segunda-feira, 5 de agosto de 2013

* Vacina contra aids começará a ser testada em macacos.

Pesquisadores vão testar em macacos uma vacina brasileira contra o vírus HIV, a partir do segundo semestre, informou a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) nesta segunda-feira (5). A previsão é que os experimentos durem 24 meses, e o objetivo é encontrar um método de imunização mais eficaz contra a Aids para ser usado em humanos.

O imunizante contido na vacina foi desenvolvido e patenteado por cientistas da Faculdade de Medicina da USP, e batizado de HIVBr18. O projeto teve início em 2001 e foi desenvolvido por três pesquisadores – Edecio Cunha Neto, Jorge Kalil e Simone Fonseca.

O projeto teve início a partir partir da análise do sistema imunológico de um grupo especial de portadores do HIV, que mantinham o vírus sob controle por mais tempo que o normal e apresentavam demora para adoecer, de acordo com a nota da Agência Fapesp.

A atual etapa do teste pré-clínico, a ser realizada no segundo semestre, vai ser feita em uma colônia de macacos rhesus mantida pelo Instituto Butantan. A vantagem de fazer os testes, de acordo com a Agência Fapesp, é a similaridade entre o sistema imunológico humano e o dos macacos, e o fato de eles serem suscetíveis ao vírus SIV, que deu origem ao HIV.

* Convite Missa!

* Sobre decisão do TRE que manteve cassação, prefeitos declaram “solidariedade” a Claudia Regina.

A prefeita de Mossoró Claudia Regina, que teve a decisão de cassação mantida pelo Tribunal Regional Eleitoral, recebeu a manifestação de gestores do Oeste durante a reunião da Associação dos Municípios do Oeste potiguar, entidade que ela própria preside.

O movimento dos prefeitos oestanos foi puxado pelo gestor da cidade de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato. Logo depois da abertura da reunião ele pediu o microfone e disse que tinha um comunicado a fazer, acordado com os colegas que estavam presentes no encontro de Martins.

“Prefeita Cláudia Regina, conhecemos sua capacidade de luta e dedicação. O belo trabalho que a senhora vem fazendo em Mossoró é inspirador para todos nós, prefeitos. Por isso, para o bem do povo de Mossoró e da nossa região Oeste, queremos manifestar nosso mais irrestrito apoio”, disse Fabrício Torquato.

* Nova Miss RN 2013 será conhecida na quinta-feira.

Kelly Fonseca tem os dias contados para passar a faixa de Miss Rio Grande do Norte. O concurso de beleza mais importante do Estado será realizado na próxima quinta-feira (08), no Vila Hall, Via Costeira. Ao todo, 25 modelos estão prontas para concorrer ao título, que dá direito à participação no Miss Brasil 2013. O concurso terá início às 20h.

Coordenado pelo jornalista George Azevedo, o evento terá uma programação repleta de atividades para as candidatas. As representantes dos municípios chegaram ao hotel Vila Hall ontem (4), onde já ficam hospedadas e realizam atividades de preparação para a disputa. O concurso terá o tradicional desfile de abertura e casual com assinatura da Estrela Viva, além da moda praia da Sol Fashion Brasil e o grande momento da noite, o esperado traje de gala, que esse ano será com vestidos da estilista Elisabeth Marques. A ambientação do espaço será responsabilidade do decorador Dhiego Pereira, da Arte Floral, maquiagem com a equipe Sinval de Sousa e iluminação da Castelo Casado.
Nova Miss RN será conhecida na quinta-feira

* Brasil tem quase 130 mil homicídios não contabilizados em 15 anos.

Pesquisa do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) aponta que quase 130 mil homicídios deixaram de ser contabilizados no Brasil em um período de 15 anos. Segundo Daniel Cerqueira, diretor do Ipea, a grande maioria das mortes violentas registradas com “causas indeterminadas” no banco de dados do Sistema Único de Saúde (Datasus) são, na verdade, homicídios. As informações são do programa Fantástico, da TV Globo.

Os dados foram coletados entre 1996 e 2010. A pesquisa teve início após o pesquisador constatar um número muito elevado de casos com causas indeterminadas de morte. Após cruzamento de dados, constatou-se que 74% dessas mortes havia sido resultado de homicídios – em uma média de 8,6 mil assassinatos não registrados oficialmente por ano no País. Segundo a pesquisa do Ipea, os índices de homicídio do Brasil são 18,6% maiores do que o divulgado oficialmente pelo Datasus.

* Vamos participar!