quinta-feira, 17 de abril de 2014

* Intenção de voto em Dilma cai de 40% para 37%, aponta Ibope.

Pesquisa Ibope/Globo divulgada nesta quinta-feira aponta que as intenções de voto na presidente Dilma Rousseff (PT) variaram de 40% em março para 37% neste mês, conforme informa o site “G1″. Apesar da queda, a presidente seria eleita no primeiro turno nos dois cenários da pesquisa: tendo como adversários Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB) ou Aécio Neves e Marina Silva (PSB).

No primeiro cenário, Aécio aparece com 14% e Eduardo Campos com 6%. Em seguida vêm Pastor Everaldo (PSC), com 2%; Denise Abreu (PEN), 1%; e Randolfe Rodrigues (PSOL), 1%. Eymael (PSDC), Levy Fidélix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Eduardo Jorge (PV) não alcançaram 1%. Os que disseram que votarão em branco ou nulo somaram 24% e os quem afirmaram que não sabem em quem votar ou não responderam, 13%.

No segundo cenário, Aécio está em segundo lugar com 14% e Marina Silva em terceiro, com 10%. Os demais são Pastor Everaldo (2%); Denise Abreu, Randolfe Rodrigues e Eduardo Jorge (1% cada); e Eymael, Levy Fidélix e Mauro Iasi (0%). Brancos e nulos são 23% e não sabem/não responderam, 12%. Na segunda-feira, Eduardo Campos e Marina Silva anunciaram a chapa que vão compor para as eleições, tendo Mariana como vice, o que inviabiliza esse cenário. Porém, até 20 dias do primeiro turno da eleição, marcada para 5 de outubro, os partidos podem trocar de candidato.

Quando não foi apresentada uma lista de candidatos, 23% dos entrevistados disseram que votarão em Dilma; 7% em Aécio; 6% em Lula; 4% em Marina; 2% em Eduardo Campos; 1% em José Serra; e 2% em outros candidatos com menos de 1% das intenções de voto. Na pesquisa espontânea, brancos e nulos somam 19% e não sabem/não respondeu, 37%.

Para a pesquisa, foram ouvidas 2.002 pessoas, maiores de 16 anos, em 140 municípios. A coleta de dados foi feita entre quinta-feira passada e segunda desta semana. O levantamento tem nível de confiança de 95% e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o protocolo BR-00078/2014. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou menos.