quinta-feira, 26 de maio de 2016

* Notícias sobre as rapidinhas...

Em virtude de problemas operacionais não estamos editando nossas rapidinhas.

Assim que o problemas vier a ser resolvido voltaremos com o maior sucesso da net local.

Segue nossas desculpas.
Em breve estaremos de volta.

* Em Caraúbas, reunião entre Novinho Praxedes e Junior Gurgel deverá movimentar política local.

O ex prefeito e pré candidato Junior Gurgel (PMDB), deverá está chegando a terrinha de São Sebastião a qualquer momento e durante sua estada em Caraúbas, uma reunião entre (ele) "JG" e Novinho Praxedes (PR), deve movimentar a política local.

O time que busca da união das prés candidaturas em prol de um projeto unitário, articula o encontro que poderá das novos contornos ao pleito de outubro vindouro.

Os analistas do cotidiano da política local já perceberam que existe um certo temor por parte de alguns membros da oposição, para uma união entre as prés candidaturas de "JG" e "NP". xiiii!

Essa realidade é entendida pois sabe-se que uma coisa é enfrentar o pleito nas atuais circunstâncias, e outra é um "teste a teste".

Traremos mais detalhes nas próximas postagens.
Prés deverão se reunir nos próximos dias.

* Gravação mostra Renan orientando defesa de Delcídio.

Gravação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, delator da Operação Lava Jato, mostra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), numa conversa no último dia 24 de fevereiro orientando uma pessoa identificada como Vanderbergue [que seria o lobista Vanderbergue Machado], suposto representante de Delcídio do Amaral (sem partido-MS), sobre como defender o então senador no Conselho de Ética.

Delcídio teve o mandato cassado no último dia 10 pela unanimidade dos votos dos senadores presentes. Na época em que foi feita a gravação, o processo de Delcidio ainda estava no Conselho de Ética, e Renan não sabia que Delcidio já era delator da Lava Jato.

Renan afirma que é preciso que o presidente do conselho, senador João Alberto Souza (PMDB-MA), peça diligências para não parecer que a investigação estivesse parada. Ainda sugere que Delcídio faça uma carta mostrando humildade e que já pagou o preço pelo que fez.

RENAN: O que que ele (Delcídio) tem que fazer... Fazer uma carta, submeter a várias pessoas, fazer uma coisa humilde... Que já pagou um preço pelo que fez, foi preso tantos dias... Família pagou... A mulher pagou...
 
VANDERBERGUE: Ele (Delcídio) só vai entregar à comissão, fazer essa carta e vai embora.
RENAN: Conselho de ética. Falei agora com o João (João Alberto, presidente do Conselho de Ética). O João, ele fica lá ouvindo os caras... O Conselho de Ética não tem elementos para levar processo adiante. Também é ruim dizer que não vai levar o processo adiante. Então, o Conselho de Ética tem que requerer diligências requisição de peças e enquanto isso não chegar fica lá parado...
 
VANDERBERGUE: (João Alberto) vai colocar em votação e vai ter uma derrota antecipada...

Sérgio Machado é apontado por investigadores da Lava Jato como o caixa da cúpula do PMDB. Em troca de uma possível redução de penas na Lava Jato, ele comecou a gravar conversas com Renan Calheiros e com líderes do partido que levaram à assinatura do acordo de delação, validado nesta quarta-feira (25) pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal. Machado ficou na presidência da Transpetro, estatal responsável por processar gás natural e transportar combustível, por 12 anos. Ele chegou ao cargo em 2003, no governo Lula, por indicação política de Renan.

Em nota divulgada nesta quinta-feira (26), a assessoria de Renan Calheiros afirma que o presidente do Senado acelerou o processo de cassação de Delcídio e que o processo do ex-petista não ficou parado no Conselho de Ética.

"O senador [Renan Calheiros] lembra que acelerou o processo de cassação no plenário às vésperas da votação do impeachment. O desfecho do processo de cassação é conhecido, foi público e a agilização do processo foi destaque em vários jornais. Na fase do Conselho de Ética opinou com um amigo do ex-senador, mas disse que o processo não podia ficar parado, como não ficou", diz o texto da nota.
Delcídio e Renan.

* Governador do RN tira 12 dias de licença do cargo; vice assume.

O governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria (PSD) está tirando 12 dias de licença a partir desta quinta-feira (25) para uma viagem em família. O vice-governador Fábio Dantas (PCdoB) assume o cargo até 6 de junho.
Robinson Faria e Fábio Dantas foram eleitos governador e vice nas eleições deste ano (Foto: Canindé Soares/G1)
Vice no comando.

* Tragédia: Van escolar e carro batem de frente na BR-110, RN; 14 pessoas ficam feridas.

G1/RN – Um acidente envolvendo uma van escolar e um carro deixou 14 pessoas feridas na noite desta quarta-feira (25) na BR-110, entre Mossoró e Areia Branca, no Oeste potiguar. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, um Celta teria invadido a faixa contrária e batido de frente na van, que transportava alunos de Areia Branca que estudam em uma faculdade de Mossoró. Com a força do impacto, os veículos ficaram destruídos.

Segundo o inspetor Roberto Cabral, o acidente aconteceu por volta das 22h30 no Km 30 da rodovia. “No Celta, só estava o motorista, que ficou gravemente ferido. Já na van, além do motorista, 12 passageiros se machucaram, entre elas uma criança de 3 anos”, confirmou. Os feridos foram socorridos para o Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró. Apesar de o carro ter saído da faixa em que trafegava, Cabral disse ao G1 que ainda não é possível afirmar o que fez o motorista mudar de pista.
acidente
Acidente grave.

* Vinte e dois prefeitos do RN não disputarão reeleição.

A Tribuna do Norte destaca que vinte e dois prefeitos que foram eleitos em 2012 e teriam direito à reeleição não irão disputar o pleito de 2 de outubro deste ano nos municípios do Rio Grande do Norte. Quatro desistiram de concorrer por decisão individual, dois renunciaram ao mandato e vinte foram afastados dos cargos por decisão das Justiças Comum ou Eleitoral e das Câmaras Municipais.

Até agora, quatro prefeitos desistiram de ir às convenções partidárias para homologação de candidatos ao cargo majoritário – no período de 15 de julho a 5 de agosto: José Vilton Cunha, em Currais Novos e João Maria Assunção, em Lagoa Nova, ambos da região do Seridó, e Expedito Chimbinha Júnior, em Angicos, e Francisco Santos de Souza, em Bodó, municípios da região Central do Estado.

José Vilton Cunha pretende voltar às atividades empresariais em Currais Novos, onde disputou a eleição passada, em lugar de José Lins, que foi impedido de concorrer ao pleito por impedimento judicial. Lins intenciona voltar a ser candidato a prefeito, mas se não puder, Cunha deve apoiar Milena Galvão, irmã do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Galvão (PMDB).
tre-rn-urna-eletronica-biometria
Eleições 2016.

* Nos EUA, Trump já tem delegados suficientes para ser o candidato republicano.

O empresário Donald Trump atingiu, hoje (26), o número de delegados necessários para conquistar a indicação republicana para concorrer às eleições para presidente dos Estados Unidos, em novembro deste ano. O número de delegados necessários para alcançar a indicação é 1.237, mas Trump já tem 1.238. O cálculo foi feito pela agência de notícias Associated Press.

O cálculo da Associated Press se baseou em entrevistas feitas a delegados que ainda não declararam publicamente apoio a nenhum candidato. Com isso, a agência chegou à conclusão que Trump passou do número mínimo de delegados necessários para se tornar o candidato republicano.

As próximas primárias do partido, marcadas para 7 de junho, em cinco estados norte-americanos, ainda devem definir o apoio de 303 delegados. Isso deverá ampliar ainda mais o apoio a Trump, evitando também uma eventual contestação da vitória do candidato republicano.
trump
Donald Trump.

* Justiça alemã investiga reedição do livro de Adolf Hitler.

A Procuradoria-Geral de Bamberg, Sul da Alemanha, informou hoje (26) que está investigando os planos da editora Der Schelm, com sede em Leipzig, de publicar uma edição sem comentários de Mein Kampf, (Minha luta) livro de Adolf Hitler. O proprietário da editora, Adrian Preissinger, confirmou a intenção de publicar o livro no verão, na sua versão original, mas não especificou o formato, nem onde será impresso.

A edição poderá ser a primeira que inclui apenas o texto do líder nazista. Esse tipo de divulgação pode ser considerado apologia ao nazismo e incitação ao ódio racial na Alemanha e, portanto, tratado como crime. “Estamos verificando se avançamos com uma ação judicial”, disseram procuradores ao jornal alemão Bild.

Os direitos de publicação da principal obra de Hitler ficaram sob custódia das autoridades da Baviera desde a morte do ditador, em 1945. A Baviera impediu a reedição durante décadas, por temer que se torne objeto de culto dos neonazistas. Apesar de não ser editada na Alemanha, a obra está acessível por meio de edições estrangeiras.
kampf
Adolf Hitler.