, prevê-se que cerca de 150 novas cidades sejam criadas no Brasil. Depois de passar na Câmara, a proposta será votada pelo Senado e estabelece regras para a criação, fusão e desmembramento de municípios.

Segundo levantamento do jornal De Fato, no Rio Grande do Norte, cinco localidades rurais ou distritos estão pleiteando a emancipação. A agrovila Maisa (Mossoró) e os distritos de Soledade (Apodi), São Geraldo (Caraúbas), Diogo Lopes (Macau) e São Bernardo (Luís Gomes) são os que têm as melhores condições de conseguir chegar à condição de município, que ainda será analisado pelo movimento potiguar nesta semana. Algumas outras localidades também chegaram a se mostrar dispostas a participar do processo, mas não têm número de pessoas e estrutura suficientes para o pleito.