terça-feira, 18 de abril de 2017

* Associação de Delegados emite nota de apoio a Clayton Pinho.

A Associação dos Delegados de Polícia do RN (ADEPOL) emitiu “Nota de Interesse Público” à manhã de hoje, se reportando ao pedido de exoneração apresentado pelo delegado Clayton Pinho, do cargo de delegado geral da Polícia Civil do RN.

A entidade destaca liderança e comprometimento dele com categoria, mas assinala as precárias condições de trabalho dos delegados na tarefa que têm cotidianamente no RN
NOTA DE INTERESSE PÚBLICO
A Associação dos Delegados de Polícia-ADEPOL vem a público lamentar o pedido de exoneração do Delegado Clayton Pinho e reconhecer a sua corajosa e abnegada atuação enquanto esteve à frente da Delegacia Geral de Polícia Civil, exercendo suas funções pautadas nos pilares da transparência, probidade, impessoalidade e bravura, cobrando por mais investimentos para a Polícia Civil, como meio de se reduzirem os índices de criminalidade no Estado Potiguar.
Mais que um Chefe de Polícia, Pinho é considerado um líder pelos Delegados, não só pelo seu comprometimento com a investigação criminal, mas pelo seu destemor em diagnosticar as deficiências da Instituição e em alertar à população Potiguar que a permanência do reduzido efetivo policial, a tímida destinação de recursos e os constantes atrasos salariais acarretarão consequências trágicas à Segurança Pública potiguar, agravando ainda mais o quadro atual!
Os “investimentos” na Polícia Civil alcançam cifras mínimas que apenas geram o escárnio da criminalidade, sucateamento da instituição e fomento da impunidade.
Assim, a ADEPOL/RN vem a público agradecer os serviços prestados pelo Delegado Clayton Pinho, bem como reafirmar compromisso com a população potiguar de que os Delegados de Polícia não pouparão esforços para cobrar efetivas melhoras no serviço de Segurança Pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário