terça-feira, 29 de março de 2016

* Agora: Walter Alves afirma que é necessário retomar o crescimento e discutir o futuro do país.

O deputado federal Walter Alves (PMDB) afirmou que é necessário superar a atual crise política para retomar o crescimento econômico bem como discutir o futuro do Brasil. “O país parou. Estamos vivendo uma crise de confiança. Todos os setores da economia estão afetados. É necessário retomar o crescimento e pensar no nosso futuro”, disse o parlamentar durante entrevista, na manhã de hoje (29), ao jornalista Diógenes Dantas, no programa “Jornal 96”.

Walter confirmou que irá votar favorável ao pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT). Ele acredita que o momento, independente da aprovação do pedido, é traumático para o país, e os trabalhos legislativos estão obstruídos pela pauta política. “Não estamos votando nada que seja de interesse do país. A discussão é apenas partidária, de baixo nível, sem propostas”, pontuou.

Ainda na entrevista, o deputado lembrou que a população está preocupada com problemas que afetam o cotidiano, entre eles, a insegurança. Sobre o tema, Walter lembrou que apresentou um projeto de Lei Complementar (nº 79) que obriga a transferência mensal e automática de 50% dos recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) e do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP) para todos os Estados.

A proposta está tramitando na Câmara Federal e o deputado garantiu empenho para a aprovação da mesma. “Estamos empenhados para que essa proposta seja aprovada. Acho que assim poderemos melhorar essa questão da falta de segurança. A população espera que, mesmo nessa crise, os representantes eleitos trabalhem e apresentem resultado”, contou Walter Alves.
walter_embrapa
Walter Alves.

* Em Caraúbas, cúpula do PMDB ainda sonha com o retorno de Novinho Praxedes.

Em Caraúbas, ainda existe uma esperança por parte da cúpula do PMDB em ter o retorno em seus quadros do pré Noivinho Praxedes (PR), sonho perdido.

Após a última reunião, acontecida no último domingo (27), OS SITUACIONISTAS aguardam que o pré possa repensar seus planos e retornar, sobre a promessa de ser o candidato do grupo em outubro vindouro, eita.

Apesar de não negar sua admiração pelo PMDB, Novinho Praxedes segue convicto de disputar a municipalidade pelo Partido da República (PR).

O comando do PMDB buscará via João Maia e Henrique Alves mudar os planos do Praxedes.

Caso sinta qualquer mal estar no PR, o Praxedes poderá migrar para o PRB.

Semana decisiva na política...
Aliados ou adversários, és a questão!

* Política caraubense na pauta...


* Portaria de exoneração de Henrique publicada publicada no Diário Oficial.

Sinal claro do rompimento do PMDB logo mais às 15h.

Oh partido trairá da p...
ter demi
Roeu até o osso!!!

* PCdoB mantém fidelidade a Dilma.

Expoente dos anos em que o grande escândalo no Governo era a compra de uma tapioca de R$ 8 no cartão corporativo, o ex-ministro do Esporte e agora deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) distribui no Congresso adesivos com a frase ‘Não vai ter golpe’.

Orlando foi forçado a sair do Ministério após acusação de um policial militar do DF, sem provas, de que recebera dinheiro para o partido. Segundo a Coluna Esplanada, vfoi a presidente Dilma quem demitiu Orlando, que, na cerimônia de despedida, olhou nos olhos dela e repetiu em público: “Presidente, eu sou inocente”.

* Ministério libera vacinação antecipada contra H1N1.

Diante da antecipação do surto de gripe H1N1 identificada em São Paulo, o Ministério da Saúde vai permitir a antecipação da vacinação contra a doença. Ao contrário do que ocorria em outros anos, Estados interessados poderão começar a imunizar grupos considerados mais vulneráveis antes da campanha nacional, que terá início em 30 de abril.

Cada administração deverá divulgar o calendário que adotará. A estratégia em parte atende a um pedido feito ontem pelo governo de São Paulo. Nos primeiros três meses deste ano, o número de casos registrados de H1N1 já superou o que foi relatado em todo o País entre janeiro e dezembro de 2015. Do começo do ano até o dia 19, foram registrados 305 casos e 46 mortes no Brasil. Em todo o ano passado, houve 141 casos e 36 óbitos. “Foi uma surpresa o surto nesta dimensão. E sobretudo o período”, afirmou o coordenador do Controle de Doenças da Secretaria da Saúde de São Paulo, Marcos Boulos.
vacina hepatite
H1N1.

* Teori vai fazer de tudo para segurar Dilma.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki autorizou o fatiamento da delação premiada do senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS), para que os fatos narrados por ele aos investigadores sejam divididos em 19 procedimentos para uma análise preliminar das implicações.

As citações feitas à presidente Dilma Rousseff, ao seu vice, Michel Temer, ao ministro Aloizio Mercadante (Educação), ao ex-presidente Lula e ao presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), foram incluídas nesse pacote.
teori um
Petista antigo.

* Governo divulgará reajuste nos medicamentos no dia 31.

Na quinta-feira (31), o governo federal vai divulgar o índice de reajuste nos preços dos medicamentos, conforme prevê a legislação. Mas ao contrário dos outros serviços de preços administrados, como combustíveis, energia e transportes, o reajuste não deverá ser tão rigoroso.

Isso porque o setor já trabalha com a expectativa de o governo conceder um reajuste abaixo da inflação, como ocorre tradicionalmente a cada ano. Além disso, houve mudanças na fórmula do cálculo de reajuste que poderá diminuir o índice de reajuste, segundo o Ministério da Saúde.
20130527181620739645o
Tome aumento.