quarta-feira, 23 de outubro de 2013

* PT do RN define que fará verticalização nacional no pleito de 2014.

Depois da reunião com a direção nacional da legenda, o Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Norte descartou aliança com partidos que sejam defensores de candidaturas diferentes da reeleição da presidente Dilma Rousseff. Na prática, os petistas potiguares farão a verticalização nacional das alianças.

Com a definição durante a reunião do diretório nacional, o diretório estadual do PT recomeçará as conversas com os aliados da legenda no plano nacional. “A nacional (executiva) vai contribuir para construirmos uma chapa majoritária no Rio Grande do Norte”, destacou o presidente estadual do PT, Eraldo Paiva. A declaração sinaliza que os líderes nacionais poderão intervir junto aos aliados para comporem coligação com o PT no Rio Grande do Norte.

* Governo Rosalba bateu os recordes de arrecadação no FPE, ICMS, Royalties, IPVA e Fundeb.

Apesar da grave crise financeira pela qual o Executivo afirma que o RN passa, o Estado tem recordes em, praticamente, todas as principais fontes de receita, como Fundo de Participação dos Estados (FPE), ICMS e Royalties.

Todos os bons resultados, ressalta-se, foram conseguidos no primeiro semestre de 2013, justamente, quando apareceu no Rio Grande do Norte a maior crise financeira dos últimos tempos.

* Conab anuncia nova remessa de milho para o RN.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), através do Diretor de Abastecimento, Marcelo Melo, anunciou o resultado de mais um leilão para a compra de milho que será enviado ao Rio Grande do Norte. O leilão, realizado no último dia 14, vai destinar para Assu 1.000 toneladas. Caico também vai receber 1.000 toneladas de milho para ração animal. O armazém da Conab de Umarizal foi contemplado com outras 1.000 toneladas, bem como o de João Câmara.

Já o município de Lages vai receber 500 toneladas para os produtores e criadores dos municípios da região Central do estado. No total a Conab comprou 5.500 toneladas de milho. Para o mês de novembro serão enviadas outras 8.000 toneladas.