segunda-feira, 10 de junho de 2013

* Greve no Detran completa um mês nesta semana.

A greve dos servidores do Detran/RN completa um mês nesta quinta-feira (13) sem que o Governo do Estado tenha apresentado proposta alguma para que a paralisação chegue ao fim. De acordo com o comando de greve, a adesão ao movimento era de cerca de 60%, mas aumentou no último fim de semana em virtude da ação policial empreendida pelo PM, quando vários servidores do Órgão foram agredidos na sede do Detran.

Em decorrência, já no mesmo dia, todos os serviços da sede, da unidade do Via Direta e de Parnamirim foram suspensos assim que os servidores que não haviam aderido a greve souberam da truculência policial. A situação deve permanecer nesta semana, afetando serviços como vistoria e retirada de habilitação. Desde o início da semana passado, os PMs foram convocados pelo Governo do Estado para intimidar os grevistas do Detran. Em média, sete viaturas com cerca de 30 policiais monitoravam permanentemente os funcionários. Segundo informações colhidas também na sexta-feira, o comando da PM pretende destacar mais viaturas para conter o descontentamento dos servidores.

* Câmara pode votar nesta semana novas regras para FPE e minirreforma política.

Projetos de lei como o que altera dispositivos da legislação eleitoral para instituir a pré-campanha por meio da rede social individual do candidato e o que muda as regras de distribuição do Fundo de Participação dos Estados (FPE) são algumas das matérias que deverão ser votadas a partir de amanhã (11) pela Câmara dos Deputados.

No entanto, a primeira matéria a ser votada pelos deputados é a Medida Provisória 609, que desonera itens da cesta básica e trata do subsídio para a redução das contas de luz. O texto a ser votado institui alíquota zero do PIS/Pasep e da Cofins para produtos como a carne, o café, óleo, a manteiga, o açúcar, material escolar e de construção civil, entre outros.

* Nota fiscal deve mostrar a partir de hoje impostos embutidos no preço.

A partir de hoje (10), os estabelecimentos comerciais de todo o país são obrigados a discriminar na nota fiscal ou em local visível os impostos embutidos no preço dos produtos e serviços. De acordo com a Lei 12.741, quando fizer uma compra, o consumidor tem de ser informado sobre o valor aproximado do total dos tributos federais, estaduais e municipais, cuja incidência influi na formação dos preços de venda.

Embora a lei estabeleça para esta segunda-feira a data em que a exigência entra em vigor, muitas empresas alegam que falta ainda a regulamentação e dizem que, por isso, não sabem como adequar seus sistemas informatizados às novas regras.

O presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, Roque Pellizzaro Junior, foi enfático ao dizer que o setor que representa não está preparando para as mudanças. “O Ministério da Justiça tem de regulamentar a lei. Só a partir da regulamentação teremos a noção correta de como as empresas se prepararão para discriminar corretamente os impostos nas notas”, disse Pellizzaro à Agência Brasil.

* Popularidade de Dilma Rousseff cai 8 pontos e fica em 57%, segundo pesquisa.

O índice de aprovação da presidente Dilma Rousseff caiu 8 pontos desde março, segundo pesquisa divulgada no último dia (8) pelo Datafolha. O levantamento aponta que agora 57% da população aprova considera a gestão Dilma como boa ou ótima, 33% como regular e 9% como ruim ou péssima. A nota média foi registrada em 7,1%, três pontos percentuais a menos que o alcançado por Dilma na pesquisa de março. O instituto de pesquisa ouviu 3.758 pessoas em 180 municípios durante os dias 6 e 7 desse mês. A margem de erro é de 2 pontos para mais ou para menos.

A pesquisa, que foi divulgada no jornal Folha de São Paulo, também aponta o aumento do pessimismo em relação a economia do país. O índice de pessoas que acreditam que a economia do Brasil irá piorar nos próximos meses subiu de 10% em março para 19% em junho. A inflação também volta a preocupar os brasileiros, com 51% dos entrevistados achando que ela aumentará. O índice dos que acreditam que o desemprego aumentará também subiu, ficou em 36% e superou o número dos que acreditam que ela diminuirá, que representa hoje um total de 27%.

* Inscrições para o Sisu começam hoje...

Começam hoje (10) e vão até sexta-feira (14) as inscrições para a segunda edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Podem se inscrever os estudantes que tenham participado da edição do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2012 e não tenham zerado a redação. As inscrições devem ser feitas no portal do Sisu.

Pelo Sisu, o estudante concorre a vagas em cursos de graduação em universidades e institutos federais de ensino superior. Nesta edição, serão ofertadas 39.724 vagas em 1.179 cursos de 54 instituições de ensino superior.

Na página do sistema de seleção estão disponíveis as etapas da inscrição para orientar os candidatos. Antes de começar é preciso ter em mãos o número de inscrição e o da senha no Enem 2012. A primeira coisa a fazer é confirmar os dados pessoais – é por eles que o Sisu entra em contato com o candidato.

Em seguida, ele pode escolher até duas opções de curso. Estará disponível um sistema de busca com os detalhes de cada opção. O candidato deve clicar no curso para ver o número de vagas e de modalidades ofertadas. É preciso estar atento também à documentação exigida pelas instituições de ensino no momento da matrícula.