domingo, 16 de outubro de 2016

* Fechamento da Ceasa: mais um paradigma do Governo Robinson.

A juíza da 19ª Vara Civil de Natal, Andréa Régia Leite Holanda Macedo Heronildes, atendendo a um pedido da promotora Gilka da Mata, determinou o fechamento da Ceasa (Central de Abastecimento do Rio Grande do Norte) em um prazo de 72 horas.

A decisão é em virtude de problemas ambientais na área e tinha sido ingressada desde abril de 2010. Nesse intervalo de tempo, nenhuma providência foi tomada por parte do Governo do Estado.

Em 05 de junho de 2015, Robinson visitou a Ceasa, onde ouviu apelo dos comerciantes e constatou de perto os problema ambientais lá existentes. Já no dia 09 de julho de 2016, por ocasião da Vila Cidadã em Parnamirim, anunciou a transferência da Central de Abastecimento para lá. Nem transferência para lá, nem adequação aqui.

Mas o fechamento da Ceasa é apenas mais um lamentável paradigma do Governo Robinson, depois da maior greve da história da UERN, do maior número de fugas da história dos presídios, da maior crise na saúde e de acabar os recursos do Fundo Previdenciário, sem falar na maior insegurança já vista na história do RN.
z
CEASA.

* Rombo das previdências estaduais se aproxima de R$ 100 bilhões.

O rombo das previdências estaduais, que chegou a R$ 64,26 bilhões no ano passado, alcançará R$ 101,5 bilhões em quatro anos, numa expansão de 57%, segundo cálculos de um estudo contratado por um grupo de governadores que inclui Rio e São Paulo, informa o jornal O Globo.

Diante da gravidade da situação, os governadores pediram ao governo federal que os estados sejam incluídos na reforma da Previdência.

Além do aumento da contribuição, eles querem que a União acabe com os regimes especiais de policiais militares e bombeiros, que hoje representam quase um quarto das despesas com servidores estaduais inativos, ainda de acordo com o jornal.
dinheiro 3
Pela grana.

* Governo do RN diz que não sabe quando quitará salários de setembro.

G1/RN: O governo do Rio Grande do Norte não sabe quando vai concluir, integralmente, o pagamento dos salários de setembro do funcionalismo público estadual. Neste sábado (15), em nota enviada à imprensa, a Secretaria do Planejamento e Finanças (Seplan) disse que, “diante das constantes frustrações de transferências do Governo Federal, aguarda a confirmação do valor do ICMS que será recolhido ao tesouro estadual na próxima terça-feira (18) para anunciar nova etapa do calendário de pagamento para os servidores ativos, inativos e pensionistas dos quadros da administração estadual que ainda não receberam seus salários”.

Até o momento, ainda de acordo com a Seplan, só receberam os servidores que ganham até R$ 5 mil. Para quem recebe acima deste valor, “não há previsão de pagamento”, concluiu.

Crise
 
O pagamento dos salários do funcionalismo público estadual vem sofrendo escalonamentos, mudanças de datas e atrasos desde o final de 2014, ainda na gestão da então governadora Rosalba Ciarlini. Desde então, os servidores não têm certeza de quando irão receber, uma vez que o calendário só é divulgado poucos dias antes de a folha começar a ser paga. O governo alega dificuldades financeiras para honrar em dia o pagamento em razão da crise econômica que afeta o país.

Exemplo disso são os salários de setembro, que ainda não foram todos pagos. No dia 7, receberam os servidores que ganham até R$ 2 mil. No dia 8, foi a vez dos que recebem entre R$ 2.001 e R$ 3 mil. Já os servidores que recebem de R$ 3.001 até R$ 4 mil, foram pagos no dia 11. Já o pagamento dos servidores que recebem entre R$ 4 mil e R% 5 mil, foi feito na sexta-feira (14). Quem ganham mais, ainda não sabe quando vai receber.
Governadoria do Rio Grande do Norte (Foto: Rayane Mainara)
Uma longa espera.

* Internautas se mobilizam com elaboração de documento que pede reabertura do Hospital da Mulher.

Insatisfeitos com o fechamento do Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, internautas criaram esta semana uma petição pública destinada a colher assinaturas como forma de pressionar e reverter a decisão do Governo do Estado.

A petição pode ser acessada no site www.peticaopublica.com.br e pode ser assinada por qualquer internauta interessado em externar sua posição.

Cópias da petição com as assinaturas serão entregue ao Governo do Estado, governador Robinson Faria, secretário de saúde do RN George Antunes, ao juíz federal Orlan Donato e a entidades como a Ordem dos Advogados do Brasil, igrejas, maçonaria e Rotary Clube.
hospital-da-mulher-660x330
Robinson neles.

* É hora de arrumar a casa, abom!

As contas feitas pelas auditorias que serão feitas nas prefeituras pode gerar desconforto para alguns gestores que vivem a crise financeira enfrentadas em diversos municípios.

Por outro lado os novos gestores darão uma carta de paciência ao eleitor que terá que esperar que ele arrume a casa para só assim começar a trabalhar. 

Quando será?

Só o tempo dirá!j
Oh casa difícil de ser arrumada.