terça-feira, 8 de outubro de 2013

* Mais uma vitória: Justiça nega pedido de cassação contra prefeito de Felipe Guerra.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) rejeitou, por unanimidade, o pedido de cassação contra o prefeito de Felipe Guerra, Haroldo Ferreira. Pesava em seu desfavor a acusação de efetuar gastos de campanha não declarados na prestação de contas. O processo foi relatado juiz Carlo Virgílio.

* Muito merecido: Cláudia Regina ganha na Justiça direito de voltar para Prefeitura de Mossoró.

A prefeita de Mossoró, Cláudia Regina voltará ao comando da Prefeitura após vitória no pleno da Corte Regional Eleitoral.

O presidente classificou como “estranho” o afastamento da prefeita ter ocorrido antes da publicação da sentença. “Foi uma prática ortodoxa. A sentença só existe quando publicada”, destacou.

O desembargador Amílcar lembrou entendimento do Tribunal Regional Eleitoral que mantém o prefeito cassado até o julgamento do recurso pela Corte Regional Eleitoral.
20131008-165148.jpg
Prefeita Cláudia Regina.

* Bancários de todo o país rejeitam contraproposta patronal e mantêm greve.

Bancários de todo o país rejeitaram ontem (07) a contraproposta apresentada sexta-feira (4) pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e decidiram continuar em greve. A proposta da Fenaban, que elevou o reajuste de 6,1% para 7,1%, foi considerada “melhoria irrisória” pelo Comando Nacional dos Bancários, que orientou as federações e sindicatos a rejeitar o ganho salarial de 0,97% – parcela acima da inflação de 6,1% acumulada nos últimos 12 meses.

Os bancários pedem reajuste de 11,93% (aumento real de 5%) e valorização do piso salarial e dos vales refeição e alimentação, entre outros benefícios. No início da noite, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) divulgou nota destacando a participação “massiva” de trabalhadores nas assembleias de ontem, que rejeitaram a proposta da Fenaban. Segundo os bancários, nesta segunda-feira 11.717 agências e centros administrativos de bancos públicos e privados foram paralisados em todo o país. A greve completa 20 dias hoje (08).