domingo, 9 de agosto de 2015

* Cunha diz não ter culpa por ‘fragilidade’ do governo ‘sem base’

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que rompeu com o governo em julho, usou mais uma vez as redes sociais para negar que esteja trabalhando para fragilizar a presidente Dilma Rousseff com a votação de uma “pauta-bomba” e abertura de CPIs incômodas ao Palácio do Planalto.

“A tentativa de alguns de me colocar como vilão das contas públicas por retaliação ao governo não tem amparo na realidade dos fatos”, reclamou em sua conta no Twitter na tarde deste domingo, 9. “Sei bem os riscos que sinais equivocados podem causar na avaliação do grau de investimento do País e não compactuo com isso”, afirmou. “É preciso parar de especular e tratar as coisas com mais seriedade”, afirmou Cunha ao Estado de São Paulo.

“Tentar esconder a real situação de fragilidade do governo sem base na Câmara me culpando pelas suas derrotas é querer não enfrentar o problema”, defendeu-se. “A verdade nua e crua e que não existe base do governo”. Cunha tem transferido para o Colégio de Líderes a responsabilidade pelas votações, como a que aprovou a emenda à Constituição que reajusta salários de advogados e defensores públicos e delegados, na semana passada. “Presidente da Câmara não é o dono da Câmara e nem do voto dos deputados”, escreveu.
cunhafolha
Cunha.

* Prefeitura de Tibau/RN faz entrega de 40 casas populares.

A Prefeitura Municipal de Tibau, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Juventude, pasta comandada por Lidiane Marques, realizou na última semana, a entrega de 40 casas populares no conjunto Jardim de Alícia, uma parceria entre o município e o Governo Federal, através do Ministério das Cidades.

No momento da entrega, o prefeito municipal Josinaldo Marcos de Souza [PSD], "Naldinho", disse que como administrador o momento é de alegria, por saber que as famílias estão saindo do aluguel e tendo sua casa própria.“Apesar das várias obras que já foram entregues, hoje é um dia histórico para nossa administração, porque estamos resgatando mais um compromisso de campanha. Deus está nos concedendo à felicidade de honrar 40 famílias que precisam desses benefício, estamos demonstrando que usamos a política para fazer o bem ás pessoas”, frisou Naldinho.

O prefeito ainda salientou que a próxima etapa da administração é pavimentar o conjunto, “mas também vamos cobrar com urgência da CAERN que instale a água, porque assim como moradia, água também é um bem essencial”, ressaltou.

UBS

Na oportunidade, o prefeito Naldinho adiantou que nos próximos dias vai entregar aos moradores do conjunto uma Unidade Básica de Saúde [UBS]. “Além das 40 unidades habitacionais, vocês moradores também vão receber uma UBS, que a Administração Municipal também teve essa preocupação de dotar o Jardim de Alícia.

MORADORA

Raimunda Vieira de Araújo, 66, uma das beneficiárias, disse que há 9 anos mora de aluguel. “Hoje estou muito feliz, realizada porque a partir de hoje tenho minha casa própria. Agradeço a Deus e ao prefeito Naldinho, que está proporcionado essa felicidade não apenas a minha pessoa, mas para diversas famílias”, disse dona Raimunda Vieira.
Prefeito Naldinho...
Grande gestor...
 Conjunto Habitacional.

* Urgente: Assaltos aterrorizam zona rural de Caraúbas.

Uma onda de assaltos volta a aterrorizar moradores da zona rural de Caraúbas, em menos de 24 horas, duas comunidades rurais tiveram moradores sendo assaltados a mão armada, lamentável.

Na noite de ontem (08), uma residência na comunidade (assentamento) 1º de maio, sofreu com a ação de bandidos fortemente armados que colocaram o terror por lá.

Na noite de hoje (09), a bola da vez foi uma residência na comunidade de Cachoeira, quando cinco elementos chegaram e realizaram assalto.

Parece que a segurança só existe na propaganda do governo do estado.

Caraúbas pede socorro!
Bora assumir governador.

* Ressentido, Dirceu sente abandono até de Lula.

Dias antes de ser preso na 17ª fase da Operação Lava-Jato, o ex-ministro José Dirceu, de 69 anos, se mostrava vencido. Ligava para a família pedindo que o visitassem porque poderia “ser preso a qualquer hora”. Na semana que antecedeu a prisão, em conversa com amigos, chegou a calcular que ficaria preso por pelo menos “seis ou oito meses”. A tensão resultou em uma crise de hipertensão, com pico de pressão arterial de 19 por 12 (o normal é 12 por 8).

Nos últimos tempos, Dirceu se mostrava ressentido com lideranças do PT, sobretudo com Lula, com quem não fala desde antes de sua condenação no mensalão. Queixava-se da falta de apoio público por parte da cúpula do partido. Como esperava, sua defesa não foi feita, mais uma vez, na reunião de terça-feira da Executiva Nacional do PT. Desde que começou a cumprir pena, ele deixou de participar dos destinos políticos do partido e pouco foi visitado pelos “companheiros”. Em março deste ano, seu almoço de aniversário, antes marcado pela presença de políticos de todos os calibres, contou com poucas pessoas e nenhum figurão da legenda.

Há tempos a base de apoio de Dirceu deixou de ser sua corrente interna do partido, a Construindo Um Novo Brasil, e passou a ser o “setorial” da juventude. São esses jovens que organizam manifestações de apoio e gritam, em eventos petistas, “Dirceu, guerreiro do povo brasileiro”. O grito de guerra, no entanto, não foi entoado no último congresso nacional do partido, em junho passado. E a julgar pela reação dos petistas depois da revelação das evidências de que o ex-ministro teria recebido benesses pessoais como uma milionária reforma em sua casa e o aluguel de um jato particular talvez não volte a ser ouvido tão cedo. Integrantes do partido dizem que a suspeita de ter usado um esquema de corrupção para “enriquecimento pessoal” feriu a sensibilidade dos militantes.

Mesmo com o faturamento de quase R$ 40 milhões de sua empresa, a JD, Dirceu nega ter enriquecido e diz ter dívidas de R$ 3 milhões — acumuladas com a defesa em processos e as atividades políticas. Em conversas com amigos antes da prisão, Dirceu admitiu erros: deixar que a Jamp, do operador Milton Pascowitch, pagasse suas despesas diretamente e pedir pagamentos adiantados, operação típica de lavagem de dinheiro. Segundo amigos, até recentemente ele não sabia como a questão financeira era gerida. A contabilidade ficava por conta do irmão Luiz Eduardo, também preso. Luiz Eduardo foi escolhido justamente por características que agora podem complicar Dirceu: é um sujeito simples, completou só o ensino médio, nunca teve relação com a política ou vida pública e pode não saber como responder aos investigadores. De antemão, Dirceu acredita que será condenado. E diz lamentar não ter mais 50 anos para ter tempo de cumprir a pena e tentar redimir a biografia. Segundo amigos, não há hipótese de que ele aceite delação premiada.

O ex-ministro sustenta que o dinheiro que recebeu não era propina, mas resultado do trabalho como consultor internacional. Diz que valores recebidos enquanto preso vinham de taxas de sucesso dos negócios que intermediava. E afirma que o jatinho à sua disposição não era luxo, mas necessidade — ele quase apanhou algumas vezes em saguões de aeroportos pelo Brasil. A despeito do ostracismo no partido, fazia sempre um diagnóstico de política, assunto do qual declinava apenas para assistir ao desenho “Peppa Pig” com a filha Maria Antonia, de cinco anos.
Dirceu.

* Polícia do Rio mata traficante mais procurado do Brasil.

O traficante Celso Pinheiro Pimenta, o Playboy, 32 anos, foi morto nesta tarde durante um confronto com homens da Coordenadoria de Recursos Especiais da Polícia Civil, da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal e da Coordenadoria de Inteligência da Polícia Militar, numa megaoperação no Morro da Pedreira, em Costa Barros, Zona Norte do Rio de Janeiro. Filho de família típica de classe média carioca — daí ter ascendido na bandidagem como Playboy — era o criminoso mais procurado do Brasil.

Segundo apuração de VEJA.com, Playboy vinha sendo monitorado pela PF ao longo de meses. A ação que resultou em sua morte foi engendrada nos últimos dias. Era pouco mais de meio-dia quando os policiais entraram na favela, Os investigadores tinham a informação de que o marginal iria a uma certa casa, onde tomaria parte de uma sessão de umbanda. Playboy, de fato, havia acertado com uma mãe-de-santo de passar por um ritual a que se submetia a cada 8 de agosto: tomar um banho de sangue de bode para “fechar o corpo”. Na noite anterior, porém, havia participado de uma festa regada a uísque e energético, dormiu demais e se atrasou para o encontro. Vigiado em tempo real pelos policiais, ainda estava na casa da namorada quando foi flagrado. Em terra, um veículo blindado seguiu para lá; no ar, dois helicópteros completavam o cerco.

Houve um intenso confronto entre os bandidos que faziam a segurança de Playboy e a polícia. Os marginais tentaram resistir, mas se viram em desvantagem e acabaram fugindo. Dentro da casa, Playboy tentou reagir, atirando com uma pistola, mas acabou alvejado próximo à cozinha. No imóvel, os policiais encontraram uma pistola e um fuzil. Ainda com vida, o bandido foi conduzido ao Hospital Geral de Bonsucesso, mas morreu no caminho. Depois do confronto, a Polícia Militar decidiu ocupar a região da Pavuna e de Costa Barros por tempo indeterminado. O comércio foi fechado durante o dia.

Playboy ganhou destaque nas páginas policiais depois que sua quadrilha transformou a região da Pavuna no lugar onde mais se registram roubos de carga no mundo. Na virada do ano, outro episódio também o colocou no foco da polícia. Cerca de duzentas motos foram surrupiadas de um depósito do departamento de trânsito da cidade e ele foi responsabilizado pelo ataque.

No início deste ano, Playboy deu uma longa entrevista a VEJA e contou detalhes sobre sua vida criminosa, em duas sessões de mais de sete horas. Na ocasião, sabendo-se na mira da polícia, disse que só via para si dois desfechos: cadeia ou morte. Ficou claro que seu poder se fincava sobre a corrupção policial, embora não tenha entregado nenhum nome da banda podre que alimentava. Viaturas e blindados da PM percorriam as vielas da favela atrás de propina mensal estimada em 100 000 reais. Era o que os fazia cerrar os olhos aos desmandos e variados crimes de Playboy. No ano passado, ele chegou a ser capturado e passou horas algemado. Sua liberdade custou exatos 648 000 reais, rateados entre os policiais envolvidos. Ainda entregou dois fuzis AK-47 e correntes que seus homens iam arrancando do pescoço. Tudo era pesado numa balança. Deu 4,5 quilos de ouro.
alx_image1_original
Já morto.

* Dilma confirma indicação de Janot para novo mandato na PGR.

A presidenta Dilma Rousseff confirmou hoje (08) a indicação do atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para um novo mandato de dois anos à frente do Ministério Público Federal (MPF). A decisão foi informada ao próprio procurador-geral na manhã deste sábado, em reunião no Palácio do Alvorada, com a presença do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Após a reunião, Cardozo afirmou que a escolha da presidenta reflete respeito pela autonomia do MPF, que já havia aprovado a recondução do procurador-geral ao cargo.

Sobre as críticas de alguns investigados à atuação de Janot na condução da Operação Lava Jato, o ministro voltou a defender a autonomia do MPF e ressaltou que a Constituição garante liberdade investigatória aos que atuam nessa área.

“É evidente que nós não podemos jamais condenar pessoas sem que lhes seja assegurado o direito ao contraditório e à ampla defesa, também estabelecidos na Constituição. Mas as instituições do Brasil, na medida em que a Constituição estabelece essas prerrogativas, devem funcionar e funcionar com eficiência. E a autonomia é o que está assegurado na Constituição Federal”, acrescentou Cardozo.
rodrigo janot
Janot.

* Matrículas da UERN semestre 2015.2 seguem suspensas até o fim da greve.

As matrículas do semestre 2015.2 da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) seguem suspensas até o fim da greve dos professores e técnicos administrativos.

De acordo com a Pró-reitora Adjunta de Ensino Graduação, Fátima Araújo, "“O calendário está suspenso por conta da greve dos professores e técnicos administrativos. Todas as atividades relacionadas as matrículas estão suspensas”. 
Greve sempre atrapalha!

* Programa do Leite deve passar por mudanças no RN.

O Programa do Leite, que tem como responsável o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER/RN), deverá passar por mudanças ainda neste mês de agosto, segundo relata o diretor da Instituição, Cesar Oliveira.
 
Decreto do Governo do RN, divulgando as mudanças no Programa, deve ser publicado no Diário Oficial do Estado em Breve. A medida tem como objetivo tirar vícios que vinha prejudicando pessoas que precisam e também para reduzir o uso para fins eleitoreiros do programa assistencial.

De acordo com Cesar, "Com 20 anos de existência, o Programa do Leite no Rio Grande do Norte, terá uma regra estabelecendo a forma de funcionamento, o Programa vai passar por mudanças para que cada vez mais permita atingir seu objetivo, o Programa vai passar por mudanças ainda neste mês, o Governador deverá assinar o decreto que irá estabelecer novas regras para o funcionamento do Programa".

"[A maior preocupação do Programa] é por um lado, dinamizar a cadeia produtiva, nos casos as empresas do laticínio do RN, e ao mesmo tempo garantir que os beneficiários possam ter um produto de qualidade e façam um bom uso desse leite", ressalta o diretor. 
Diretor.
Mossoró Hoje.

* Crime de homicídio é registrado na cidade de Tibau.


A cidade praiana de Tibau, distante 42 quilômetros de Mossoró no Rio Grande do Norte registrou mais um crime de homicídio no início da tarde deste domingo 09 de agosto de 2015.

De acordo com as primeiras informações um jovem que não portava documento oficial de identificação foi atingido por disparo de arma de fogo na coxa,socorrido para o hospital daquele município e não resistiu vindo a óbito naquela Unidade Hospitalar.

Com o mesmo no bolso foi encontrado o documento de uma motocicleta com endereço da Rua Vinicius de Morais, no Abolição IV em Mossoró e um cartão da Previdência Social em nome de Johny Silva Viana.

Vítima...
Sem identificação.
Mais imagens AQUI!!!

* Vão fechar as prefeituras, municípios recebem 1º repasse de agosto com queda em relação a 2014.

As prefeituras brasileiras recebem no próximo dia 10 de agosto o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) referente ao primeiro decêndio do mês. O valor será de R$ 2,702 bilhões, já descontada a retenção do Fundeb. Em valores brutos o montante é de R$ 3,378 bilhões.

Cálculos elaborados pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) revelam que no mesmo período do ano passado o valor bruto do FPM foi de R$ 4,420 bilhões. Isso indica uma queda de 23,58% no comparativo com o primeiro decêndio de agosto de 2014.
FPM
FPM em queda livre!

* Homenagem da prefeita Lígia Félix para todos os pais janduienses.

* The New York Times acredita que Dilma cai e Temer assume.

Reportagem do jornal norte-americano The New York Times afirma que o vice-presidente da República, Michel Temer, conhecido por sua discrição, está “emergindo das sombras” e vendo sua influência aumentar em meio à crise política que atinge o governo Dilma Rousseff.

A reportagem destaca as declarações do peemedebista que insinuariam a saída da presidente, ao afirmar na última quarta-feira, sem citar o nome de Dilma Rousseff, que o País precisa de uma pessoa capaz de reunificar a todos.

O jornal pondera que Temer declarou apoio a Dilma após este episódio, mas afirma, com base na opinião de analistas, que o vice-presidente “está se posicionando para o que está por vir em Brasília”.

A publicação destaca que os brasileiros estão considerando a possibilidade de a petista ser a segunda, de quatro presidentes eleitos após a redemocratização, a não concluir o mandato. Em meio ao cenário de acirramento da crise política, o jornal avalia que a presidente Dilma está mais dependente de seu vice.
Dilma Rousseff é diplomada na tarde desta sexta-feira
Renuncia  à vista.
MÁRIO BRAGA – O ESTADO DE S. PAULO

* Frei Betto: ‘no íntimo, temo que Dilma renuncie’

Ex-assessor especial de Lula e amigo da presidente Dilma Rousseff, Carlos Alberto Libânio, o Frei Betto, concedeu entrevista ao jornalista Ricardo Mendonça, da Folha de São Paulo, em que disse temer que a renúncia seja o desfecho da atual crise política.

“A minha pergunta íntima, hoje, não é o impeachment. Acho que a democracia brasileira está consolidada, não há motivo para impeachment. A minha pergunta é outra. É se a Dilma, pessoalmente, aguenta três anos pela frente. Eu temo que ela renuncie”, disse ele.

“Ou tem uma mudança de rota ou eu me pergunto se ela vai aguentar o baque psicológico de três anos e meio pela frente com menos de 10% de aprovação, 71% dizendo que o governo é ruim ou péssimo. Isso é um sinal de que você não está agradando nada. Não adianta fazer cara de paisagem. Ou ela dá uma mudança de rota, muda a receita do ajuste, ou pega a caneta e fala ‘vou pra casa, não dou conta’. Eu tenho esse temor.”
frei_beto
Frei Betto.