quarta-feira, 13 de agosto de 2014

* Coligação de Eduardo Campos tem 10 dias para escolher novo candidato, inclusive Marina.

A coligação do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), que morreu nesta quarta-feira (13) num acidente aéreo, terá 10 dias para escolher um novo candidato para a disputa presidencial. De acordo com a legislação eleitoral, o PSB terá preferência na indicação do novo nome, mas ele poderá abrir mão e integrantes dos demais partidos da coligação (PHS, PRP, PPS, PPL, PSL) também podem assumir a candidatura. O nome escolhido deverá ter o apoio da maioria da aliança.

Apesar de ter se registrado como candidata a vice-presidente, Marina Silva (PSB) pode assumir a campanha presidencial caso esta seja a vontade da coligação. Para a substituição não é necessária a realização de uma nova convenção partidária. A escolha do novo nome pode ser feita em reunião com maioria absoluta das executivas dos partidos que compões a coligação.

ACIDENTE – O candidato do PSB à Presidência, Eduardo Henrique Accioly Campos (PSB), morreu na manhã desta quarta-feira (13) na queda de uma aeronave em Santos, no litoral sul de São Paulo. Campos havia completado 49 anos no último dia 10 de agosto. Ele morre no mesmo dia que o avô Miguel Arraes, que faleceu em 2005. A aeronave partiu do aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá (SP). O acidente aconteceu na rua Vahia de Abreu, no bairro do Boqueirão, região central de Santos.


14225261
Campos.

* Tragédia: Identificação de alguns corpos só será possível com o exame DNA.

O secretário de Segurança de São Paulo, Fernando Grella, disse que será necessária a realização de exame de DNA para a identificação de alguns corpos das vítimas do acidente aéreo que matou o candidato Eduardo Campos e outras seis pessoas na manhã desta quarta-feira (13) em Santos (SP), assim que a Infraero liberar as áreas dentro do local, os peritos do IML começarão a trabalhar.

Há muitos locais com partes de corpos espalhado, é um trabalho delicado. Quando o material for recolhido, será levado a São Paulo“, disse Grella, em entrevista coletiva na Prefeitura de Santos. Segundo o secretário, já foi instaurado inquérito policial para investigar se houve homícidio culposo, mas a investigação começará após o laudo da Aeronáutica.

14225292
Parte dos ocupantes.

* Governo Ademar trará de voltas as cirurgias no Hospital de Caraúbas.

Após passagem de problemas em seu quadro médico, o Hospital Regional de Caraúbas, “Dr. Aguinaldo Pereira”, passa por melhorias que irão complementar suas atividades diárias e atender a população da maneira necessária.

Em parceria com a Prefeitura de Municipal, o hospital dobrará a sua oferta de cirurgias para atender melhor a demanda, deixando disponível à população um serviço com melhor acessibilidade, sem ser necessário se deslocar para outras cidades como vinha acontecendo em alguns casos.

Através da Secretaria Municipal de Saúde, a Prefeitura de Caraúbas fornece os médicos Francisco Fernandes e Bernardo Belamiro, que darão atenção exclusiva para os casos de cirurgias no hospital caraubense. A cidade volta a ter cirurgias gratuitas, nos casos de hérnias, problemas no apêndice, vesícula, histerectomia, partos em cesariana, entre outros, com uma demanda dependente da disponibilidade dos leitos na unidade.

Além da cirurgia, o Dr. Bernardo, um grande conhecido dos pacientes locais, fará todo o acompanhamento anterior e após a cirurgia, para reduzir os riscos durante o ato, além de dá mais segurança ao cidadão que passem pelo procedimento, forma que leva a uma melhor recuperação cirúrgica, também.

O início do serviço de saúde a população será retomado nos próximos dias. O hospital regional em sua contrapartida dará toda a sua estrutura, salas de cirurgias, equipamentos, leitos, medicamentos e outros profissionais que abrangem os procedimentos.
Cirurgias serão retomadas.

* Aí mata: 13º salário em risco para funcionários estaduais.

Segundo analistas da cena econômica, o governo do estado poderá ser obrigado a contrair novo empréstimo até o final do ano, a fim de evitar atraso na folha de pagamento do funcionalismo. Caso contrário, a remuneração de dezembro e a última parcela do 13º salário estariam em risco.

* Nota de Pesar...

O Prefeito Ademar Ferreira, em nome de toda a equipe da Prefeitura Municipal de Caraúbas, solidariza-se com amigos, parentes e comunidade em geral pelo falecimento do Sr. Francisco Pereira das Chagas. “Chico Cachoeira”, como era mais conhecido, tinha 42 anos de idade, e se dedicava a segurança do município, fazia parte da guarda municipal.

Ao manifestar pesar pela morte de “Chico Cachoeira”, o Prefeito Ademar presta suas condolências especialmente aos seus familiares pela perda inestimável, elevando ao mesmo tempo uma prece em homenagem a este servidor que marcou sua trajetória pela entrega à causa da segurança pública.

Caraúbas, 13 de junho de 2014.

* TV Globo adia entrevistas de Dilma e Pastor Everaldo para próxima semana.

Com a morte do presidenciável e ex-governador Eduardo Campos (PSB) nesta quarta-feira (13), o Jornal Nacional , da TV Globo, adiou para a próxima semana a continuidade das entrevistas com os candidatos ao Palácio do Planalto. A presidente Dilma Rousseff seria entrevistada na noite desta quarta e o candidato Pastor Everaldo (PSC) seria o convidado de quinta-feira (14). Em nota, a Globo informou que a participação dos presidenciáveis “foram adiadas para a próxima semana, nesta mesma ordem, ainda sem data marcada”.

* Representantes dos agentes de saúde se reúnem com a prefeitura para tratarem sobre o piso salarial.

Na manhã desta terça-feira (12), os representantes da categoria dos agentes municipais de saúde se reuniram com a administração municipal no intuito de discutirem a questão do piso salarial nacional da categoria. O piso dos agente de saúde entrou em vigor no mês de junho, e gestão municipal e a categoria vêm dialogando para entrarem em um consenso de quando iniciar o pagamento devido aos servidores.

Representando a categoria, estiveram presentes o vice-presidente do SINDAS (Sindicato dos Agentes de Saúde), Canindé Quirino, acompanhado de Sérgio Verton e Carlos Alexandre, diretor socioeconômico e o diretor de eventos, respectivamente, além da comissão representada pelos próprios agentes da cidade. Já a frente da prefeitura municipal, o Secretário de Saúde, Fabrício Tavares, o Procurador do Município, Marcelo Fernandes, e o atual contador, André Viana.

A categoria reforçou o pedido do reajuste, tendo em vista seus direitos dentro da lei, dando a proposta de ser iniciado seu pagamento a partir do mês de setembro deste ano. Já a administração municipal solicitou um prazo para analise legal e financeiro, com isso adotar a medida sem grandes problemas, remarcando um novo encontro com a comissão para o próximo dia 26 de agosto.

Segundo André Viana, é necessário fazer um estudo no orçamento financeiro municipal, avaliando os custos com a folha de pagamento do órgão gestor, com muita atenção na Lei de Responsabilidade Fiscal, que proíbe o poder executivo de ultrapassar os 54% do montante repassado pelo FPM (Fundo de Participação do Município). Destacou que o município têm muitos servidores em toda a esfera administrativa, e os aumentos salariais sempre são complicados diante das constates quedas do repasse federal.

Falando sobre benefícios salariais, o secretário Fabrício Tavares destacou a recente aprovação da gratificação feita através do PMAQ - Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica, onde os servidores da saúde receberam em data retroativa valores referentes a sua produtividade mensal. O repasse também é investido em estruturação das equipes de saúde, porém, Por decisão da administração municipal, o repasse terá grande parcela destinada para os servidores, uma forma de reconhecer e estimular a produtividade de seus funcionários que diariamente se esforçam para atender o restante da população.

“Nossa vontade é de iniciar o pagamento devido à categoria dos agentes o quanto antes, porém temos que avaliar as questões legais e nosso planejamento financeiro deste ano”, destacou o Prefeito de Caraúbas, Ademar Ferreira, que esteve ausente devido outro compromisso na zona rural da cidade.
Membros da municipalidade.
Agentes de Saúde.

* A morte de Eduardo Campos muda o rumo da corrida presidencial.

Ainda não é possível fazer uma previsão sobre os desdobramentos da morte de Eduardo Campos na corrida presidencial. Mas, com segurança, podemos afirmar que a tragédia causará uma reviravolta na disputa pelo Palácio do Planalto.

Os adversários diretos de Campos – Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) – interromperam suas respectivas campanhas. A perplexidade também tomou conta tanto de petistas e tucanos, que reconhecem que a morte do presidenciável socialista pode causar um reflexo imprevisível na eleição.

E apesar de Marina Silva ser apontada internamente como o nome natural para assumir a candidatura presidencial, o PSB vai respeitar o luto para só depois iniciar um debate interno sobre o assunto.

Em terceiro lugar nas pesquisas, Eduardo Campos e Marina Silva apostavam no discurso da nova política para quebrar a polarização da disputa presidencial entre PT e PSDB.

Mas a morte precoce de uma liderança política emergente já causa um sentimento de consternação coletiva no país. Por isso mesmo, ainda é cedo para saber como o principal ator político dessa campanha vai reagir: o eleitor.

Será preciso aguardar esse momento de luto para decantar um pouco mais o cenário político. E só então avaliar como o eleitorado vai se posicionar depois dessa tragédia. Mas uma coisa é certa: a morte inesperada de Eduardo Campos muda o rumo da sucessão presidencial.

* Governadora decreta luto de três dias pelo falecimento de Eduardo Campos.

Em virtude do falecimento do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, ocorrido na manhã desta quarta-feira (13), a governadora Rosalba Ciarlini, em sinal de pesar, decretou luto oficial de três dias em todo o estado. A chefe do Executivo potiguar lamentou profundamente a trágica e inesperada perda do ex-governador pernambucano. O decreto será publicado na edição desta quinta-feira (14) do Diário Oficial do Estado.
campos rosalba
Campos e Rosalba.

* Campos morre num 13 de agosto, mesmo dia do falecimento do avô Arraes.

Eduardo Campos, candidato a Presidência da República pelo PSB, estava no avião que caiu, na manhã desta quarta-feira em Santos. Segundo relatos do Deputado Federal Julio Delgado (PSB-MG), ele recebeu uma ligação de Marcio França, presidente do PSB de São Paulo, que esperava a chegada de Campos. Segundo relatos de França, todos que estavam na aeronave morreram.

Coincidentemente  o  avô  Eduardo Campos, Miguel Arraes, morreu também num dia 13 de agosto, em 2005. Campos foi governador de Pernambuco e tinha Marina Silva como vice em sua chapa presidencial.
Bu7toT0IIAAzC-y
Miguel Arraes e Campos.