domingo, 19 de julho de 2015

* Aí mata: Greve da UERN já passa dos 50 dias.

A greve dos professores e dos técnicos administrativos da UERN não tem nenhuma previsão de chegar ao final. O Governo do Estado ainda não apresentou nenhuma contraproposta que agradasse a categoria e que pusesse fim à paralisação.

Os dias sem atividades acadêmicas atrasam ainda mais o calendário letivo da Uern . São mais de 50 dias de paralisação.

“A gente tem consciência do atraso e também de que a culpa não é nossa. O Governo parece não ter pressa e a negociação se arrasta. Não tem avanço há vários dias e temos feito pressão para que as decisões andem o mais rápido possível”, disse Valdomiro Morais, diretor da ADUERN.

* TSE não pautou julgamento de Rosalba.

O Tribunal Superior Eleitoral está no período de recesso. A próxima sessão plenária está agendada apenas para o dia 3 de agosto.

Na pauta da sessão desta data não consta nenhum julgamento de processos de Mossoró ou do Rio Grande do Norte. Portanto, não existe ainda nenhuma pauta marcada para que o plenário do TSE julgue os recursos da ex-governadora Rosalba Ciarlini que tenta reverter sua inelegibilidade. 

* Assassinatos em Caraúbas e Campo Grande.

O domingo terminou banhado de sangue nas cidades de Caraúbas e Campo Grande pois 3 pessoas foram assassinadas na noite de hoje (19), e outra vítima foi transferida para o Tarcísio Maia em Mossoró, lamentável.

Em Caraúbas, mais precisamente no bairro Leandro Bezerra, pai e filho foram assassinatos na sua residência, as vítimas foram o jovem Fagner Almeida conhecido como Zomin, esse foi morto dentro de casa e o seu pai, conhecido com Canindé dos Fogões, foi socorrido até o Hospital de Caraúbas contudo não resistiu as ferimentos e também veio a óbito.

Já na cidade de Campo Grande as vítimas foram  Fabão Brito filho de Torão e um vaqueiro conhecido como Chico, que foi transferido para o Tarcísio Maia em Mossoró, seu quadro é gravíssimo, ambos participavam da vaquejada na cidade, as vítimas residiam em Janduís.

A polícia já está em ação, contudo não se sabe a motivação dos crimes, características de execuções em ambos os casos.

A cada dia o Estado do Rio Grande do Norte fica mais perigoso.
Canindé...
Zomim...
 Fabão...
Vaqueiro Chico.
Imagens WhatsApp.

* Oposição caraubense se reuniu com moradores da comunidade de Santo Antônio.

Na manhã de hoje (19), o bloco oposicionista caraubense liderado pelo empresário e pré Juninho Alves (PSD), esteve reunido com os moradores da comunidade de Santo Antônio, na oportunidade os presentes manifestaram o desejo que montar um projeto viável para Caraúbas em contra ponto ao da atual administração.

Nas palavras dos oradores ficou nítido a ideia de demonstrar que a oposição estar unida, ao menos Caçula/Brasil, e que as definições só irão ocorrer no próximo ano, entretanto essas reuniões irão continuar pelas demais comunidades e bairros do município de Caraúbas.

O pré Juninho Alves vez questão de ressaltar que não existe chapa fechada, mesmo que os fatos aparentemente demonstrem o contrário, e que a formação da mesma irá ocorrer após uma ampla discussão e que nada está definido.

Juninho Alves sabe que uma chapa fechada, Caçula/Brasil por exemplo, agora irá afastar possíveis postulantes a composição da sua chapa majoritária. 

Coincidentemente após uma sinalização aparente da chapa Caçula/Brasil, alguns possíveis postulantes tais como Viana e Benevides, não marcaram presença no encontro político, inclusive informações advindas das bases petistas, apontam que Elionaldo Benevides (PDT), estará  presente no próximo encontro dos partidos PT/PV/PHS, esse bloco busca viabilizar uma 3ª via política em Caraúbas, eita!

Apesar dos discursos veementes de união, observa-se de longe que essa tida UNIÃO estar longe de se confirmar na prática, #FATO e ainda resta lembrar que tem o PSOL que é oposição contudo no caminha nas águas desse barco.

A reunião do Santo Antônio foi realizada na residência de Duda do Santo Antônio e contou com a presença do pré Juninho Alves (PSD), do pré (vice) Paulo Brasil (PR), ex prefeito Eugênio Alves, vereadores Antônio Argemiro (PR), Denise Alves (PR), Junior do Sindicato (PCdoB), prés João de Chicó (PSD), Kleber Targino e Samek Maia e Gleidistone Rubens, Ubirajara Carias, Irmão Paulo, liderança locais e muitos simpatizantes, fato esse que chegou a surpreender os organizadores.

O Caçula demonstra fôlego, carisma  e é nato pré desse bloco contudo  será necessário muitos bastidores para colocar toda oposição nesse barco...

Enquanto isso a situação só olha, na esperança de "socorrer" os que pularem de barco, nossa.

Mais detalhes nas rapidinhas de amanhã, vixe!
 Caçula em pré a todo vapor...
 Mesa...
 Tudo amarelo...
 Duda ao centro foi o anfitrião...
 Reunião movimentada...
 Novos filiados ao PSD...
 Pré Targino e o ex prefeito Eugênio Alves...
Caçula desceu a macaca na situação, vixe...
 Filiados...
 Populares...
 Junior do Sindicato olhando de longe...
Imagens do WhatsApp. 

* Polícia prende suspeito de matar e enterrar menina e esclarece crime.

Após localizar o corpo da menina Maria Eduarda de Lima, de 12 anos, enterrado em uma duna de Genipabu, a Polícia Civil já está com o principal suspeito do crime preso e esclareceu o crime. A criança estava desaparecida desde o domingo (12) e foi encontrada no final da manhã desta quarta-feira (16).
O suspeito foi identificado como Carlos Alexandre de Andrade, de 38 anos. Ele trabalha como caseiro em uma granja próximo ao local onde o corpo foi encontrado. Apesar de negar, a polícia tem fortes indícios de que Carlos matou Maria Eduarda.
O delegado Raimundo Rolim disse ao Portal BO que um irmão de Maria Eduarda passou pela granja onde Carlos Alexandre estava, juntamente com a irmã, e foram para a casa da mulher do irmão da vítima.
Foi então que, em determinado momento, Carlos Alexandre ligou para a cunhada de Maria Eduarda e disse que o irmão a estava chamando na granja. A criança foi ao local e, desde então, estava desaparecida.
Ainda de acordo com o delegado Raimundo Rolim, houve contradição no depoimento do irmão da vítima e ele também está sendo investigado por participação no caso. Já o caseiro Carlos Alexandre foi levado para a delegacia de Extremoz para ser autuado por homicídio.
A menina Maria Eduarda chegou a ser amordaçada antes ser morta. A Polícia Civil também vai solicitar que o ITEP identifique se ela foi vítima de abuso sexual antes de morrer.
Criminoso e vítima
  Fonte: Portal BO e Foto: Sérgio Costa

* Sensacionalistas são os fatos, informa a capa de VEJA.

Surpreendidos pela inventividade da capa desta semana, os milicianos que a cada sete dias juram de morte a revista sem a qual não sabem viver dormirão sonhando que VEJA finalmente escancarou a opção pelo sensacionalismo jornalístico. A profusão de cores, o gigantismo das letras, um ponto de exclamação no papel de borduna do idioma, o tom estridente ─ são deliberadamente escancaradas certas  semelhanças com tabloides ingleses especializados na difusão de notícias escandalosas. Cretinos fundamentais não têm cura. Nem vale a pena sugerir-lhes que leiam a constatação resumido no círculo azul que enfeita a testa de Eduardo Cunha.

Segundo definição da própria revista, através do colunista Augusto Nunes, a capa recorreu a elementos do jornalismo sensacionalista para sublinhar a verdade perturbadora: sensacionalistas são os fatos. Sensacionalista é a crise institucional sem precedentes, ou a dinheirama inverossímil movimentada pelos gatunos da Petrobras.

Sensacionalista é a conjugação dos quatro assombros que se aglomeram em poucos centímetros de papel. No canto superior esquerdo, por exemplo, um ex-presidente abalroado por um modestíssimo Fiat Elba reaparece na cena do crime tripulando carrões de matar de inveja a lista inteira dos bilionários da Forbes. O quarentão que subiu a rampa do Planalto fingindo caçar marajás é agora o quase setentão que pode deixar o Senado na traseira de um camburão.
capa380
Capa.

* TRE cancela concurso público por questões orçamentárias.

A Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) aprovou a Resolução nº 17/2015 revogando concurso público para o provimento de cargos efetivos do quadro de pessoal do TRE.

De acordo com a Corte, a revogação do concurso público se deu por questões de ordem orçamentária e administrativa. O concurso havia sido autorizado em maio deste ano, por meio da resolução de nº 12/2015. 

Apesar de autorizado, não havia sido anunciada a quantidade de vagas a serem disponibilizadas ou quais os cargos que serão preenchidos. O TRE/RN não realiza um concurso público desde o final do ano de 2010.

* Movimento negro pede regulamentação de cotas em concursos públicos.

Em vigor desde 9 de junho do ano passado, a Lei 12.990, que reserva 20% das vagas em concursos da administração pública federal para candidatos negros, completou um ano e um mês em meio a dificuldades na aplicação. Alguns concursos feitos sob as novas regras têm sido alvo de ações judiciais. Por isso, representantes do movimento negro defendem a regulamentação da lei. A política de cotas é uma das ações afirmativas previstas no Estatuto da Igualdade Racial, que completa cinco anos nesta segunda-feira (20).

Este ano, pelo menos três concursos da administração federal foram questionados judicialmente por questões relacionadas à nova lei. O motivo da discórdia, nesses casos, foi a forma de cálculo das vagas que devem ser destinadas ao sistema de cotas. Os editais dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) e de São Paulo (IFSP) fracionaram as vagas segundo a área e a lotação. Como a maioria das áreas de conhecimento oferecia uma ou duas vagas, e a legislação prevê as cotas quando há três ou mais vagas, na prática, não houve reserva para negros.

Os dois concursos foram contestados, respectivamente pela Defensoria Pública da União (DPU) e pelo Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP). Na seleção do IFMA, uma decisão liminar da 3ª Vara Federal do Maranhão determinou que, do total de 210 vagas para professor, 42 fossem destinadas a negros. No concurso do IFSP, a ação ainda tramita na 7ª Vara Cível de São Paulo. As ações da DPU e do MPF-SP defenderam também a reserva de vagas para deficientes.
negros concurso
Cotas para negros.