sábado, 10 de janeiro de 2015

* Nota de esclarecimento da CDL de Caraúbas.

Prezado Associado,

O Serviço de Proteção ao Crédito SPC é o maior banco de dados da América Latina, e tem como objetivo dar maior segurança e diminuir os riscos das operações de crédito e recebimento de cheques com informações LOCAL, ESTADUAL e NACIONAL. Contamos com o banco de dados SPC, SERASA, CARTÓRIO, CHEQUE, DADOS CADASTRAIS.
 
O SPC é um serviço exclusivo das CDL’s - Câmara de Dirigentes Lojistas. As CDL’s através de seu banco de dados nacionais movimentam cerca de 20 milhões de informações de concessão de crédito ao mês, possuindo um universo de 40 milhões de registro ativos, o que permite a qualquer empresa ter um substancial de informação no momento da aprovação de crédito.
 
Recentemente chegou ao nosso conhecimento que existem Empresa Vendendo consulta SERASA, mesmo produto dizendo que as consultas do SPC BRASIL não tem SERASA, oferecendo informações errôneas a respeito da abrangência do nosso banco de dados (SPC BRASIL) com o intuito de ganhar vantagem no momento de fechar negócios. Por este motivo cabe a nós alertar nossos associados e empresários em geral para que tomem cuidado com esse tipo de investida.

* VÍDEO mostra terrorista sendo morto durante ação policial em Paris; veja aqui.

Um vídeo divulgado hoje pela emissora France 2 mostra Amedy Coulibaly, o sequestrador que fez 20 reféns em supermercado judeu em Paris, sendo morto durante ação policial.

Quatro reféns também morreram, executados pelo jihadista, segundo testemunhas.

Após a porta do estabelecimento se levantar, os policiais dão vários tiros em direção ao seu interior. Um agente chega a entrar.

Momentos depois, logo após uma explosão, é possível ver Coulibaly correndo para fora do supermercado e, em seguida, sendo atingido por diversos tiros.

Na sequência, mais policiais entram e começam a retirar os reféns.

Também é possível ver um dos agentes sendo carregado, aparentemente com ferimentos leves.

Veja o vídeo aqui

* Prefeitos querem ajuda da União para complementar piso dos professores.

As prefeituras do Rio Grande do Norte vão tentar buscar junto ao Governo Federal a complementação dos recursos necessários para poder pagar o piso nacional dos professores, reajustado em 13%, passando de R$ 1.697 para R$ 1.918. Segundo o presidente da Federação dos Municípios do RN (Femurn), Benes Leocádio, a Lei Nacional do Piso, de 16 de julho de 2008, prevê que quando um ente não conseguir cumprir com essa obrigação, a União é obrigada a fazer a complementação.

* Em apenas 9 dias, Rio Grande do Norte tem 41 homicídios e supera média de 2014.

Números divulgados pelo Conselho Estadual de Direitos Humanos (CEDH), neste sábado, mostram que nem mesmo os planos de urgência adotados pelo governador Robinson Faria estão conseguindo diminuir a violência no Rio Grande do Norte. Contando os nove primeiros dias de 2015, 41 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) foram registrados no Estado.

Fazendo uma comparação com 2014 a quantidade assusta ainda mais. Em janeiro do ano passado, foram 137 CVLIs, uma média de 4,4 por dia e durante todo o ano a média foi de 4,19. Já em 2015 a média diária é de 4,5. O último caso aconteceu na cidade de Antônio Martins, nessa sexta. A vítima, Irandir Calixto de Mesquita, 35 anos, foi encontrado dentro de uma casa que ele estava construindo, localizada no Alto da Ema. A polícia foi acionada pela mãe de Irandir, que o encontrou caído no local. Peritos do ITEP que atenderam a ocorrência constataram que Irandir foi atingido por um disparo de arma de fogo na cabeça.

Também na sexta, um adolescente identificado apenas pelo nome de Ravely, foi encontrado morto na estrada que dá acesso ao açude de Vinícius, em Bom Jesus-RN. Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, o corpo estava com marcas de tiros na cabeça e a suspeita é que o jovem tenha sido levado na noite anterior para ser executado no local.

Um total de 22 cidades já registraram CVLIs em 2015 no RN, são elas: Natal (16), São Gonçalo do Amarante (3), Macaíba (2), Mossoró (2), Bom Jesus (2), Ceará-Mirim(2), Venha Ver (1), Poço Branco (1), Jaçanã (1), Parnamirim (1), Olha d’Água do Borges (1), São José do Mipibú (1), São Paulo do Potengi (1), Serra de São bento (1), São Miguel do Gostoso (1), Nísia Floresta (1), Currais Novos (1), Assú (1) e Antônio Martins (1). Segundo o CEDH, até a manhã deste sábado, o local onde um dos homicídios aconteceu não tinha sido divulgado.

* Programa sem leite!

O Programa do Leite pede socorro, já que pode ter situação ainda mais agravada nos próximos meses.

Se é que o quadro pode ficar pior.

O governador Robinson Faria (PSD) promete fazer uma auditoria para saber se ele atende plenamente aos seus propósitos econômico-sanitários.

A gestão Rosalba Ciarlini (DEM) deixou duas quinzenas em aberto.

* Gestão de Rosalba Ciarlini deixou débito de R$ 13 milhões em diárias.

A gestão Rosalba Ciarlini deixou um débito no final de 2014, exclusivamente em diárias, o valor de R$ 13 milhões. As secretarias de Saúde e Educação deixaram de pagar, respectivamente, R$ 1,871 milhão e R$ 1,789 milhão. O Detran ficou em terceiro: R$ 1,143 milhão.

* Benes Leocádio e Jaime Calado registram chapa que disputará reeleição na FEMURN.

O presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, prefeito Benes Leocádio, registrou no final da manhã deste sábado, 10, a chapa com que concorrerá à eleição da diretoria da entidade, marcada para a próxima quinta-feira, dia 15. O registro da chapa foi conferido pelo advogado Thiago Marreiros, contratado pelo prefeito Francisco José Silveira Júnior, prefeito de Mossoró, e que registrou ontem (9) a chapa com que disputará a eleição.

A chapa encabeçada por Benes Leocádio tem representantes de todas as regiões do Estado e inclui o prefeito Jackson Bezerra, de Afonso Bezerra, que desistiu de lançar candidatura própria e anunciou apoio à candidatura do atual presidente. Atualmente integrante do Conselho Fiscal, Jackson Bezerra, considerado um das referências do movimento municipalista, será candidato a segundo vice-presidente da entidade.

Outro destaque da chapa é a presença do prefeito de Pedro Avelino, Sérgio “Cadó” Teodoro, que desistiu de concorrer pela chapa de oposição e será candidato a segundo secretário. “A minha decisão de mudar foi fruto de uma reflexão e do reconhecimento da capacidade de gestão, do compromisso e da dedicação que o colega prefeito Benes Leocádio tem demonstrado ao liderar o movimento municipalista no Rio Grande do Norte, com grande repercussão regional e nacional”, afirmou o prefeito de Pedro Avelino.

Veja a composição da chapa 1 que disputará a eleição da futura diretoria da Femurn
Presidente – Benes Leocádio (Lajes)
1º Vice-presidente – Jaime Calado (São Gonçalo do Amarante)
2º Vice-presidente – Jackson Bezerra (Afonso Bezerra)
3º Vice-presidente – Bernadete Rego (Riacho da Cruz)
4º Vice-presidente – Esdras Farias (Jaçanã)
5º Vice-presidente – Nivaldo Melo (Baía Formosa)
1º Secretário – Adriano “Dril” Gomes de Oliveira (Santana do Seridó)
2º Secretário – Sérgio “Cadó” Teodoro (Pedro Avelino)
1º Tesoureiro – Ivanaldo Fernandes (Bento Fernandes)
2º Tesoureiro – Suely Fonseca (Jardim de Angicos)

Conselho Fiscal (titulares):
 
Kerginaldo Medeiros de Araújo (Senador Elói de Souza)
Laerte Paiva (Rio do Fogo)
Francisco das Chagas de Oliveira (Pilões)
Conselho Fiscal (suplentes):
Erivanaldo Aquino Dantas – “Nena Dantas” – (Cruzeta)
Ivan Padilha – (Pendências)
Daniel Pereira (Fernando Pedroza)
benesjaime
Chapa de Benes.

* Quem diria:“Para pagar o piso dos professores temos que reduzir o limite prudencial”, disse prefeito de Apodi.

O prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro (PCdoB), anunciou hoje (10) que, para pagar o piso nacional dos professores, tem que reduzir o limite prudencial. O município tem hoje quase mil funcionários efetivos.

“A folha de pagamento com funcionalismo público continua alta, temos que reduzir a folha e arrecadar mais com impostos como IPTU, ISS, entre outros”, destacou Flaviano. “O código tributário de Apodi está defasado e já pedi para secretaria de finanças fazer os ajustes necessários para melhorar nossa arrecadação”, continuou.
flavianoapodi
No passado tudo podia. não é prefeito?