domingo, 13 de outubro de 2013

* PMs acusados de extermínio no RN são transferidos para presídio federal.

Onze dos 22 acusados de participação em um suposto grupo de extermínio apontado como responsável por mais de 20 homicídios na Grande Natal, presos durante a operação Hecatombe - deflagrada no início de agosto pela Polícia Federal – estão sendo transferidos para o Presídio Federal de Mossoró, na região Oeste potiguar. Entre eles estão seis policiais militares, dos quais cinco deixaram o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) na manhã deste sábado (12).

A determinação é do juiz federal Walter Nunes, que atendeu pedido formulado pelo Ministério Público. Os outros cinco envolvidos, que continuam presos na capital, também serão levados para Mossoró, mas a transferência só deve acontecer na próxima semana.

* Polícia registra sete mortes violentas no sábado no RN.

O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) registrou sete mortes durante o sábado (12) no Rio Grande do Norte. As mortes aconteceram nas cidades de Natal, Mossoró, Santa Cruz, Janduís, Governador Dix-Sept Rosado e Extremoz. As vítimas foram todas homens, mortos por disparos de arma de fogo e a facadas.

A primeira morte ocorreu no bairro de Mãe Luíza, na zona Leste da capital, onde José Paulino da Silva, de 44 anos, foi morto a facadas na rua Guanabara. O outro homicídio em Natal ocorreu no bairro Igapó, na zona Norte. João Batista Elias Sabino, de 33 anos, foi atingido por tiros e morreu na rua Henrique Dias. De acordo com o oficial de operações do 4º Batalhão da PM, ele não tinha antecedentes na polícia.

Em Extremoz, na Grande Natal, Ivanaldo de Araújo, de 34 anos, morreu após troca de tiros com a Polícia Militar. A vítima e outro homem furaram uma barreira policial e atiraram na guarnição. Após uma perseguição, os policiais cercaram a dupla, que reagiu com tiros e tentou fugir correndo. Ivanaldo foi baleado e não resistiu aos ferimentos. O outro suspeito, de 20 anos, foi preso.

Na cidade de Santa Cruz, na região Agreste, foi morto a tiros Cledenilson Oliveira, de 31 anos. Nos municípios de Mossoró e Governador Dix-Sept Rosado, ambos na região Oeste do estado, foram mortos com disparos de arma de fogo Wanderson de Sousa Ferreira, de 25 anos, e Luciano Franklin de Oliveira, de 23.

A outra morte aconteceu em Janduís, também na região Oeste, onde João Paulo Duarte, de 27 anos, morreu em confronto com a Polícia Militar. Ele é suspeito de participação no rapto de um gerente no posto bancário do Bradesco da cidade de Areia Branca, crime ocorrido na última quinta-feira (10).
Material foi apreendido dentro de um sítio na zona rural de Janduís (RN), onde suspeito morreu em confronto com a PM (Foto: Capitão da PM Inácio Brilhante) 
Material estava em Janduís, onde suspeito morreu
em confronto com a PM
.

* Prazo para partidos enviarem lista atualizada de filiados termina na próxima segunda.

Os partidos políticos devem encaminhar à Justiça Eleitoral as relações atualizadas de filiados até a próxima segunda-feira (14). As informações devem ser enviadas pela internet e serão divulgadas pela Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral (CGE) após o processamento dos dados. Atualmente, 32 partidos estão registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Provimento n° 17/2013 da CGE estabelece o prazo para o envio das listas de filiados. A relação atualizada deve conter a data de filiação e o número dos títulos e das seções eleitorais em que os filiados às legendas estiverem inscritos. Os dados devem ser disponibilizados por meio do sistema Filiaweb, que permite a interação on-line com o Sistema de Filiação Partidária.

De 15 a 20 de outubro o TSE fará a identificação das duplicidades de filiação partidária, isto é, identificará as pessoas que estão ligadas a mais de uma agremiação.

No final de outubro, será feita a divulgação das duplicidades de filiação e a publicação na internet das relações oficiais de filiados. Também será iniciada a contagem do prazo para resposta nos processos de duplicidade de filiação partidária.

* PT e PSB comemoram resultado da pesquisa sobre a disputa presidencial.

A um ano da eleição presidencial de 2014, tanto PT como o PSB comemoraram o resultado da pesquisa Datafolha divulgada neste sábado, no jornal “Folha de S. Paulo”. O discurso no PSB é centrado no crescimento do percentual de votos do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que praticamente dobrou, aparecendo com 15% na simulação da disputa do ano que vem. O levantamento mostrou ainda que a presidente Dilma Rousseff, favorita nas quatro simulações realizads, seria eleita no primeiro turno se a disputa fosse com o socialista e o tucano Aécio Neves.

“Parceria Eduardo-Marina tem uma semana e já traz resultados que surpreendem”, escreveu Eduardo Campos, no Twitter do partido sobre sua virtual candidatura, em referência à parceria selada com a ex-senadora, que se aliou aos socialistas após ter o registro do seu partido, Rede Sustentabilidade, negado.