sexta-feira, 18 de abril de 2014

* Chuvas não recuperam mananciais.

O período chuvoso no semiárido nordestino deve acabar em meados de maio e, até lá, não terá sido suficiente para recuperar satisfatoriamente o nível dos reservatórios potiguares. Esta é uma  previsão da Empresa de Pesquisas Agropecuárias do Rio Grande do Norte (Emparn) para os próximos meses. 

De acordo com o meteorologista do órgão, Gilmar Bristot, a agricultura tem se recuperado com as precipitações do início deste ano, que estão dentro da normalidade. Porém os gestores precisam se preparar para as dificuldades que serão causadas pelo baixo volume do líquido armazenado para o resto do ano.

* Juiz eleitoral recusa pedido de registro de candidatura de Larissa Rosado.

Mais uma candidata teve o pedido de registro negado pela Justiça Eleitoral. A deputada estadual Larissa Rosado, que tentava ser candidata pelo PSB, teve o pedido negado pelo juiz Herval Sampaio. No entanto, o magistrado definiu que se a candidata recorrer da decisão ela terá o direito de continuar fazendo campanha eleitoral enquanto o Tribunal Regional Eleitoral não decidir sobre o recurso.

Larissa Rosado está inelegível por oito anos por decisão do TRE. Esse foi um dos argumentos apontados por Herval Sampaio para negar o registro.

* Brincadeira: Juiz confirma que Claudia Regina será obrigada a pagar gasto da Justiça Eleitoral com a nova eleição.

O juiz Herval Sampaio, da 33ª zona eleitoral, confirmou que os gastos com e eleição suplementar de Mossoró serão pagos pela ex-prefeita Claudia Regina (DEM). O entendimento do magistrado ratifica a resolução do Tribunal Superior Eleitoral, que define o candidato que deu causa a anulação do pleito custeia a nova eleição.

Herval Sampaio explicou que, após o pleito, o Tribunal Regional Eleitoral fará uma decisão administrativa, e encaminha o gasto para a dívida ativa da União. Será a Procuradoria da União que deverá acionar Claudia Regina para ela custear o gasto integral.

* Advogados de Cláudia Regina acusam prefeito de Mossoró de abuso de poder.

Depois da impugnação das candidaturas de Larissa Rosado (PSB) e Cláudia Regina (DEM), os advogados da democrata partiram para o ataque contra o prefeito interino, Silveira Júnior (PSD), que disputa a permanência no cargo. Antes de ser encaminhada para a Justiça, a ação será analisada pelo Ministério Público.

A assessoria jurídica de Cláudia Nesta alega abuso de poder em reunião organizada pela secretária de Desenvolvimento Social Fernanda Kallyne, com os cargos comissionados. A primeira-dama Amélia Ciarlini também participou do encontro onde, segundo uma testemunha que gravou tudo, teria havido suposta coação para esses servidores trabalhassem na campanha de Silveira.

* Justiça dos EUA determina congelamento dos bens da Telexfree.

G1 – A Justiça dos Estados Unidos determinou o congelamento dos bens do grupo Telexfree, acusado pelas autoridades norte-americanas de promover um esquema de pirâmide financeira. O pedido foi feito pela Securities and Exchange Commission (SEC), órgão equivalente à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) brasileira, e determinado pelo Tribunal Distrital de Boston.

Em comunicado divulgado ontem (17), a SEC informou que o congelamento de bens atinge milhões de dólares e foi determinado pela Justiça na quarta (16) para evitar a perda de recursos de investidores. Segundo o órgão, a Telexfree opera um esquema de pirâmide direcionado princuipalmente para imigrantes brasileiros e dominicanos.