segunda-feira, 5 de junho de 2017

* Centrais sindicais confirmam nova “greve geral” em todo país.

Lideranças das centrais sindicais brasileiras se reuniram na manhã desta segunda-feira 05, na sede regional da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), na cidade de São Paulo, onde confirmaram uma nova Greve Geral que ocorrerá em todos os estados brasileiros no dia 30 de junho, última sexta-feira do mês.

As entidades sindicais também conclamaram a população para um dia de mobilização nacional, chamado “Esquenta Greve Geral”, com data marcada para acontecer dia 20 de junho. Segundo os sindicalistas, as centrais “irão colocar força total na mobilização da greve em defesa dos direitos sociais e trabalhistas, contra as reformas trabalhista e previdenciária e pelo #ForaTemer”.

“A ideia é manter o foco contra as reformas defendidas pelo governo, para continuar alertando trabalhadores e trabalhadoras sobre os riscos que corremos de perda de direitos trabalhistas, culminando numa nova greve geral ao fim do mês de junho”, afirma José Calixto Ramos, presidente da NCST.

O dirigente também disse as manifestações se darão de forma constante, para manter a população informada das propostas prejudiciais aos trabalhadores e trabalhadoras que tramitam no Congresso, além da criação de uma comissão para falar individualmente com cada senador. “Vamos falar com cada parlamentar individualmente, mostrando o quão prejudicial essas propostas são para a qualidade de vida de quem trabalha”, concluiu.

Participaram da reunião a Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), Força Sindical (Força), Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Central Sindical e Popular (CONLUTAS) e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), Intersindical – Central da Classe Trabalhadora e A Pública – Central do Servidor.
Querem a boquinha né.

Nenhum comentário:

Postar um comentário