domingo, 7 de agosto de 2016

* Sindicato do Crime reúne mil bandidos no RN.

Desde 2012, o lema é “Igualdade, União e Liberdade”. Reportagem da Tribuna do Norte revela que, até o ano passado, conforme dados presentes em denúncias apresentadas à Justiça pelo Ministério Público Estadual (MPRN), já são mais de mil “batizados” no sindicato cujo trabalho não dignifica o homem, mas o crime.

No estatuto, composto por 17 tópicos que norteiam a conduta dos integrantes, “seguir a ética do crime acima de tudo”, “a luta pela liberdade, paz e igualdade”, fazem do Sindicato do Crime uma “família” que não “admite mentiras, traição, inveja, calúnia, egoísmo, interesses pessoais, mais sim: a verdade, respeito, lealdade, transparência, por quê o objetivo da família é o melhor para todos na ética do crime (sic)”.

Nas denúncias, o MPRN elencou oito pessoas ligadas ao comando do Sindicato do Crime no Rio Grande do Norte. Nenhuma delas, porém, figura entre as que foram transferidas para os presídios federais semana passada (CLIQUE AQUI para ler mais sobre o assunto).

* Em Caraúbas, Dra. Veluzia Gurgel declara apoio a Carol Fernandes.

Assim como divulgamos em primeira mão em nossas rapidinhas, o projeto do PR, encabeçado por Carol Fernandes recebeu um apoio de peso eleitoral, trata-se da Dra. Veluzia Gurgel e a sua família.

A declaração oficial foi dada na noite de ontem (06), a médica é esposa do empresário Celcivan Lima e é tida comoum dos maiores apoios individuais de Caraúbas.

Nos últimos dias o projeto do PR tem recebido inúmeras declarações de apoio, dentro desse contexto o favoritismo do oponente já não existe mais.

De acordo com a cúpula do projeto do PR, a semana que se inicia será composta de muitas outras declarações de apoio.

É aguardar.
Apoio muito importante, médica ao lado das Carol.

* Convenção do PR homologa Shirley Targino e Pôla Pinto em Messias Targino.

O PR realizou em Messias Targino a maior convenção política da história do município nessa sexta-feira (05). Durante o evento foram homologadas as candidaturas da ex-prefeita Shirley Targino (PR), como candidatada ao cargo de prefeita, tendo com vice o atual vice-prefeito Pôla Pinto (PT).

“Quero deixar claro que não existe qualquer tipo desentendimento com o prefeito Arthur Targino, que inclusive está aqui em nossa convenção com o PMDB apoiando nossa chapa. O grupo e o povo teve a oportunidade de optar por um dos dois e estou muito satisfeita e feliz em poder voltar a disputar a prefeitura de Messias Targino e vencendo as eleições, dá continuidade ao que iniciamos em nossos dois primeiros mandatos”, disse a candidata do PR que também é presidente estadual do PR Mulher.

Shirley Targino disse ainda que o nome do atual vice-prefeito, Pôla Pinto como companheiro de chapa, foi apenas não uma escolha pessoal dela, mas de todos que trabalham no processo de formação da chapa governista. “Sempre tivemos um ótimo relacionamento político e pessoal com Pôla e por tudo que ele tem feito por Messias Targino, achamos melhor manter o seu nome como vice. É uma pessoa forte e dedicada a buscar soluções para os problemas de Messias Targino”, acrescentou.
shirley
Chapa fechada.

* Odebrecht cita Temer em negociação de delação premiada.

A revista VEJA teve acesso a um anexo da delação premiada mais esperada do escândalo do petrolão. A Odebrecht mobilizou mais de uma centena de advogados para assessorar a delação de seu presidente, Marcelo Odebrecht, e de cerca de cinquenta executivos da empresa. No trecho a que VEJA teve acesso consta a informação de que em maio de 2014 houve um jantar no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente da República. Nele, estavam o próprio vice Michel Temer e o então deputado Eliseu Padilha, atual ministro-chefe da Casa Civil. Do lado da empreiteira, Marcelo Odebrecht. Segundo os termos do anexo, Temer pediu “apoio financeiro” ao empresário. Marcelo Odebrecht, um campeão em contratos com o governo federal e um financiador generoso de políticos e campanhas eleitorais, prometeu colaborar. Afinal, estava diante do vi­ce-presidente da República e comandante em chefe do PMDB, o maior partido do país, que controlou desde a redemocratização cargos estratégicos da máquina pública, como diretorias da Petrobras e de estatais do setor elétrico.

A Lava-Jato já sabe que empreiteiras repassaram propinas a partidos na forma de doações eleitorais. Ou seja: que usaram a Justiça Eleitoral para lavar dinheiro sujo. No caso da negociação no Jaburu, o anexo da empreiteira promete provar, caso a delação seja homologada, que se deu uma operação distinta: o pagamento do “apoio financeiro” aconteceu em dinheiro vivo, entre agosto e setembro de 2014. A Odebrecht repassou 10 milhões de reais ao PMDB. Do total, 4 milhões tiveram como destinatário final o próprio Eliseu Padilha. Já os 6 milhões de reais restantes foram endereçados a Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Skaf tem boa relação com Marcelo Odebrecht e é apontado como o mentor do jantar entre o empreiteiro e os peemedebistas, do qual não participou. Em 2014, ele disputou o governo de São Paulo pelo PMDB graças ao apoio de Temer. O repasse dos 10 milhões de reais em dinheiro vivo está, segundo o anexo, registrado na contabilidade do setor de operações estruturadas da Odebrecht, também conhecido como “departamento da propina”.
temer_divida
todo mundo enrolado.

* José Serra recebeu R$ 23 milhões via caixa dois, afirma empreiteira.

Executivos da Odebrecht afirmaram aos investigadores da Operação Lava Jato que a campanha do hoje ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB-SP), à Presidência da República, em 2010, recebeu R$ 23 milhões da empreiteira via caixa dois. Corrigido pela inflação do período, o valor atualmente equivale a R$ 34,5 milhões.

A revelação foi feita, segundo a Folha de São Paulo, a procuradores da força-tarefa da operação e da PGR (Procuradoria-Geral da República), na semana passada, por funcionários da empresa que tentam um acordo de delação premiada. Durante a reunião, realizada na sede da Polícia Federal em Curitiba, os executivos disseram que parte do dinheiro foi entregue no Brasil e parte foi paga por meio de depósitos bancários realizados em contas no exterior.
serra
José Serra.

* Rio Grande do Norte completa 515 anos.

Neste domingo (7) o Rio Grande do Norte completa 515 anos. A data é alusiva ao Marco de Touros, implantado neste dia no ano de 1501 e considerado o mais antigo no País. Para alguns historiadores, é a prova de que juridicamente o País foi descoberto a partir do RN.

Parte dessa história, notadamente a partir do período imperial, está preservada pelo Memorial do Legislativo Potiguar. Seu acervo documental remonta ao ano de 1835, no período imperial, quando o Parlamento foi instalado. A data será marcada na Assembleia por uma sessão solene na próxima terça-feira (9), às 9h, propositura do deputado Gustavo Carvalho (PSDB).

Foi há 16 anos, no dia 30 de maio do ano 2000 que o Dia do Rio Grande do Norte foi oficialmente instituído, durante o governo Garibaldi Alves Filho. A data foi criada com a Lei nº 7.831, de autoria do então deputado estadual Valério Mesquita. A pedra que demarca o início da história em solo potiguar foi colocada durante a expedição comandada por Gaspar de Lemos e André Gonçalves, a mando do rei português D. Manoel I.

“A apresentação da Lei nº 7.831, pelo ex-deputado estadual Valério Mesquita, é mais uma prova da contribuição permanente da Casa Legislativa para a preservação da história do nosso povo. Como dizia Câmara Cascudo: a Memória é a imaginação do povo, mantida comunicável pela tradição, movimentando as culturas, convergidas para o uso, através do tempo”, destaca o deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa.
bandeiraRN
Parabéns RN.

* Bandidos voltam a incendiar no RN.

Após 48 horas sem registrar nenhum ataque criminoso em todo RN, a Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do estado confirmou que está investigando um incêndio ocorrido na madrugada de hoje, 7, que destruiu um ônibus, um caminhão e uma retroescavadeira em uma garagem da Prefeitura de Senador Georgino Avelino.

O Delegado da Polícia Civil da cidade irá investigar o caso.
fogo de novo
Ação dos indivíduos.