sábado, 12 de março de 2016

* Exclusivo: Carol Gurgel deverá assumir procuradoria do município de Caraúbas.

As mudanças na Prefeitura de Caraúbas não param e dentro dessa ótica, um dos novos nomes que irão compor o quadro de servidores da PMC, está a advogada Carolina Gurgel, que será a nova procuradora do município.

Dra. Carolina Gurgel é filha da médica Velúzia Gurgel.

A Dra., substituirá a competente Dra, Josy Praxedes, essa cunhada do pré Novinho Praxedes,que deixará a municipalidade.

E tome informações!!!
Nova "futura" procuradora.

* Exclusivo: Em Caraúbas, situação poderá mudar o nome do seu pré nas próximas semanas.

A informação é dura para os defensores da pré candidatura do ex prefeito Junior Gurgel (PMDB), porém é importante ter maturidade política para compreender que existe fatos e números que falam mais que o desejo ou a vontade intencional.

A realidade que está acontecendo nos bastidores da nossa política é que os números tem demonstrado uma estagnação ou até declínio dos números, estando esses abaixo dos 20%, 30%, faça seus cálculos.

Dentro da perceptiva realista apontada, o grupo ligado ao ex prefeito, parentes inclusive, já estão sentindo uma certa frieza por parte do articulador comandante do bloco situacionista, essa "frieza distância", tem motivo nas inúmeras solicitações, inclusive de parte dos edis da base situacionista,  para a mudança do nome do pré candidato atual do bloco. Essas solicitações fogem de qualquer questão pessoal contra o ex prefeito Junior Gurgel, a não ser o sentimento de muitos da base que seu nome não logrará êxito em uma disputa futura.

Além desses fatos expostos, e para os apoiadores do "Guaxinim" não aceitáveis até, existe uma articulação para o surgimento de um novo cenário político situacionista, o nome de uma mulher da família ferreira e não é Dra. Lamonielly Gumaia, está sendo preparada para aparecer mais adiante em uma composição como candidata a prefeita ou a vice, nossaaaaa!

Essa "ATUAL" composição, alerto poderá sim acontecer ou NÃO, inclusive tendo o "N"ome de um empresário, neSsa articulação, fato ainda NEGADO pelas partes.

Essa postagem é nitroglicerina pura para o atual momento político caraubense.

O blog dispõe de todos os dados e nomes para comprovar tudo que postamos.

Mais detalhes nas próximas postagens ...

No mais é aguardar!
Essa foto já não condiz tanto com a realidade atual.

* Política caraubense na pauta...


* PMDB vai decidir em 30 dias se mantém apoio ao governo, diz senador.

O senador Romero Jucá (PMDB-RR) disse hoje (12), na chegada à convenção nacional do PMDB, que o partido decidiu que, em até 30 dias, o Diretório Nacional vai decidir se mantém apoio ao governo da presidenta Dilma Rousseff. Principal partido da base aliada do governo, o PMDB chega dividido à convenção entre manter o apoio ao governo ou decidir pelo afastamento.

“Vamos tirar hoje aqui um posicionamento de unidade e consistência de pensamento perante a crise que o Brasil vive. Todas as propostas de rompimento e afastamento serão recebidas e levadas em conta. Mas também estamos hoje tomando a decisão de que, em até 30 dias o Diretório Nacional vai analisar todas essas propostas e aí sim, com respaldo da unidade, tomar uma decisão que será implementada e cobrada de todos os membros do partido. Antecipar o rompimento seria quebrar o posicionamento que firmamos de não antecipar hoje aqui qualquer decisão”, disse Jucá.

Segundo o senador, o PMDB está preparado para ajudar a reconstruir o Brasil “com outras forças políticas, com outros partidos, porque, sozinho, o PMDB não pode fazer isso”. “Vamos estar atentos às manifestações de amanhã. Muitos peemedebistas estarão participando nos seus estados. Amanhã é um dia importante de cidadania. Não haverá mudança no Brasil sem a participação popular”, acrescentou Jucá.
pmdb_juca
PMDB perto do rompimento.

* PMDB decide não assumir cargos no governo até decisão sobre independência.

O PMDB decidiu hoje (12), em convenção nacional do partido, que nenhum peemedebista assumirá cargos no governo federal nos próximos 30 dias. Nesse período, o Diretório Nacional do PMDB vai decidir sobre a proposta de rompimento ou de manutenção do apoio ao governo da presidenta Dilma Rousseff. O cargo de ministro da Aviação Civil está vago com a saída de Eliseu Padilha, do PMDB, em dezembro. Havia uma expectativa de que o deputado federal Mauro Lopes (MG) assumisse a Secretaria de Aviação Civil nos próximos dias.

Mais cedo, o vice-presidente da República, Michel Temer, disse, durante discurso na convenção nacional, que “não é hora de dividir os brasileiros, de acirrar ânimos e levantar muros”. Segundo ele, em um momento atual de grave crise política e econômica, a hora é “de construir pontes”. O PMDB deve reconduzir Temer à presidência nacional do partido. No total, 454 delegados vão eleger os membros do Diretório Nacional, que, por sua vez, vão escolher a nova Comissão Executiva Nacional.

* Prefeituras decretam estado de calamidade para mostrar o colapso da administração.

A palavra calamidade é usada para indicar catástrofe, desgraça pública e flagelo. Na área da administração pública, os governos têm garantidos o direto de decretar Estado de Calamidade Pública ou Situação de Emergência por conta de anormalidades causadas por fenômenos naturais. No entanto, a partir de 2008, quando a crise financeira dos Municípios começou a agravar, o termo Estado de Calamidade Financeira tem se tornado cada vez mais comum. Uma forma que as Prefeituras têm encontrado de divulgar os efeitos da crise econômica.

Não é de hoje que a Confederação Nacional de Municípios (CNM) tem alertado para a crise financeira das administrações Municipais, agravada pelas distorções do Pacto Federativo. Segundo avisou o presidente da entidade, Paulo Ziulkoski, por vezes, aos gestores municipais estavam caminhado para um colapso. Ele dizia que, em um futuro breve, a gestão se tornaria uma calamidade – impossível de se governar. E pelo jeito, esse futuro chegou.
crise-economica
Situação grave.