quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

* Novinho Praxedes reafirma compromisso com o povo caraubense.

Tido como um dos melhores parlamentares da atual legislatura e realizando um ótimo trabalho a frente da casa legislativa, o Edil Novinho Praxedes (PMDB) seguirá empenhado na defesa do povo caraubense, "Continuo muito motivado para luta pelo desenvolvimento da nossa Caraúbas", comentou Novinho.

Sobre a eleição da casa legislativa, o mesmo disse que foi realizado o desejo de todos, já que Édson Moraes deve votação unânime, "Achei que a eleição não deveria ter ocorrido agora, ainda tínhamos muito tempo para discutirmos porém ouvi uma articulação e no fundo respeitamos a  decisão dos colegas que defenderam a antecipação", disse Novinho.

Sobre os votos da oposição no líder do governo, Novinho preferiu não comentar muito, "foi uma decisão deles, na política existe fatos que não devemos se quer comentarmos, o tempo irá dar a respostas", disse Novinho.

Para um bom entendedor meia palavra basta, valeu presidente!
Novinho Praxedes.

* Édson Moraes "Ferreira sai fortalecido da eleição da câmara".

Conversando na noite de ontem (04), com o Edil/Presidente Édson Moraes (PROS), o mesmo comentava que a sua eleição fortaleceu o grupo Ferreira, visto que conseguiu mais uma vez eleger um parlamentar do seu grupo político.

No andar da conversa Édson Moraes, ressaltou que já está buscando meios alavancar a sua passagem a frente do legislativo caraubense.

É aguardar...

* Henrique se compromete a não pautar projeto que muda piso dos professores neste ano.

O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), se reuniu nesta quarta-feira com representantes da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal e da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação que cobraram a manutenção da Lei do Piso Salarial Nacional (11.738/08).

Diante da reivindicação e para evitar conflitos administrativos no início do próximo ano letivo, Henrique Eduardo Alves se comprometeu a não colocar na pauta do Plenário da Câmara qualquer proposta que mude a legislação atual sobre o assunto. O presidente da Câmara, no entanto, cobrou das entidades o compromisso para retomar a discussão no início do próximo ano com o objetivo de “oxigenar os municípios” que têm dificuldades em pagar o piso. Também participaram da reunião a deputada Fátima Bezerra (PT-RN) e os deputados Artur Bruno (PT-CE), Paulão (PT-AL) e Chico Alencar (Psol-RJ).
henrique educação
Representantes durante reunião.

* Senado aprova mudanças para concessão de meia-entrada.

O Senado aprovou ontem (04), em votação simbólica, a proposta que muda as regras para a concessão da meia-entrada. A matéria regulamenta o benefício para entrada em espetáculos artísticos, culturais, esportivos e de entretenimento em todo país. A matéria segue para sanção da presidenta Dilma Rousseff. O texto prevê direito à meia-entrada para estudantes, para pessoas com deficiência, pessoas de baixa renda entre 15 e 29 anos. A proposta prevê que 40% dos ingressos devem ser reservados para meia-entrada. A regra não vale para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Os idosos ficaram fora da limitação de 40% dos ingressos. Após questionamento em plenário na sessão de ontem sobre expressões que poderiam ser interpretadas como prejudiciais aos direitos dos idosos, o relator da matéria, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), acolheu sugestões e retirou o item do texto. Os idosos já têm direito a pagar 50% da entrada inteira em eventos e espetáculos, conforme previsão do Estatuto do Idoso. Com isso, o total de ingressos de um espetáculo vendidos pela metade do preço poderá extrapolar a parcela de 40% para atender a todos os idosos interessados no evento.

Pelo projeto, além da União Nacional dos Estudantes, poderão emitir as carteiras de estudante a Associação Nacional de Pós-Graduandos, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas e as entidades estaduais e municipais filiadas a qualquer das três instituições. A carteira continuará a ter validade por um ano.