quinta-feira, 12 de setembro de 2013

* Governador Eduardo deixa confirmação sobre candidatura para 2014.

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, não confirmou e também não desmentiu a notícia publicada em jornais do Rio de Janeiro e de São Paulo de que teria assumido sua candidatura à Presidência da República em uma conversa com o governador do Ceará, Cid Gomes, em um encontro na última segunda-feira, 09, em Recife (PE).

“Nós conversamos sobre todas as possibilidades do quadro político. Temos clareza de que não há como tomar uma decisão neste momento”, afirmou. “Os elementos não estão sendo suficientes para uma tomada de decisão”. O governador reiterou o consenso do PSB, de que a decisão acerca de uma candidatura presidencial própria só deve ser tomada em 2014. “Até lá não tem nenhuma novidade” confirmou.

Segundo Campos, a conversa ocorreu na sua casa, em meio a um jantar e durou cinco horas. Do encontro também participaram o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado José Albuquerque, o senador Rodrigo Rollemberg (DF) e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra. “Analisamos (ele e Cid) o cenário político, pensando alto, colocando dúvidas”.

* Troca Troca: Wilma pode apoiar o PMDB e o PMDB pode apoiar Wilma.

O deputado estadual Gustavo Carvalho declarou hoje em Caicó que não existe por parte do PSB da ex-governadora e vice-prefeita de Natal, Wilma de Faria, nenhuma dificuldade de apoiar uma candidatura ao governo do Estado do PMDB como também acredita em reciprocidade:
Falou que:

“ Não  existe nenhuma dificuldade, como não acredito que nesta mesa o PMDB também possa colocar algum obstáculo para talvez no futuro apoiar a candidatura de Wilma. Eu acho que todos os nomes, o do PMDB, o de Wilma, o de Robinson e o nome do PT estão em cima dessa mesa”.

* MP pede na Justiça afastamento de Poti Júnior do TCE.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte, por intermédio da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público da Comarca de Natal, ajuizou Ação Civil Pública com o objetivo de anular os atos de escolha, nomeação e posse do ex-deputado Poti Júnior no cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN). Para o MP, a nomeação infringe os requisitos legais para a ocupação do cargo, visto que o atual Conselheiro possui vasto histórico de processos judiciais em seu currículo.

Entre as irregularidades observadas na carreira do ex-deputado constam ações de improbidade administrativa, ação penal e inquéritos policiais instaurados para investigar possíveis crimes praticados. Além de processos administrativos instaurados junto ao próprio Tribunal de Contas do Estado (TCE).