quarta-feira, 28 de junho de 2017

* Procurador da Lava-Jato critica Temer após suspensão de passaportes.

Um dia após a suspensão da emissão de passaportes, o procurador da Lava-Jato Carlos Fernando dos Santos Lima criticou o governo de Michel Temer em rede social. Na manhã desta quarta-feira, Lima afirmou que o governo “sufoca” a Polícia Federal (PF) e manifestou novamente sua insatisfação com a redução da equipe responsável pelas investigações em Curitiba.

“O governo Temer sufoca a Polícia Federal. Nem dinheiro para a emissão de um documento necessário como o passaporte. Imagine como está a continuidade das diversas investigações pelo país. Na Lava-Jato a equipe da polícia foi significativamente reduzida. A quem isso interessa?”, escreveu.

Conhecido pelas postagens críticas em redes sociais, Carlos Fernando já havia se posicionado contrário à redução da força-tarefa da Lava-Jato. Em maio deste ano, durante entrevista coletiva sobre a 41ª fase da operação, ele afirmou ser “incompreensível” a diminuição do quadro.

De acordo com a Polícia Federal, a emissão de passaportes foi suspensa pois o orçamento para a confecção atingiu o limite dos gastos previstos na lei orçamentária da União.

Os serviços de agendamento pela internet e atendimento nos postos de todo o país continuarão funcionando, embora não haja previsão para a entrega dos documentos solicitados até que a situação se resolva.
Procurador.
O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário