quarta-feira, 12 de abril de 2017

* Sem arrependimento, adolescente confessa ter matado vigilante do IFRN para assaltar em Apodi.

G1/RN:  A Polícia Civil conseguiu identificar e deteve um adolescente de 17 anos apontado como autor da morte do vigilante do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), Cabral Neto, na cidade de Apodi. O crime aconteceu na manhã desta terça-feira (11) e, nesta quarta-feira (12), o adolescente confessou a autoria. 

O delegado Renato Oliveira, da Delegacia de Apodi, informou que o menor prestou depoimento acompanhado da mãe. "Ele disse que acordou cedo e, juntamente com um comparsa, saiu com objetivo de realizar roubos na cidade, sem vítima definida". 

Ainda de acordo com o delgado, por volta das 6h, o vigilante Cabral Neto saiu do trabalho e foi para casa. "Os suspeitos viram a vítima passar e acharam que, por ele ser vigilante, estava com uma arma na mochila, então, passaram a seguir para assaltá-lo", comentou o delegado Renato Oliveira. 

O adolescente contou, em depoimento, que quando abordaram a vítima, o vigilante esboçou reação e por isso teria sido baleado e morto. De acordo com o delegado, o adolescente declarou: "eu enquadrei ele, ele tentou reação e eu passei o rodo". 

O delegado Renato Oliveira afirmou ainda que o adolescente não demonstrou arrependimento pela prática do crime e que já tinha sido apreendido com drogas. Ele passou por exame residuográfico que apontou resíduos de pólvora nas mãos. 

Ainda de acordo com a polícia, o adolescente também teria envolvimento com facção criminosa, tendo feito alusão a uma facção em várias postagens nas redes sociais. Um segundo suspeito de envolvimento na morte do vigilante também prestou depoimento, mas foi liberado. 
Cabral Neto trabalhava como vigilante do IFRN  (Foto: Arquivo Pessoal)
Vigilante morto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário