sábado, 11 de junho de 2016

* Dengue: Rio Grande do Norte tem aumento de óbitos em 546%.

O Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) aponta que foram notificados 49.829 casos suspeitos de dengue em 2016, até a semana epidemiológica número 20, terminada em 21 de maio. O documento mostra um aumento no percentual quando comparado o mesmo período de 2015, quando foram notificados 23.516 casos suspeitos.

Dos casos notificados este ano, 6.973 (13,99%) foram confirmados, sendo 6.894 para dengue, 68 como dengue com sinais de alarme e 11 como dengue grave. Em 2015 no mesmo período foram confirmados 5.184 (22,04%), sendo para dengue 5.128, dengue com sinais de alarme foram 48 e 8 como dengue grave.

De acordo com o Programa Estadual de Controle da Dengue (PECD), em 2016, 120 municípios do estado apresentam uma alta incidência acumulada de dengue, ou seja, notificaram mais de 300 casos da doença por 100.000 habitantes.  31 (18,6%) apresentam média incidência, 14 (8,4%) com baixa incidência e 3 municípios (1,8%) estão silenciosos, ou seja, não notificaram nenhum caso suspeito de dengue nesse período.
dengue_estudo
Dengue.

* Vereador Luiz Agnaldo acertou ao chamar administração passada em Felipe Guerra de esculhambação.

O vereador Luiz Agnaldo acertou em cheio na ultima sessão do Poder Legislativo Felipense ao chamar as administrações passadas de Esculhambação.

Pois bem! O vereador Luiz Agnaldo está completo de razão, uma vez que a cidade de Felipe Guerra vivia no descaso e na lama, e os dois vereadores de Oposição, que na época era da base do sistema, nunca procurou a justiça para cobrar, esclarecimento de como estava gastando o dinheiro publico.

Luiz Agnaldo deu uma verdadeira aula, para um certo vereador Semialfabetizado da oposição em Felipe Guerra, que não teve argumentos e começou a gaguejar, mostrando que não tinha argumentos, e seu despreparo.

 O Blog Diário Santanense, parabeniza ao nobre Vereador Luiz Agnaldo, pelo seu preparo, e pela sua competência, que mais uma vez mostrou ser um Vereador Preparado, que com certeza a comunidade do Arapuá, o agradece, por sempre está lutando por dias melhores para aquele comunidade.
Edil. 
Diário Santanense.

* Governo estuda medida para impedir que uma só pessoa receba mais de um benefício federal.

O governo Temer quer enviar ao Congresso uma proposta para impedir o acúmulo de benefícios sociais. Pelo projeto que está sendo estruturado no Executivo, uma mesma pessoa só poderá obter, no futuro, um tipo de auxílio federal. Hoje, é possível receber, simultaneamente, repasses do Bolsa Família, do abono salarial e do seguro-defeso (dado a pescadores). O tema, apesar de polêmico, motiva a área técnica do governo a racionalizar despesas em momento de forte queda de receita.
Coluna Painel, da Folha

* O ‘japonês da federal’ vai usar tornozeleira eletrônica.

O agente federal Newton Ishii, o ‘Japonês da Federal’, vai cumprir pena de tornozeleira eletrônica. Condenado a 4 anos e dois meses por facilitação de contrabando na fronteira de Foz do Iguaçu, ele deve colocar a tornozeleira ainda nesta sexta-feira(10/6).

O ‘Japonês da Federal’ está preso desde terça-feira(7/6), em Curitiba. Ishii foi condenado em 2009 pela Justiça Federal no Paraná por corrupção e descaminho, ao supostamente facilitar a entrada no Brasil de produtos contrabandeados do Paraguai. A condenação foi mantida pelo Superior Tribunal de Justiça em março deste ano. A Corte determinou pena de quatro anos e dois meses de prisão.
japa preso
Olhe o Japa!

* Romário é suspeito de receber caixa dois de empreiteira do petrolão.

A revista Época destaca que a Procuradoria-Geral da República pediu ao Supremo Tribunal Federal para investigar o senador Romário (PSB-RJ) pela suspeita de receber caixa dois de campanha na eleição de 2014. De acordo com a investigação, a suspeita é que a empreiteira Odebrecht supostamente deu R$ 100 mil ao senador.

Registrada no STF como a petição 6.052, a investigação sigilosa ainda é inicial e caberá aos aos procuradores levantar provas se de fato houve pagamentos ao senador. Ele nega. O indício surgiu a partir de mensagens de celular trocadas entre Marcelo Odebrecht e seu subordinado Benedicto Barbosa da Silva Júnior, logo após a eleição de 2014.

Benedicto é um dos principais executivos da Odebrecht e ganhou notoriedade por manter um controle de valores ligados a mais de 200 políticos. Assim como o chefe Marcelo Odebrecht, ele chegou a ser preso pela Lava Jato. As conversas foram apreendidas pela Polícia Federal na fase da Operação Lava Jato que prendeu Marcelo Odebrecht.

A suspeita é que a Odebrecht pagou R$ 100 mil de caixa dois para Romário, após a eleição vitoriosa para o Senado, em 2014. Na petição levada ao Supremo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirma que a conversa entre os dois empresários é um indício da “prática habitual e sistemática de pagamento de propina”. Apesar de o diálogo citar R$ 100 mil para Romário, oficialmente não houve doações para o candidato, o que levantou à suspeita de caixa dois. A investigação, contudo, ainda está nos primeiros passos para tentar descobrir se efetivamente foi pago o montante tratado nas conversas.
romario_CBF
Até tu baixinho?

* Agora deu certo: Filme pornô se baseia na operação Lava Jato.

A regra sempre foi clara na Brasileirinhas: Apenas hits do sertanejo, letras de duplo sentido do funk e blockbusters do cinema servem como inspiração para os roteiros de filmes do gênero pornográficos. A razão era simples: “Assuntos como política não excitam ninguém”, costumava dizer Clayton Nunes, proprietário da produtora de filmes pornôs. E quem poderia dizer o contrário?

Mas foi justamente ao abrir as pernas para um assunto até então brochante que a Brasileirinhas bateu seu recorde. “Operação Leva Jato” usa o pano de fundo da corrupção para a sacanagem e se tornou o maior lançamento da produtora nos últimos seis anos.

Se antes filmes como “Ai, Se Eu Te pego”, “Velozes e Foderosas” e “Arrombando a Porta dos Fundos” eram vistos por 70 mil pessoas, “Leva Jato” dobrou a meta: São 180 mil visualizações por dia – um marco em um momento em que a produtora ainda busca se reposicionar no mercado com a queda da comercialização de DVD’s.

“Operação Leva Jato” não poderia ter sido lançado em momento mais propício: “Foi bem no dia que [Michel] Temer assumiu o lugar de uma presidenta empichada por um crime que vários outros presidentes cometeram, mas que não tiveram o mesmo destino”, explica Clayton. O produtor, no entanto, se adianta e diz que mesmo assim não defende Dilma Rousseff. “Ela foi a pior administradora que este país já teve”.

O lema da produtora agora é relaxar, gozar e… se conscientizar. “Espero que este filme faça até quem não goste de política pensar: ‘Caramba, se fizeram até filme pornô com isto acho que realmente é preciso saber direito o que está acontecendo’. Sinto que o brasileiro precisa ser mais politizado”.
Big Macky e Britney Bitch "interpretam" deputado e acompanhante de luxo no pornô "Operação Leva-Jato"
Só faltava essa!
UOL