domingo, 1 de fevereiro de 2015

* Presidente da Assembleia encerra sessão e convoca a eleição para amanhã.

A eleição para a Presidência da Assembleia Legislativa ocorrerá amanhã (02), pela manhã. A decisão foi do ainda presidente do Legislativo, deputado Ricardo Motta (PROS), informada aos demais parlamentares logo após a posse dos deputados.

Ainda não há a confirmação sobre quais os motivos para o adiamento da eleição, que costumeiramente ocorre logo após a posse dos deputados. Até o início da sessão, a expectativa era que a eleição para a Presidência da Assembleia ocorresse ainda nesta noite. Porém, Ricardo Motta surpreendeu boa parte dos parlamentares.

* Para Tiririca, circo é mais organizado do que a Câmara.

Em seu segundo mandato como deputado federal, Tiririca (PR-SP), avalia que circo é mais organizado que a Câmara dos Deputado. Mais experiente na política, Tiririca espera ver desta vez seus projetos aprovados e disse que "ficou meio maluco" quando chegou no Congresso.

"Nos três primeiros meses foi difícil, você vem de outra escola, chega aqui e assusta. Você vem de um negócio hiper organizado. O circo é coisa organizadinha, tem hora para entrar e para sair. Aí chega aqui, o cara está discursando e neguinho não está nem aí. Até você entender que é assim", comentou.

O deputado prometeu fazer seu primeiro discurso no plenário neste mandato e avaliou como "sensacional" seus primeiros quatro anos na Câmara. Ele lembrou que não teve nenhuma falta na última legislatura e que apesar do "massacre", respondeu aos críticos trabalhando.

* Renan Calheiros é reeleito para a Presidência do Senado.

O senador alagoano Renan Calheiros (PMDB) foi reeleito presidente do Senado e do Congresso Nacional mais uma vez. No fim da tarde de hoje, em disputa contra o companheiro de partido Luiz Henrique (PMDB/SC), Calheiros conseguiu 49 votos, contra 31 de Luiz Henrique e um voto nulo.

* Chinaglia, Alencar, Cunha e Delgado registram candidaturas à presidência.

Os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), Chico Alencar (Psol-RJ), Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e Júlio Delgado (PSB-MG) formalizaram, nesta tarde, suas candidaturas à presidência da Câmara. Os registros foram feitos juntos à Secretaria Geral da Mesa. A sessão para eleição do novo presidente da Casa será realizada a partir das 18 horas (horário de Brasília).

* Prefeitura de Caraúbas instala quebra-molas em ruas da cidade.

A Prefeitura Municipal de Caraúbas através da Secretaria de obras está atendendo reivindicação da população de alguns bairros da cidade fazendo a colocação de quebra-molas em algumas ruas da cidade. O objetivo principal é fazer com que os veículos diminuam a velocidade proporcionando maior segurança aos pedestres e crianças que estudam na escola, Estadual Professor Lourenço Gurgel.

O prefeito Ademar Ferreira explicou a importância desses quebra-molas próximo à uma escola cujo o intuito é dar segurança na saída e entrada das crianças, haja visto o fluxo de veículos ser constante além dos carros passarem em alta velocidade.

Para melhor segurança dos motoristas, o quebra-molas serão devidamente sinalizado, pois a intenção não é trazer transtornos e sim auxiliar tanto motoristas
quanto pedestres.

O projeto de segurança no trânsito vem inicialmente atendendo as ruas Valdenice Gurgel, Monsenhor Raimundo Gurgel do Amaral, Benjamin Constant e Amâncio Guerra. Posteriormente outras ruas também receberam quebra-molas para assim garantir mais segurança a todos, afirmou o secretário Wagner Batista.
Homens em ação.

* A nova Assembleia Legislativa.

Hoje (1º), os 24 deputados eleitos no dia 5 de outubro de 2014 tomam posse para a 61ª legislatura. A Sessão Preparatória está marcada para as 16h, no Palácio José Augusto, sede da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Na mesma data os parlamentares elegem a nova Mesa Diretora para o biênio 2015-2016.

Dos 24 eleitos, quinze foram reconduzidos para mais quatro anos de mandato:

Agnelo Alves (PDT), Ezequiel Ferreira (PMDB), Fernando Mineiro (PT), George Soares (PR), Getúlio Rêgo (DEM), Gustavo Carvalho (PROS), Gustavo Fernandes (PMDB), Hermano Morais (PMDB), José Dias (PSD), Kelps Lima (PS), Márcia Maia (PSB), Nelter Queiroz (PMDB), Raimundo Fernandes (PROS), Ricardo Motta (PROS) e Tomba Farias (PSB).

Os nove deputados novatos são: Albert Dickson (PROS), Álvaro Dias (PMDB), Carlos Augusto Maia (PT do B), Cristiane Dantas (PC do B), Dison Lisboa (PSD), Galeno Torquato (PSD), Jacó Jácome (PMN), José Adécio (DEM) e Souza (PHS).
deputadosestaduais

* Zé Dias: não existe racha com Robinson e Ricardo foi correto com o governador.

O deputado estadual José Dias (PSD), o nome mais cotado para ser o líder da bancada governista na Assembleia Legislativa, negou que a disputa para presidente da Casa esteja provocando um racha entre ele e o governador Robinson Faria (PSD). O parlamentar confirmou que votará em Ricardo Motta para a presidência.

“Não existe insatisfação ou qualquer desentendimento. O meu compromisso de apoiar Ricardo não passou por interesse meu, zero de interesse pessoal”, destacou o deputado.

Ele disse que o apoio dele a Ricardo Motta, desde o início, foi de conhecimento do governador Robinson faria. “Todas as matérias (da convocação extraordinária de janeiro) foram aprovadas porque eram de interesse do Rio Grande do Norte. Em nenhum outro governo conseguimos isso”, afirmou José Dias, fazendo referência também ao projeto de aprovação do empréstimo de R$ 850 milhões, votado no final do ano passado.

O parlamentar do PSD ressaltou o empenho do deputado Ricardo Motta. “Eram matérias polêmicas. A unificação dos fundos previdenciários eu votei com meu coração sangrando, mas era preciso porque se não o Estado ficaria ingovernável e não teria como pagar a folha de dezembro e janeiro ficaria em aberto”, observou.

* Renan visita Aécio e se diz “preocupado com o Brasil”

“Todos nós temos preocupação com o Brasil, com o que acontecerá daqui pra frente”. Com essa frase, o presidente do Senado, Renan Calheiros, encerrou entrevista concedida neste sábado a jornalistas que buscavam detalhes sobre um encontro que ele tivera pouco antes com o senador Aécio Neves (PMDB-MG).

Quando indagado se pediu o voto de Aécio Neves para se reeleger neste domingo (1º), em disputa com Luiz Henrique (PMDB-SC), disse apenas que é preciso manter uma “convivência de alto nível”.

“Eu vim conversar com o Aécio, fazer uma visita, dizer da necessidade de mantermos essa convivência de alto nível, pensando no país. A disputa é natural, é democrática e vai continuar acontecendo, no Parlamento sobretudo”, disse Calheiros.