domingo, 1 de dezembro de 2013

* Caso Rosalba: Defensora-geral acha que “pedido de Impeachment é infundado”.

A defensoria pública do RN está dividida diante de um tema que tem ganhado destaque político nos últimos dias: O Impeachment da governadora Rosalba Ciarlini (DEM). Afinal, enquanto a Associação dos Defensores Públicos do RN quer a saída da gestora, a defensora-geral (ainda não nomeada), Jeanne Karenina vê a denúncia contra a gestora como “infundada”.

“Eu acho que não existe motivo nenhum para que esse pedido de impeachment tenha sido formulado, até porque eu vejo a administração da governadora como algo transparente e sem escândalo. Eu acho que essa denúncia é infundada”, afirmou a defensora-geral Jeanne Karenina, que foi escolhida pela classe para continuar no cargo por um novo mandato, mas ainda precisa que a governadora oficialize a reeleição.

“Teve a eleição da listra tríplice, eu fui a mais votada e, geralmente, a governadora escolhe a mais votada. Estou na expectativa aguardando essa nomeação, até porque em outros momentos ela sempre respeito a escolha dos defensores, mas ela não é obrigada a isso. Estamos aguardando”, explicou Jeanne Karenina.

* Energia no RN sobe acima da média.

Dados divulgados ontem pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) mostram que o custo médio da energia subiu 20,8% no Rio Grande do Norte, para a indústria, quase o dobro da média nacional (de 11,1%) e praticamente anulando a queda aplicada à tarifa em janeiro, quando houve redução de 22,9%. Os números estão disponíveis no novo site sobre custo da energia para a indústria no Brasil, que entrou no ar ontem, pelo endereço www.firjan.org.br/quantocusta.

“A desoneração fiscal do governo federal e o processo de renovação das concessões provocaram queda efetiva no custo da energia elétrica no Brasil, mas os reajustes das distribuidoras e o acionamento das térmicas já absorveram parte da redução”, diz a Firjan.