sábado, 28 de maio de 2016

* Nota de Esclarecimento da Prefeitura de Caraúbas.

Na última semana, muitos foram os boatos que permearam nos grupos de redes sócias e no boca a boca de diversos indivíduos onde apontam uma possível prática irregular de um dos servidores municipais onde este teria cobrado uma taxa à alguns pacientes que utilizaram um dos transportes públicos para leva-los a outras cidades no intuito de serem atendidos dentro dos serviços de saúde pública. 

A cobrança de qualquer taxa por parte do serviço público é proibida, em hipótese alguma nenhum usuário deve pagar valores por quaisquer tipos de serviços. Para esclarecer a população e àqueles que se interessarem a Prefeitura de Caraúbas e Secretaria Municipal de Saúde gostariam de tornar público e destacar: 

1 – Toda e qualquer prática ou comportamento errôneo de seus servidores é condenada por parte da administração municipal. Aquilo que venha ocasionar danos aos seus munícipes, será sempre apurado e a Prefeitura de Caraúbas tomará as atitudes cabíveis e previstos pela lei para solucionar o caso; 

2 – Diante ao fato em especifico onde um dos motoristas da Secretaria de Saúde teria cobrado valores referentes o transporte de passageiros, a prefeitura condena esta prática e o caso já está sendo apurado, medidas administrativas já estão em andamento; 

3 – A secretaria de saúde adverte que toda e qualquer eventualidade que venha a prejudicar o funcionamento do órgão, que cause qualquer dano ao cidadão caraubense, deverá ser denunciado na sede da secretaria, localizada na Rua Bevenuto Simões, nº04, centro da cidade, aberta de segunda-feira à sexta-feira, das 7h às 13h.

4 – O Poder Executivo de Caraúbas considera os meios sociais um ótimo mecanismo de comunicação onde trás melhor acesso e agilidade na vida corriqueira da sociedade, porém aponta que estes devam ser utilizados com maior precaução na hora de acusar ou julgar sem uma apuração prévia; 

5 – Fica aqui os mais sinceros pedidos de escusa por qualquer transtorno causado às possíveis vítimas e àqueles que utilizam diariamente nossos serviços no transporte para atendimento em saúde. 

Caraúbas, 28 de maio de 2016 Secretaria Municipal de Saúde 
Prefeitura Municipal de Caraúbas 
Através da Assessoria de Comunicação Social.
Nota de esclarecimento.

* Advogada de jovem vítima de estupro pedirá saída de delegado do caso.

A advogada da jovem de 16 anos que denunciou ter sido estuprada por 33 homens, em uma comunidade da Zona Oeste do Rio, diz que vai pedir a substituição do delegado que está investigando o caso, Alessandro Thiers, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). Segundo a advogada informou ao RJTV, durante o novo depoimento da jovem na noite de sexta (27), o delegado deixou a menor se sentindo acuada.

“Havia três homens no ambiente e o delegado, ainda por cima, fez a pergunta se ela tinha hábito de fazer sexo em grupo.”, afirmou Eloísa Samy. A advogada disse que a família da menina está com medo e que quer proteção policial. De acordo com ela, a secretaria de Assistência Social ainda não fez nenhum tipo de contato com a família da menor.

Em nota, a DRCI afirmou que a investigação é conduzida de forma técnica e imparcial e esclareceu que a investigação do caso tem sido feita de forma integrada pelas duas delegacias especializadas - DRCI e Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) - para realizar apuração do crime.

“A DRCI informou que durante a oitiva da vítima ela confirmou que sofreu o estupro e, lhe foi perguntado se tinha conhecimento que havia um outro vídeo sendo divulgado em mídias sociais em que ela apareceria mantendo relações sexuais com homens, conforme relato de uma testemunha. A vítima informou que desconhece o vídeo e que não é verdadeiro. A mãe da vítima acompanhou todo o depoimento, sendo que, em determinado momento, houve discordância entre a advogada e o desejo da mãe da vítima. Por esta razão a oitiva da mãe foi feita sem a presença da advogada”, diz a nota.

A polícia voltou na manhã deste sábado (28) à Praça Seca em busca dos criminosos. Homens de sete batalhões fizeram uma operação conjunta na comunidade. A casa onde aconteceu o estupro já foi localizada ontem pelos policiais. O local é conhecido como “abatedouro” o que, segundo o delegado, nas palavras das pessoas que já prestaram depoimento é o local para onde as meninas são levadas para fazer relações sexuais.

* Cancelado: Após cancelar concurso, IBGE comunica reembolso do valor da inscrição.

Após ter cancelado o concurso com 1.409 vagas temporárias para atuação no Censo Agropecuário, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) anunciou, em publicação na página da Fundação Cesgranrio, que vai ressarcir os valores pagos das inscrições aos candidatos que se cadastraram para participar do certame.

Para solicitar a devolução dos valores, o candidato deve ir pessoalmente em qualquer agência do Banco do Brasil durante o período de 1º a 14 de junho, munido de identidade e CPF originais.

A seleção foi cancelada em razão de um corte de Orçamento, junto a outras 80 mil vagas autorizadas para o Censo Agropecuário. Previsto no Projeto de Lei Orçamentária, o valor da pesquisa era R$ 330,8 milhões, mas teve que ser reduzido a R$ 266,856 milhões.
logoibge
IBGE.

* ‘Facções do RN são desorganizadas e fracas’, diz secretário de Segurança.

G1/RN – O secretário de Segurança Pública do Rio Grande do Norte, general Ronaldo Lundgren, se pronunciou na manhã deste sábado (28) sobre uma foto de sete armas de fogo que vem circulando nas redes sociais. A imagem foi atribuída ao conflito ocorrido na noite desta sexta-feira (27) na ‘Favela do Japão’, como é mais conhecida a comunidade Novo Horizonte, no bairro das Quintas, Zona Oeste de Natal. Na ocasião, um homem foi morto. Para o secretário, “a foto é uma propaganda interna de uma facção criminosa que não tem efeito nenhum de intimidação”.

Ainda de acordo com o secretário, que enviou as declarações ao G1 por meio de sua assessoria de comunicação, “as facções que atuam no estado são grupos desorganizados e fracos, e que de forma nenhuma as forças policiais do estado mudarão a forma de agir”. A ordem, ainda de acordo Lundgren, “é ir pra cima”.
Recado do secretário.

* Moro diz que prisão não basta para combater corrupção.

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pela investigação da Operação Lava Jato, disse hoje (28) que a prisão de investigados não basta para combater a corrupção no país. De acordo com o juiz, também é necessário recuperar os valores desviados pelos criminosos, por meio de acordos de cooperação internacional ou de delação premiada. Moro participou nesta manhã de uma conferência sobre combate à corrupção em João Pessoa.

Moro destacou a importância dos acordos de cooperação internacional, principalmente com a Suíça, para repatriar ao Brasil recursos desviados da Petrobras para contas secretas no exterior. O juiz citou o caso de Pedro Barusco, ex-gerente da estatal e um dos delatores do esquema de corrupção, que tinha cerca de U$S 100 milhões depositados fora do país e devolveu a quantia após assinar um acordo de delação.
moro_juiz
Moro.

* Henrique Alves comanda encontro do PMDB em Mossoró.

O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, presidente do PMDB-RN, participou de encontro do partido, em Mossoró, neste sábado (28).

O evento realizado no plenário da Câmara Municipal de Mossoró teve participações da presidente local do PMDB, ex-prefeita Fafá Rosado, dos vereadores da sigla, Alex Moacir e Izabel Montenegro.
Também prestigiaram o encontro lideranças do PMDB de outros municípios.
henriqueS
Henrique Alves.
Blog do Skarlack