domingo, 31 de janeiro de 2016

* Barragem de Pepeta em Campo Grande começa a sangrar.

A Barragem de Pepeta que fica localizada no município de Campo Grande começou a sangrar neste domingo, 31 de Janeiro de 2016.

A sangria ainda é pouca.

Na noite deste sábado (30) foi registrado chuva de 70mm em Campo Grande.

Confira algumas imagens feita por Luiz Mirraily (Portal CG RN).

Força do inverno.

* Recife confirma primeira morte causada pelo chikungunya.

O Hospital da Restauração, no Recife, confirmou o primeiro caso brasileiro de miosite aguda causado pelo vírus chikungunya. Danielle Santana, de 17 anos, da aldeia indígena pernambucana de Xucururu, foi a primeira pessoa morta em decorrência da miositeno Brasil.

Segundo a equipe médica do hospital ao portal Terra, só há registro de mais quatro casos de miosite ligada à chikungunya em todo o mundo, sendo que dois dos pacientes morreram. A febre chikungunya é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, mesmo vetor do Zika e da dengue.

A miosite é uma inflamação nos músculos que causa fraqueza muscular, da qual normalmente não se sabe a origem, mas em alguns casos raros pode ser ocasionada por medicações, por alguns vírus e protozoários. A condição pode causar dificuldade para subir escadas, andar, levantar os braços e provocar quedas com frequência.

* STJ decide que falta de vagas no regime semiaberto não justifica manutenção em regime fechado.

Em decisão unânime, a Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu habeas corpus a um preso beneficiado com a progressão para o regime semiaberto, mas que continuou em regime fechado por falta de local para cumprimento da pena mais branda.

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) havia denegado a ordem sob o fundamento de que o regime de cumprimento da pena é aquele determinado pela sentença, e o benefício do semiaberto é uma exceção. 

Assim, na falta de vagas em sistema mais brando, o TJSP entendeu que o preso deveria aguardar no sistema sentencial.

No STJ, entretanto, a decisão foi reformada. O relator, ministro Ribeiro Dantas, destacou que já é entendimento pacificado na corte que, em caso de falta de vagas em estabelecimento prisional adequado, a permanência no regime fechado caracteriza constrangimento ilegal ao preso, uma vez que ele não pode ser prejudicado pela precariedade do sistema prisional.

O colegiado determinou a remoção do preso para estabelecimento prisional destinado ao cumprimento de pena em regime semiaberto e, em caso de impossibilidade, estabelecer o regime aberto ou a prisão domiciliar até o surgimento de vaga.
Menina-de-12-anos-esta-presa-em-cadeia-publica-em-MS
Sistema falido.

* No RN: Novo comandante confirma duas mil vagas no concurso da PM.

Há menos de 15 dias à frente do Comando da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, o coronel Dancleiton Pereira Leite anuncia em entrevista à Tribuna do Norte (CLIQUE AQUI): “Não tenho pretensão de ficar muito tempo. Eu quero ficar só o tempo necessário. Há tempo de chegar e há tempo de sair”.

Invocando a sabedoria divina através da leitura diária da Bíblia, item indispensável em seu birô, o coronel com experiência de quase 30 anos na corporação avalia problemas, aponta soluções e promete devolver a sensação de segurança ao cidadão comum. Ele, enquanto cidadão, se diz seguro no estado potiguar. Sobre a saída do coronel Ângelo do Comando Geral, ele afirma que é uma situação passada e que houve certo “exagero”.

Quanto ao anunciado e aguardado concurso, quantas vagas serão oferecidas?

Foi feito um levantamento. Serão duas mil vagas para concurso na Policia Militar. Para todos os quadros: soldado, oficial e também na área de saúde, que é muito importante ter o hospital funcionando para dar suporte ao policial militar.

Quando será aberto?

O Governo tem anunciado que sim, está se esforçando para que esse ano, ainda, seja aberto esse concurso. E a gente está ansioso esperando.
dancleitonTN
Novo comandante.

* Eita: Políticos estarão no foco da Lava Jato em 2016.

Com duas frentes principais de investigação, a Lava Jato vai avançar este ano nos inquéritos e processos envolvendo políticos. Até o momento, quase dois anos depois de deflagrada, a operação se caracteriza por um ritmo mais acelerado na 1.ª instância, comandada pelo juiz Sérgio Moro. A expectativa, porém, é de que em 2016 as apurações atinjam uma nova etapa no Supremo Tribunal Federal.

Após o recebimento de ao menos 38 inquéritos desde março de 2015, o tribunal vai fazer a análise das primeiras denúncias oferecidas pela Procuradoria-Geral da República como desdobramento das apurações.

O caso que deve inaugurar essa nova fase é o do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Os ministros devem se debruçar sobre as seis acusações formais envolvendo sete parlamentares.
mi_1280565701252076
Cunha é um deles.

* Aneel determina redução no custo da “bandeira vermelha” nas contas de luz.

As chuvas têm garantido a melhora do nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas e uma menor projeção de aumento do consumo de eletricidade. Por isso, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu, na última terça-feira (26), a redução dos valores das bandeiras tarifárias que serão aplicadas nas contas de luz de 2016 e criou um novo patamar para a bandeira vermelha 1.

Com a mudança, o valor cobrado atualmente nas contas deluz dos brasileiros vai cair de R$ 4,50 para R$3,00 a cada 100 quilowatts-hora (kwh) consumidos. O desconto sobre a chamada bandeira vermelha será de 33% para a chamada bandeira vermelha 1. Haverá uma bandeira vermelha 2, que continuará valendo R$ 4,50 para cada 100 kwh consumidos. Ela só será acionada quando as térmicas mais caras do país precisarem ser ligadas. Vale lembrar que isso não acontece desde o fim de agosto do ano passado.

A bandeira amarela vai cair de R$ 2,50 para R$ 1,50 para cada 100 kwh consumidos, um desconto de 40%. Essa bandeira ainda não vigorou em nenhum mês, porque as térmicas mais caras ainda estão sendo usadas para assegurar o fornecimento de energia elétrica. A bandeira verde só será acionada quando as térmicas mais baratas do setor estiverem operando. Nesse caso, não ocorre cobrança adicional nas contas de luz.

Os consumidores de Roraima ainda não estão inseridos no regime de bandeiras tarifárias porque não estão conectados ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Além disso, por conta de uma liminar, os usuários do Amazonas também serão cobrados pelo adicional.
CZ02iQqWYAAhgZW
Redução a vista.