quinta-feira, 24 de outubro de 2013

* Comitiva caraubense entrega homenagem ao empresário Nevaldo Rocha.

Na tarde desta última quarta-feira (23) uma comitiva caraubense encabeçada pelo prefeito Ademar Ferreira (PMDB) realizou uma visita ao empresário caraubense que é destaque mundial na produção e venda de roupas, Nevaldo Rocha. 

Comitiva foi recebida pelo empresário.
 A comitiva ainda contou com a participação de Novinho Praxedes (Presidente da Câmara), Edson Moraes (Vereador), Gilvandro Fernandes (Secretário), Fred Gurgel (Padre) Eni Praxedes, Maria Auxiliador, dentre outros.


Na oportunidade foi entregue a Nevaldo uma moldura contendo sua árvore genealógica como também algumas lembranças da terra das caraubeiras, que o próprio empresário fez questão de retificar o seu amor pela terra mostrando uma folha em seu bolso que estava com fotos do município, em especial a residência onde ele nasceu.
Prefeito Ademar entrega homenagem.
O empresário ressaltou o carinho que tem com a Igreja de São Sebastião em Caraúbas/RN, uma vez que já foi coroinha e também que participou do 22º Grupo de Escoteiro Pedro Maia Filho.


Ademar foi o primeiro prefeito da história de Caraúbas a visitar Nevaldo, e também aproveitou a oportunidade para entregar em mãos o projeto do Parque Tecnológico que está sendo pleiteado pelo município.

Homenagem da Câmara de Vereadores e vinda à Caraúbas

Na ocasião, o presidente da Câmara, Novinho Praxedes realizou a leitura da matéria que foi aprovada pelos parlamentares caraubense onde concede a Nevaldo a Medalha Leandro Bezerra, concebida a caraubenses que se destacam fora de nosso município.
Presidente da Câmara convida Nevaldo para vir há Caraúbas.
A honraria deverá ser entregue durante os festejos alusivos a São Sebastião em Caraúbas, que é tradicionalmente realizado de 10 a 20 de janeiro. Nevaldo se sentiu emocionado ao saber da homenagem e afirmou que estará sim presente na festa do padroeiro em 2014.


Nevaldo Rocha: "No que depender de mim a Igreja de Caraúbas não vai cair"

"No que depender de mim a Igreja de Caraúbas não cai" essas foram as palavras usadas pelo empresário ao perguntar sobre a situação da Igreja ao padre Fred Gurgel e saber que a mesma está com perigo de ceder devido a praga de cupins.
Nevaldo Recebe projeto de reforma da Igreja Matriz.
"Os cupins podem derrubar outra igreja mas a de Caraúbas não, não irei deixar cair a igreja que eu já fui coroinha e ajudei", finalizou. Com a positiva do caraubense a comitiva entregou um projeto ao mesmo que ficou de ver atentamente e ajudar posteriormente.

Grupo Guararapes e Riachuelo

Guararapes é uma destaque mundial.
No final do encontro o empresário levou toda comitiva para realizar um visita a todas as instalações da Guararapes, empresa que é uma das maiores do mundo na produção de roupas que toda sua produção é destinada a Riachuelo.


Todo o grupo gera cerca de 40 mil empregos em todo Brasil, sendo que desses 18 mil são no RN. Além disso a Guararapes no RN produz 150 mil peças de roupa por dia e injetam apenas com salário de funcionários cerca de R$ 10 milhões mensais em nosso estado.

Em todo Brasil, Nevaldo disse que já existem 190 lojas da Riachuelo, mas que esse número irá aumentar para 210 até o final deste ano, o que faz a empresa se consolidar mais ainda como uma gigante da comercialização de roupas em todo mundo.
Caraúbas.net

* Rosalba manda recados para seus adversários e responde críticas de Wilma e Henrique.

Ainda na entrevista da governadora Rosalba Ciarlini à Rádio Cidade 94 FM, ela acabou mandando um recado para seus adversários: a ex-governadora Wilma de Faria (PSB) e também ao presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB).

“Meu Governo não têm escândalos. Operação Hygeia, se contratar bandas... Nada disso. Meu Governo combate a corrupção. Esse Governo tem Portal da Transparência dizendo claramente o que foi gasto”, disse em um tom dirigido a Wilma, que enfrentou essas denuncias no seu último Governo.

Sobre as críticas de Henrique, que o Estado piorou, Rosalba foi mais amena, mas respondeu. “Ele disse que rompeu comigo politicamente. Disse que ajudaria o Estado administrativamente. Eu continuo acreditando que ele vai cumprir. Quero que todos somem forças para os recursos federais chegar ao Estado”, disse. Em outro trecho, Rosalba ainda comentou: “Infelizmente, eu acho que aí agente vai ter que comparar bem direitinho. Eu encontrei um Estado com mais de R$ 800 milhões em dívidas. Aí a gente teve que se virar em dois. Sem contar com as obras paralisadas, muitas. E nós estamos retomando”, afirmou. 

* Prefeitura de Caraúbas realizar companha contra o CALAZAR.

A Secretaria de Saúde está realizando no nosso município uma campanha contra o CALAZAR, onde se espera a colaboração de toda população através do disque denúncia através do telefone:  3337-2796.

Na campanha anterior a meta estipulada pelo Ministério da Saúde foi atingida e é o que se espera nessa nova campanha.  Vale lembrar que o CALAZAR é uma ZOONOSE, ou seja, uma doença que pode passar para o homem.
O CALAZAR CAUSA NOS ANIMAIS:
1 – emagrecimento;
2 – Onicogripose ou unhas grandes;
3 – queda pelo;
4 – feridas que não  cicatrizam;
5 – crescimento do baço e fígado.

“Esperamos até o final do ano que sejam realizados vários exames para a prevenção e erradicação do CALAZAR no município de Caraúbas/RN”, frisou Médico Veterinário, Fernando Júnior.
Agentes de Endemias.

* Câmara aprova texto da renegociação de dívidas dos estados e municípios.

Os deputados federais chegaram ontem (23) a um acordo em torno do texto que trata da renegociação das dívidas dos estados e dos municípios e conseguiram aprovar o texto principal do projeto de lei complementar, apresentado pelo Executivo. O texto muda o índice de correção dos débitos dos estados e municípios com a União.

Pelo texto aprovado, o indexador passará a ser o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mais 4% ao ano ou o limite máximo da taxa Selic. Atualmente, as dívidas são corrigidas pelo IGP-DI somado a 6% a 9% ao ano. Outro ponto adotado no texto vai permitir que estados recalculem as dívidas abatendo a diferença quando o indexador adotado em operações anteriores superou a Selic, que é referência máxima das operações.

* Câmara adia votação do projeto dos agentes de saúde para o dia 5 de novembro.

A votação do projeto de lei que cria o piso salarial nacional para os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias e disciplina as duas atividades foi adiada para o dia 5 de novembro pelo presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). O adiamento deu-se porque na primeira votação de requerimento do PT para adiar a votação, 212 deputados votaram, número insuficiente para qualquer deliberação de plenário.

Para que fosse concluída a votação do requerimento, eram necessários pelo menos os votos de 257 deputados. Com a falta de quórum para deliberação, Henrique Alves encerrou a sessão e convocou outra para o dia 5 de novembro. Alves prometeu aos agentes de saúde que se a matéria não for votada no dia 5 nenhuma outra proposição será colocada em votação até que a Câmara vote o projeto. A oposição protestou contra a obstrução feita basicamente pelo PT, que foi acompanhado por outros partidos da base governista.

* Eita governo ruim: Governo admite dificuldade para pagar décimo terceiro.

A Tribuna do Norte destacou que o Governo do Estado ainda não conseguiu viabilizar os recursos necessários para o pagamento dos 60% do décimo terceiro salário do funcionalismo. O provisionamento do montante não está sendo realizado plenamente e, somado a isso, a gestão de Rosalba Ciarlini (DEM) também encontra dificuldades para pagar a folha do mês de outubro.

Ontem, o secretário do Planejamento e das Finanças (Seplan), Obery Rodrigues, apresentou o balanço orçamentário do segundo quadrimestre do ano na Assembleia Legislativa e mostrou dados que revelaram um crescimento aquém da receita (8,5%) e, em contrapartida, acelerado – da folha (19,3%).
 
Durante a apresentação do relatório financeiro para os deputados estaduais, Obery Rodrigues deixou claro que o provisionamento é um problema a mais. Mas à tarde, ao ser questionado sobre a real situação do recurso, evitou dar detalhes. O provisionamento do décimo terceiro é o valor mensal que o Governo reserva mensalmente com fim de pagar a folha no final do ano.