sexta-feira, 21 de março de 2014

* Dilma tem 40% em nova pesquisa Ibope.

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (20) atribui 40% das intenções de voto para a presidente Dilma Rousseff se a eleição presidencial fosse hoje. O segundo colocado é o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que aparece com 13%, e o terceiro, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 6%. Pastor Everaldo (PSC) registrou 3% e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL), 1%. Os demais possíveis postulantes – Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) – não pontuaram.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores entre 13 e 17 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TSE) sob o protocolo nº BR-00031/2014 – as normas eleitorais determinam que todas as pesquisas realizadas no ano da eleição sejam registradas no TSE.
cenarios_ibope_1

* Desafio de Rosalba é: Brigar na Justiça para ser candidata ou tentar terminar seu Governo em “paz”.

Mês de abril chegando, e a situação politica da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) se complicando cada vez mais. Aos poucos, vai perdendo os aliados que lhe restam. Sem apoio até do seu próprio partido, o DEM, Rosalba tenta manter uma agenda positiva em seu governo, alimentando o sonho de viabilizar sua candidatura à reeleição.

Viu o quadro de complicar com a recente entrevista do presidente nacional e estadual do DEM, senador José Agripino, quando deixou claro que a tendência é priorizar a eleição dos candidatos proporcionais (deputados) de seu partido, e não a da governadora Rosalba. Eis a questão: Rosalba vai brigar na Justiça para ter a legenda e, exercer um direito que é seu de disputar a reeleição, ou vai recuar e tentar concluir seu governo em paz?

* Prefeitura tenta adotar novas medidas para combater atos de vandalismo.

A pedido do prefeito Ademar Ferreira, o secretário municipal de administração, Professor Marcos Roberto se reuniu com os guardas municipais para tratar sobre a segurança e o combate contra a depredação dos prédios e patrimônios públicos de Caraúbas/RN, tendo em vista os acontecimentos dos últimos dias. A reunião foi realizada na câmara dos vereadores, às 10h desta quarta-feira (19).

Marcos Roberto, falou sobre a importância na circulação em horários estratégicos para a melhor vistoria prédios, apresentou algumas medidas que podem ser tomadas para que seja mais eficiente o trabalho da vigilância municipal. “Sabemos que a violência no nosso estado está se agravando, mas isso é incumbência do estado. No que abrange as obrigações do município, a administração municipal sempre cumpriu plenamente.”, destacou o secretário de administração de município.
 
Nos últimos dias Caraúbas foi alvo de alguns ataques de vandalismo onde a Praça Reinaldo Pimenta, localizada no centro da cidade, foi pichada, além da tentativa de atear fogo em um dos ônibus dos estudantes, que estava em frente à Casa da Cultura “Manoel do Violão”. Meses atrás a frente do prédio da comarcar do Ministério Público também foi pichada.
Outras medidas serão tomadas junto às Polícias Militar e Civil, além de conversas junto ao Ministério Público e Poder Judiciário da cidade, tudo para garantir maior ordem em todo município.
Marcos Roberto conversando com os guardas...
Atos de vandalismo...

* Governo do Estado suspende Operação Carro-Pipa em 23 municípios do RN.

O Governo do Estado, por meio da Defesa Civil, suspendeu a Operação Carro-Pipa em 23 municípios do Rio Grande do Norte. Com o fim dos recursos destinados pelo Governo Federal, cerca de R$ 3,6 milhões, o convênio foi suspenso no último dia 26 de fevereiro. Nem todas as cidades ficaram “descobertas” no abastecimento, mas a decisão pode ter agravado a situação de cidades como Pilões, no Alto Oeste potiguar, que integra a lista da cidades em colapso de abastecimento, segundo a Caern.

De acordo com a coordenação estadual da Defesa Civil, 42 carros-pipa eram responsáveis por fazer o abastecimento nas cidades atendidas que, no início da operação, eram 56. O objetivo inicial do programa era atender emergencialmente os municípios enquanto eles se organizavam para participar da operação carro-pipa do Exército Brasileiro, que já atende a 116 cidades potiguares. Ainda não é possível dizer quantas das 23 cidades ficaram totalmente desprovidas de abastecimento com o fim da operação.