domingo, 22 de setembro de 2013

* Prefeitura prepara concurso para 325 vagas em Mossoró.

A prefeita de Mossoró Claudia Regina divulgou nesta sexta- feira, 20, a realização de concurso público para o preenchimento de 325 vagas em diversos cargos nas secretarias de Educação e Desenvolvimento Social. O edital do concurso será publicado na edição da próxima segunda- feira, 23 no Jornal Oficial de Mossoró (JOM). O anúncio foi feito durante entrevista coletiva à imprensa no Palácio da Resistência.

De acordo com a prefeita, a maioria das vagas ofertadas são para assistente social em ambas as secretarias. “Temos um compromisso sério com a melhoria da educação em nosso município, por isso que estamos nos esforçando para melhorar o quadro de professores em nossas escolas” comentou a prefeita.

Para os cargos de professor serão 200 vagas, os salários variam entre R$ 1.537,17 e R$ 2.077,89. As inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet entre os dias 14 de outubro e 4 de novembro. A taxa de inscrição será de R$ 70,00.

Na secretaria de Desenvolvimento Social e Juventude, as oportunidades são para: Assistente Social (40), Psicólogo (19) e Técnico de nível superior (32).

Já para a secretaria de Educação e Desporto as vagas estão abertas para assistente social (04), educador físico (05), interprete de líbras (02), nutricionista (02) e professores de Artes (06), Ciências (09), Educação Física (20), Ensino Religioso (02), Geografia (05), História (03), Inglês (06), Língua Portuguesa (07), Matemática (07) Música (06) e professor de Educação Infantil e dos anos iniciais do ensino fundamental (150).

* Agradecimento da equipe administrativa da cidade de Felipe Guerra.

Governo Municipal de Felipe Guerra

Palácio Raimundo Luciano da Costa Pascoal

                Nota de Agradecimento



O Governo Municipal de Felipe Guerra, por meio da Assessoria de Comunicação Social, agradece a toda imprensa pela cobertura concedida durante toda a programação em comemoração os 50 anos de Emancipação Política de Felipe Guerra, nesta data tão especial para a História da querida terra e que vai tornar-se um evento integrante no Calendário Sócio-Cultural do Município.


Um Evento multicultural, que agora ficou reconhecido e conhecido em todo o país, deve-se também ao fato da imprensa oficial e redes sociais do Estado do Rio Grande do Norte e brasileira tê-lo abraçado de maneira soberana e reconhecedora.



Sabemos que em meio a tantas notícias factuais, nem sempre é fácil encontrar espaço para a difusão de notícias culturais, mas graças ao trabalho de todos vocês a Festa de Comemoração dos 50 anos de Emancipação de Felipe Guerra, conseguiu ter pauta própria nos principais veículos de comunicação de Felipe Guerra, Caraúbas, Apodi e outras cidades do Rio Grande do Norte e do Brasil. Ratificamos mais uma vez o nosso muito obrigado a cada um dos profissionais das TV´s, Rádios, Jornais, Revistas, Sites e Blog´s que manifestaram interesse em cobrir o nosso evento e se credenciaram para tal, dando um verdadeiro show de cobertura.



Como é público e notório, Felipe Guerra é conhecida também como a Cidade de atrações naturais e de povo acolhedor e outros eventos virão que a nossa parceria possa ser ainda mais fortalecida.



Saudações de Reconhecimento,



 Haroldo Ferreira de Morais

Prefeito

Paulo Guilherme

Vice-Prefeito

* TJ Acre: advogados da Telexfree conseguem levar recurso para Brasília.

Finalmente os divulgadores da TelexFREE podem comemorar  uma primeira vitória no âmbito da Justiça acreana. Os advogados da empresa conseguiram admissão do Recurso Especial em Agravo de Instrumento, levando a decisão do recurso que busca a cassação da liminar que bloqueou a empresa para o Superior Tribunal de Justiça, em Brasília. A decisão noticiada  pelo site Acre Alerta foi da desembargadora Maria Cezarinete. “Agora podemos dizer que o STJ irá se manifestar com relação à decisão liminar”, garantiu um operador do direito que acompanha o caso.

Outra boa notícia é referente ao Recurso Ordinário criminal, em habeas corpus, em favor de Carlos Costa, interposto pelo escritório do advogado acreano Roberto Duarte, que também foi admitido pelo Desembargador Samuel Evangelista, determinando a remessa dos autos ao Colendo Superior Tribunal de Justiça. A decisão era muito esperada pelos Divulgadores e demais envolvidos no processo, tendo em vista que todos os 13 recursos interpostos no âmbito da Justiça acreana foram sumariamente indeferidos, sem sequer analisar o mérito da ação.

* Mega-Sena sai para apostas de Mato Grosso do Sul e São Paulo.

O concurso 1.532 da Mega-Sena, realizado neste sábado (21), saiu para uma aposta de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, e duas de São Paulo. Cada bilhete premiado vai receber a quantia de R$ 1.934.416,36.

Veja as dezenas sorteadas: 02 - 11 - 23 - 31 - 42 - 44

Segundo a Caixa, 91 apostas acertaram a Quina e cada uma vai receber R$ 19.455,14. Outras 5.676 apostas acertaram a Quadra e cada uma receberá R$ 445,58.

O próximo sorteio está marcado para quarta-feira (25). A aposta mínima é de R$ 2 e pode ser feita até as 19h dos dias de concurso, em qualquer uma das mais de 12.600 lotéricas do país.

* G1: Garibaldi Alves exonera assessor suspeito de atuar em quadrilha.

A assessoria do Ministério da Previdência Social informou ontem (21) que o ministro Garibaldi Alves Filho determinou a exoneração do assessor Gustavo Alberto Soares Filho, suspeito de envolvimento com duas organizações criminosas acusadas pela Polícia Federal (PF) de lavagem de dinheiro e má gestão de fundos de pensão de servidores municipais. Segundo o ministério, Soares Filho ocupava a função de coordenador da Diretoria do Departamento dos Serviços de Previdência no Serviço Público.

As duas quadrilhas foram desbaratadas na última quinta (19) pela Operação Miquéias, da PF. Na ocasião, 20 pessoas foram presas no Distrito Federal (DF), no Rio de Janeiro e em Goiás. De acordo com a PF, dois dos presos são delegados da Polícia Civil do DF e dois são agentes.

A PF descobriu que a organização aliciava prefeitos e gestores de Regimes Próprios de Previdência Social para que eles aplicassem recursos das respectivas entidades previdenciárias em fundos de investimentos com papéis geridos pela quadrilha.

Os recursos eram aplicados em investimentos sem procedência e eram desviados para a conta dos envolvidos, incluindo prefeitos e gestores, segundo a polícia.