domingo, 29 de março de 2015

* Filho de caraubense é destaque na na revista Nova Escola.

Em Macau, a 165 quilômetros de Natal, para ir ao circo não se paga ingresso. O picadeiro é a rua e a plateia é convidada a seguir o cortejo, atraída pela música: “Mais uma vez os palhaços estão pra rua / Essa alegria diz que a vida continua / Nossa risada é rá rá rá rá / O nosso choro é buá buá / O nosso abraço é cá cá cá cá / Venha com a gente brincar”. Os palhaços que cantam e dançam pela cidade são alunos do 9º ano da EE Professora Maria Lourdes Bezerra. Com as aulas de Arte de Emanuel Alves Leite, eles encontraram no mundo circense uma forma de expressão.

“O circo reúne as artes do corpo, performáticas e visuais, por isso é importante trabalhá-lo”, diz Ana Mae Barbosa, especialista em Arte Educação e docente aposentada da Universidade de São Paulo (USP). Para dar início à sequência didática, os estudantes responderam a um questionário sobre que representações artísticas havia no município, quais já tinham visto e o que gostariam de aprender. Eles quiseram saber sobre o circo, bastante presente na localidade – grupos populares costumam montar tendas perto da escola. Diante disso, Leite fez uma revelação: “Sou professor e também o palhaço Lombriga”. Em seguida, anunciou que eles estudariam o tema.

As primeiras aulas foram dedicadas à contextualização histórica do circo. Para isso, o educador criou um material de consulta sobre o assunto para a garotada, já que não havia algo do tipo na escola. Ele pesquisou imagens e informações em diversas fontes, como no livro Palhaços, de Mário Fernando Bolognesi (296 págs., Ed. Unesp, tel. 11/3107-2623, 44 reais) e organizou tudo em uma apostila, distribuída em classe.
novaescola
Emanuel é filho de Chico Antônio.

* Aí mata: Padre tira foto nu e é afastado do sacerdócio.

Os moradores da pequena cidade de Miracema, no Noroeste Fluminense, foram surpeendidos nesta semana, quando fotos do antigo padre da cidade vazaram através do WhatsApp, aplicativo de troca de mensagens pela internet. O que chocou a população foi o fato do sacerdote, de cerca de 40 anos, estar posando nu nas “selfies”. De acordo com o Bispado da Diocese de Campos dos Goytacazes, as fotos teriam sido divulgadas por uma mulher que se relacionava com o padre pelas redes sociais.

O Bispado informou, na tarde deste sábado (28), o afastamento do padre. Ainda de acordo com o Bispado, o padre disse que chegou a manter relação com uma mulher e declarou que o contato aconteceu de três a cinco vezes, apenas, através de redes sociais. Segundo o depoimento do padre aos seus superiores, o vazamento da foto teria sido uma armadilha para manchar sua imagem.

Os fatos ainda estão sendo apurados pela Diocese mas a suspensão do serviço do padre é certa. “Estamos investigando a gravidade do assunto, mas apenas o ato dele ter tirado a foto já é matéria contra o mandamento da Igreja Católica, constitui crime e exige punição”, esclareceu o Bispado em entrevista ao G1, mencionando que a mulher não se manifestou e as provas são, até o momento, a foto que circula nas redes sociais, além do depoimento do padre.
padrenu
Aí mata.

* Rio Grande do Norte ganha nono dígito a partir de maio.

A partir de 31 de maio deste ano os estados de Pernambuco, Alagoas, Ceará, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte deverão acrescentar o dígito 9 para fazer chamadas para celulares. A mudança começou em 2012 e já é realidade em São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pará, Amazonas, Maranhão, Amapá, e Roraima. O objetivo é aumentar a disponibilidade e padronizar os números da telefonia móvel no país.

Dessa forma, os telefones passam a ter o seguinte formato “9XXXX-XXXX”. A mudança vale tanto para envio de SMS, como para ligações. Os telefones fixos continuarão com 8 dígitos. Por um período de 40 dias as chamadas sem o número 9 serão completadas. Durante esse tempo de adaptação, ocorrerão interceptações e os usuários receberão mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem.

* Decisão do TSE faz Cláudia Regina voltar para o jogo político.

A notícia mais comentada da semana nas ruas e nas redes sociais foi a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de juntar os 12 processos de cassação da prefeita Cláudia Regina (DEM) para julgar em uma só sessão. Os leigos, movidos pela passionalidade comum ao ambiente político-eleitoral, estabeleceram a discussão se Cláudia volta, ou não, para o cargo de prefeita de Mossoró.

A coluna postou algumas notas sobre o assunto, como forma de esclarecer melhor àqueles que não entenderam bem a decisão dos ministros do TSE. Mas, as dúvidas e o desencontro de opinião permaneceram. Então, vamos tentar tirar as dúvidas, colocando os pontos em seus devidos lugares.

1 – Não houve conexão dos processos. O presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, até sugeriu, porém não foi aprovado pela Corte.

2 – Foi estabelecido que todos os processos que versam sobre a cassação de mandato de Cláudia Regina nas instâncias de primeiro (33.ª Zona Eleitoral) e segundo graus (Tribunal Regional Eleitoral-TRE-RN) serão julgados na mesma sessão, com pauta prevista para o mês de abril, provavelmente na primeira quinzena.

3 – A decisão de julgar os processos numa só sessão tem o mesmo efeito da conexão, uma vez que a defesa oral a ser feita pelos advogados de Cláudia tem a chance de argumentar para o fato de os processos terem o mesmo conteúdo, convencendo assim de que a decisão (condenação ou absolvição) sobre um processo pode ser aplicada em todos os outros.

4 – Ao aceitar juntar os 12 processos numa só pauta, a Corte Eleitoral entendeu que a situação eleitoral-jurídica de Cláudia Regina não pode ser fatiada em sessões, dada a quantidade de processos de cassação.
Por César Santos

* STF vai investigar Agripino pelo crime de corrupção passiva.

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de inquérito para investigar se o senador José Agripino Maia (RN), presidente do DEM, cometeu crime de corrupção passiva. A decisão foi tomada após pedido da Procuradoria Geral da República e o inquérito tramita em segredo de Justiça.

Em acordo de delação premiada, o empresário George Olímpio afirmou que pagou R$ 1 milhão ao senador para tentar implantar o sistema de inspeção veicular no estado, governado pelo DEM. As informações foram veiculadas no Fantástico no fim de fevereiro.

* Número de filhos de beneficiários do Bolsa Família tem diminuído, diz pesquisa.

Em dez anos, o número médio de filhos nas famílias mais pobres do País caiu mais do que a média brasileira, o que prova que as mães do programa Bolsa Família não têm mais filhos para ganhar um benefício maior.

Entre 2003 e 2013, enquanto o número de filhos até 14 anos caía 10,7% no Brasil, as famílias 20% mais pobres do País – faixa da população que coincide com o público beneficiário do programa de complementação de renda – registravam uma queda mais intensa: 15,7%. Para as mães das famílias 20% mais pobres do Nordeste, a queda foi ainda maior, alcançando 26,4% no período analisado.
bolsa-familia
Bolsa Família.

* Ministério Público vai investigar contratos firmados pela prefeitura de Tangará.

O promotor de Justiça de Tangará, Lenildo Queiroz Bezerra, vai apurar denúncias “exorbitância no valor de contratos celebrados para o abastecimento da frota veicular” da prefeitura daquele município com combustíveis.

Lenildo Queiroz solicitou ao Poder Executivo, no prazo de quinze dias, cópias do “registro de preço para a aquisição de combustíveis para a frota de veículos do município de Tangará”, além de “contratos dele decorrentes e dos correspondentes empenhos e processos de liquidação e pagamento, nos quais deverão constar as ordens de serviços e todos os documentos relativos à conciliação bancária dos pagamentos efetuados”.

* STF reconhece a unificação dos fundos da previdência.

O Rio Grande do Norte teve concedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, ontem (27), a liminar que reconhece a constitucionalidade da lei que unificou os Fundos Financeiro e Previdenciário de regime próprio da Previdência Social do Estado. A liminar esclarece que a unificação dos fundos não é motivo para que o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP) seja negada. O mérito ainda será julgado pelo STF.

A negação da CRP significa a impossibilidade do estado de receber transferências voluntárias, celebrar acordos, convênios, solicitar financiamentos, aval, operações de créditos interna a externa. As pendências administrativas remanescentes serão resolvidas no âmbito do Instituto de Previdência dos Servidores Estaduais (Ipern), uma vez que as questões jurídico-legais foram solucionadas.

* Dilma atrasou nomeação de Henrique para sondar Renan.

A coluna a Painel, da Folha, noticiou que a ida de Henrique Eduardo Alves para o Ministério do Turismo, pensada para agradar ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pode virar uma nova crise de Dilma Rousseff com o PMDB. O combinado era que Alves seria anunciado junto com Renato Janine no MEC. Mas Dilma resolveu esperar a reação de Renan Calheiros (AL), padrinho do atual ministro. O Planalto teme que, contrariado, o presidente do Senado vote na semana que vem a renegociação da dívida dos Estados.

O compromisso de nomear Alves nesta sexta-feira tinha sido fechado com o PMDB da Câmara, que estranhou o adiamento. O Planalto se queixa da dificuldade de “ler” os sinais de Cunha e Renan e acha que já fez várias concessões, que não melhoraram a interlocução.Enquanto isso Peemedebistas avaliam que a turbulência é boa para os presidentes das duas Casas por desviar o foco das investigações sobre ambos na Lava Jato.
renan henriquej
Onde o Brasil chegou!

* Currais Novos: troca de tiros deixa um saldo de sete assaltantes mortos.

A PM de Currais Novos informa que, por volta das 02h30 de hoje (29), uma operação da secretaria de Segurança Pública, coordenada pela DEICOR e o BOPE, resultou numa grande troca de tiros e sete suspeitos mortos. O confronto aconteceu na entrada de Currais Novos, na BR 226.

Cinco revólveres, uma pistola, uma escopeta calibre 12 e muito material explosivo (usado para estourar caixas eletrônicos) foram apreendidos com a quadrilha. A secretaria dará uma coletiva a imprensa com todas as informações.
Mortos.